sexta-feira, 28 de julho de 2017

Depois de 18 anos, Sociedade é campeã do Municipal de Lago da Pedra




Com duas falhas do goleiro, e jogadores destaque em outros jogos, jogando abaixo do esperado, como o meia Bruno, o time da Catarina, do Povoado Santa Catarina, perdeu 3X0 para a Sociedade, que foi muito superior em campo, com o meia-atacante Lucas, ex-Sampaio, jogando solto e fazendo as melhores jogadas.

No geral, a  final foi sem brilhantismo, apagada, nem parecia uma final do campeonato que envolveu todo o município.O motivo, talvez, fosse a premiação pífia de 3 mil reais para o campeão e 1.500 reais para o vice. Premiações que perdem para  muitos campeonatos interioranos, em Lago da Pedra.

Contudo, após 18 anos, a Sociedade volta a ser campeã municipal. O último título da equipe foi em 2009.

O prefeito Laércio Arruda, o vice, Rodrigo Neto, o diretor de Esportes, Dione Dias, secretários de governo, vereadores, e outras personalidades, fizeram a entrega das premiações.

Time da Catarina

Sociedade
           






Vice-prefeito Rodrigo Neto e o jogar Paulo, da Catarina



Prefeito Laércio Arruda e o técnico da Sociedade, Paulinho


quinta-feira, 27 de julho de 2017

Brasileiro e a insana mania de economizar em coisas erradas




Abrimos espaço para o interessante artigo de Daniel Toledo, que por meio de sua assessoria entrou em contato com o titular do Blog. Todo o conteúdo é de responsabilidade do autor.

Por Daniel Toledo

Existe uma grande diferença entre oportunidade e oportunismo. Uma, é aquela em que as pessoas querem levar vantagem em tudo, ser esperto, ganhar a qualquer custo sendo que a outra, vai na contramão deste movimento cada vez mais presente e enraizado na cultura brasileira.

Enquanto eu morava no Brasil, vivenciei diversas situações em que me deparei com o oportunismo e isso me incomodava demais. Por isso, desde quando passei a ter residência fixa nos Estados Unidos, decidi por um ponto final nisto. Hoje, eu não tolero esse comportamento e principalmente as pessoas que convivem comigo sabem o quanto sou rígido fazendo duras críticas quando identifico o vício do oportunismo nas minhas relações de negócios.

A cultura do Brasil é riquíssima, linda e super diversificada. Porém, esse vício maldito acaba com a beleza. A necessidade de levar vantagem deixa as pessoas cegas e a feira de Acari, no Rio de Janeiro, é um belo exemplo deste contraste. O mercadão de produtos roubados é promovido às custas de inúmeras mortes e assaltos por conta de um comércio que não tem fim.

Em São Paulo, mais precisamente na Avenida Paulista, tem um shopping de artigos chineses a preço popular. Confesso que eu ia todo o final de semana lá para olhar as novidades e sempre comprava um dvd ou outro e um monte de outras coisas que eram considerados réplicas de primeira linha. Quem realmente usa artigos de luxo sabe a diferença entre o pirata e o original.

Mesmo que você tenha um auto estima lá em cima e não se incomode com a julgamento dos outros, ou é do tipo que adota a política do “ estou nem aí”, existe algo implícito neste jogo muito mais grave do que a opinião alheia, que é o dano causado pelo consumo deste tipo de produto. Não há pagamento de impostos referente a mercadoria e recolhimento de tributos. Só por isso esse produto chegou até o seu consumidor final. Vidas acabam porque alguém tem a necessidade porca de comprar algo “ baratinho”. E não é exagero.

Tenho um amigo que hoje reside nos Estados Unidos. A família dele quando morava no Brasil possuía uma transportadora com cinco caminhões. Sempre que se tratava de uma carga valiosa, quem fazia o transporte era o pai, o dono da empresa. Ele tinha esse cuidado para zelar pelo material do cliente e garantir que o produto caro chegaria ao seu destino conforme o esperado, sem danos. Até que um dia, ele foi roubado e sequestrado. A quadrilha pediu R$50 mil reais, e a carga era de televisões. Ele ficou quatro dias em cativeiro e não havia possibilidade de pagar pelo valor exigido. Não avisaram a polícia e as negociações chegaram a R$10 mil. A quantia foi paga, mas o pai foi encontrado morto, sendo que ele havia falecido muito antes da entrega do dinheiro.

Ainda me questiono como que as pessoas têm coragem de comprar esses produtos. O detergente mais barato, o salame, sabão em pó que vendidos na feira de acari custaram a vida de alguém. Além disso, deixou o seguro para todo mundo mais caro, impactando na economia como um todo. Quantas vezes subiu o seguro do seu carro? Mas na hora de comprar uma peça, muitos não abrem a mão de ir até um desmanche. É essa consciência que precisa mudar. Quando isso acontecer, o país muda de patamar.

Quem compra produto fruto de roubo de carga, ou pirata, não faz ideia do prejuízo para o país, além da energia negativa que vem de carona. O brasileiro precisa parar de aceitar migalhas dos outros e mudar a condição de vida e adquiri itens que de fato possuem qualidade e são duráveis. Comprar itens de péssima qualidade ou por preços até 70% a menos do que comercializados em lojas tradicionais, jamais pode ser um bom negócio.

Sobre Daniel Toledo

O profissional é graduado em direito pela Universidade Paulista. Possui especialização em International Business and Global Law pelo Eckerd College - St Petersburg e em tributação no mercado financeiro, pela FGV São Paulo, LLM em mercado Financeiro e de Capitais pelo IBMEC e LLM em Health Law pela Southern University of Illinois. Fez doutorado em Direito Constitucional pela UNITA, e participou de diversos cursos promovidos pela OAB e CAASP, voltados para direito comercial e societário. Atualmente, é sócio da Toledo and Associates, Law Firm desde 2003 e sócio fundador da Loyalty Miami. A fonte pode comentar e explicar sobre a obtenção dos seguintes vistos: L1 - E2 - H1B - EB-1 - EB-5– O – R – J – K. Foi o único advogado brasileiro indicado ao prêmio Lawyers of Distinction

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Pacote de pavimentação de 200 km na Grande Ilha iniciou serviços com obras na Lagoa da Jansen




Lançado pelo governador Flávio Dino na terça-feira (25), o pacote de obras para pavimentar 200 km de ruas e avenidas dos quatro municípios da Grande Ilha iniciou ainda na terça-feira com serviços na Lagoa da Jansen. A 3ª etapa do programa beneficiará 1,4 milhão de pessoas em São Luís, São José de Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar. Ao todo serão gastos R$ 80 milhões para o asfaltamento de vias, melhorando a qualidade de vida da população da Grande Ilha.

"Anunciamos intervenções de pavimentação, drenagem, asfaltamento de vias urbanas de um modo geral em apoio aos quatro municípios da Ilha, onde residem mais de 1,4 milhão de habitantes. Faremos intervenções nas vias principais desses municípios, priorizando a aplicações entre os bairros, visando dar maior fluidez ao trânsito, uma vez que o eixo principal desse programa, desse pacote de intervenções, é a mobilidade urbana", destacou o governador Flávio Dino ressaltando que logo após a assinatura de autorização, os serviços foram iniciados.

Para o comerciante Cléber Lima os investimentos melhoram um cartão-postal da cidade, e, ao mesmo tempo, ajuda a atrair novos consumidores. “A obra está muito boa aqui, tenho certeza que vai beneficiar muita gente. O movimento certamente vai aumentar”, destacou.

Já o tapeceiro Jenilson Mota, lembrou que a região já foi muito beneficiada com a construção de praças, e que, agora, com o asfalto novo a Lagoa vai ficar ainda melhor. “Além de ter dado uma melhora em nossa rua, a praça dá mais uma opção de lazer para as crianças da comunidade. Com esse asfalto novo chegando também, é só alegria”, explica.

Na Avenida Professor Mário Meireles, na Lagoa da Jansen, onde os serviços foram iniciados na terça (25) já estão sendo concluídos os serviços de fresagem e capa. Mas os serviços também chegarão à Avenida 05 - Acesso Principal do Cohatrac; ao Trecho da Avenida Mário Andreazza até a rua Cel. Eurípedes Bezerra; nas Avenidas 103 e 203 - Interligação Jardim América /Cidade Operária); Na Avenida Principal da Cidade Operária (Entrada Cidade Operária / Estrada da Mata); Na Av. Guajajaras (Retorno do Aeroporto / Forquilha); na Av. dos Africanos; Av. São Marçal (Av. Principal do João Paulo); na Rua Riachuelo (Paralela a Principal do João Paulo); na Avenida Mochel  (Acesso ao Pq. Pindorama / Pq. dos Nobres); na Cidade Olímpica (Bloco C); nas vias das Vilas José Reinaldo e Sarney Costa.

Além destes locais, também está no cronograma de obras o Parque da Juçara/BR-135; a Av. Oeste Externa e Av. Oeste Interna (Cidade Operária / Jardim América / Santa Clara); na Aapaco – Av. das Acerolas (Interligação Cidade  Operária / Santa Bárbara); na Raposa (Rua Feitosa Reis/Rua Principal/MA-203/Estrada do Porto; no Jardim Turu; no Parque Jair; no Alto do Turu (Drenagem e Pavimentação de ruas principais); na Av. General Arthur Carvalho; Estrada da Mata - MA-201 (Rio São João) a Tancredo Neves; na Interligação MA-201 (Estrada de Ribamar)/ MA-202 (Estrada da Maioba); na Ponte de Interligação Estrada de Ribamar/Maioba; na Ponte Estrada da Vitória (Interligação da Av. Nossa S. da Vitória / Maioba); no Pindoba/Iguaíba; no Conjunto Paranã; no Conjunto Tambaú; na Vila Nazaré; na Interligação Vila Industrial/Maracanã; na Interligação Vila Maranhão/Vila Eembratel; na Avenida 200 (BR-135/Acesso ao Maracujá); e Ligação Tibiri/Cajupe/São Raimundo/Av. São Jerônimo/Santa Bárbara.


Governo beneficia 171 famílias de Governador Newton Bello com entrega de título coletivo de terra




Após dez anos de muita luta, hoje nós somos os donos de nossa terra”, emocionado declarou seu Averaldo Morais Sousa, presidente Associação de Agricultores 16 de Abril (ASABRIL), do município de Governador Newton Bello. O Governo do Estado, por meio do Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma) está beneficiando 171 famílias de trabalhadores rurais com a titulação coletiva de terra, com uma área cerca de 290 hectares. A entrega aconteceu no auditório da secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF), na tarde desta terça-feira (25).

O programa de titulação é realizado por meio do Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma), órgão vinculado à SAF, e que já promoveu ações em quase todos os municípios do estado.

O presidente do ITERMA, Raimundo Lídio externou sua satisfação em poder participar deste ato histórico, em que uma comunidade luta há décadas pelo direito à terra.

Poder presenciar este momento de extrema alegria estampada no rosto de cada representante da comunidade é muito gratificante. Agora eles poderão trabalhar com mais tranquilidade na sua produção rural. A nossa meta é dar celeridade ao andamento de cada processo, que lamentavelmente vem se arrastando há anos, décadas, a fim de que o agricultor familiar possa ter segurança jurídica e dignidade para produzir o sustento de suas famílias”.

Para seu Averaldo Morais Sousa, presidente da Associação de Agricultores 16 de Abril (ASABRIL), poder voltar para Governador Newton Bello com o título de domínio de terra nas mãos é uma conquista. “São dez anos de luta, de suor derramado para a concretização deste sonho. Eu estou voltando para a comunidade com este prêmio que vai nos trazer mais calmaria e segurança porque hoje nós somos os donos de nossa terra”, enfatizou.

O secretário de estado da Agricultura Familiar - SAF, Adelmo Soares disse que o momento é de unir forças com órgãos, instituições em prol do desenvolvimento do Maranhão. “O nosso compromisso é com o povo maranhense, é levar qualidade de vida para nossos agricultores. A regularização fundiária é um dos passos principais para que a gente possa ter uma agricultura familiar forte. É da terra que o agricultor e a agricultora familiar deste Estado vai tirar o alimento de cada dia e renda”, disse.

O município de Governador Newton Bello também é atendido pelo Plano Mais IDH, programa criado no Governo Flávio Dino, para levar desenvolvimento e justiça social aos 30 municípios de menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Estado.

Estiveram presentes no ato, os secretários adjuntos do Sistema SAF, Francisco Sales e Luciene Figueiredo, o presidente da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão – Agerp, Júlio Mendonça, o secretário da Secretaria de Direitos Humanos e participação Popular (SEDIHPOP), Francisco Gonçalves, o presidente da Fetaema, Chico Miguel, o diretor de regularização fundiária, Augusto Salgado, além dos movimentos sociais: Associação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas do Maranhão (ACONERUQ), Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB) e Movimento dos trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).




Fonte: ITERMA

CNMP divulga retrato do Ministério Público brasileiro




O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) lançou nesta quarta-feira, 26 de julho, a sexta edição da publicação "Ministério Público: um retrato". O documento traz dados sobre a atuação funcional e administrativa dos Ministérios Públicos Estaduais e dos quatro ramos do Ministério Público da União (Federal, do Trabalho, Militar e do Distrito Federal e Territórios) – ao longo do ano de 2016, além de números sobre o próprio CNMP.

O lançamento ocorreu durante a 14ª Sessão Ordinária de 2017 do CNMP, ocorrida no Plenário da instituição, em Brasília/DF. Na ocasião, o presidente do Conselho, Rodrigo Janot, afirmou que o CNMP dá um passo importante na consolidação e fidedignidade dos dados apresentados pelo Ministério Público brasileiro, entregando a toda a sociedade informações e estatísticas importantes quanto à atuação finalística e administrativa de todos os ramos do Ministério Público, referentes ao ano de 2016.

Além disso, Janot destacou que “a publicação de informações e estatísticas que refletem confiavelmente o Ministério Público do presente, além de possibilitar maior controle social, reafirma o compromisso institucional com valores como ética, transparência, cooperação, independência e inovação. Esses valores fizeram com que a sociedade brasileira confiasse ao MP a defesa de princípios tão caros aos brasileiros, consolidando de maneira indelével sua condição de agente transformador da realidade social, quer combatendo a corrupção e outros malfeitos, quer propondo um caminho de evolução social, vetorizados pelos objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil”.

Números

Em 2016, o Ministério Público brasileiro instaurou 46.657 inquéritos civis públicos e procedimentos preparatórios para apurar irregularidades relativas à improbidade administrativa, 13,1% a mais que em 2015, quando foram registrados 41.241. O dado faz parte da sexta edição da publicação “Ministério Público: um retrato”, que será lançada nesta quarta-feira, 26 de julho, às 10 horas, na sede do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), em Brasília.

O relatório mostra que o MP instaurou, em 2016, 23.139 novos procedimentos investigatórios criminais, instrumentos que têm como finalidade apurar ocorrências de infrações penais. Outro dado relevante se refere ao número de inquéritos policiais recebidos em 2016: 7.129.455. Desse total, 1.906.063, ou 26,7%, são relativos a crimes contra o patrimônio, como furto, roubo ou extorsão. 

Ainda quanto aos inquéritos recebidos, 360.300 se referem a crimes contra a vida e 395.391 à violência doméstica contra a mulher. Vale ressaltar que a quantidade de inquéritos policiais movimentados ao Ministério Público considera também aqueles que transitaram no órgão mais de uma vez.

A publicação mostra, ainda, que em 2016 o Ministério Público ofereceu 820.485 denúncias e promoveu 703.126 arquivamentos em inquéritos policiais. E expediu, de acordo com o relatório, 22.800 recomendações em inquéritos civis, procedimentos preparatórios e procedimentos administrativos em 2016. O número é 19,6% maior que em 2015, quando foram 19.059 recomendações.

Veja mais números de destaque

Processos autuados na Corregedoria Nacional do CNMP = 535

Solicitações recebidas (sugestão, elogio, crítica, reclamação e pedido de informação) na Ouvidoria Nacional do CNMP = 1.891

Cargos de membros providos do MP brasileiro = 13.087

Cargos de servidores providos do MP brasileiro = 36.457

Procedimentos investigativos criminais (PIC) instaurados: 23.139

Inquéritos civis públicos e procedimentos preparatórios instaurados:
Geral: 277.481
Improbidade administrativa: 46.657
Educação: 11.599
Patrimônio público: 21.812
Meio ambiente: 32.970
Saúde: 25.830

Inquéritos policiais recebidos = 7.129.455 (indica os inquéritos movimentados ao MP, ainda que mais de uma vez).

Cinco principais assuntos processuais dos inquéritos policiais instaurados (um processo pode possuir mais de um assunto processual):
Crimes contra o patrimônio: 1.906.063
Lesão corporal: 653.781
Crimes contra a liberdade pessoal: 465.749
Violência doméstica contra a mulher: 395.391
Crimes contra a vida: 360.300

Denúncias em inquéritos policiais: 820.485

Arquivamentos em inquéritos policiais: 703.126

Processos de apuração de atos infracionais recebidos = 1.267.717 (o MPU não preenche essa informação, com exceção do MPDFT)

Percentual de processos de apuração de atos infracionais recebidos:
De lesão corporal = 3,6%
Contra o patrimônio público = 22,4%

Transações penais oferecidas em termos circunstanciados e em inquéritos policiais: 214.885

Termos circunstanciados de crimes de menor potencial ofensivo recebidos:
Geral = 3.243.846
Crimes de Trânsito = 359.690
Crimes de tráfico ilícito e uso indevido de drogas = 339.273
Lesão corporal = 321.358

Processos criminais recebidos = 4.382.933

Processos criminais devolvidos = 4.366.507

Recomendações em inquéritos civis, procedimentos preparatórios e procedimento administrativo, área extrajudicial: 22.800

Percentual das informações prestadas pelas unidades do MP e pelos ramos do MPU:
Geral = 89,78% das informações solicitadas foram prestadas.

Em relação à edição anterior = Em 2015, 84,88% das informações solicitadas foram prestadas, ou seja, em 2016 houve um incremento de 4,9% no total de informações enviadas.

Veja aqui a íntegra da publicação “MP: um retrato”.

Fonte: Assessoria do CNMP

Luis Fernando diz que pesquisa com Roseana liderando em Ribamar não é a realidade




Do Blog do John Cutrim

O prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva (PSDB) afirmou, em conversa com os blogueiros Raimundo Garrone e John Cutrim, que não acredita no resultado da pesquisa Perfil/blog Luis Pablo que apontou o governador Flávio Dino atrás da ex-governadora Roseana Sarney no município em uma consulta de intenções de voto para o governo. “Ninguém acreditou nessa pesquisa, quem mora em Ribamar sabe das inúmeras obras realizadas pelo governo do estado na cidade. Então não podemos levar a sério essa pesquisa”, disse.

Ainda de acordo com Luis Fernando, a aprovação de Dino nos municípios da Grande Ilha é mérito exclusivamente do governo. “Dou o exemplo da eleição, muitos pensam que nós passamos votos para o governador, o que não é verdade nesse caso específico aqui dos municípios da Ilha. Lembro que numa eleição eu tinha mais de 90% de aprovação como prefeito e a Roseana não passava de 50% nas pesquisas. Portanto, os votos que o Flávio teve foram unicamente dele”, analisou. Flávio Dino foi eleito com 64,80% em Ribamar.

As declarações do prefeito de Ribamar aconteceram durante a autorização, nesta terça-feira (25), do início do grande pacote do Mais Asfalto para a região metropolitana de São Luís. Na ocasião, o governador Flávio Dino fez, no seu discurso, uma homenagem especial a Luis Fernando pela passagem do seu aniversário.

Presidente da Câmara de Esperantinópolis, vereador Gilson Vieira, recebe alta hospitalar



Gilson Vieira e Dr. Rogério Almeida
Após passar vários dias internado, o vereador, presidente da Câmara de Esperantinópolis, Gilson Vieira (PRTB) recebeu alta nesta quarta-feira (26). A boa notícia foi partilhada nas redes sociais pelo vice-prefeito de Esperantinópolis, Dr. Rogério Almeida (PCdoB).

Inicialmente, Gilson Vieira foi internado após sentir fortes dores acompanhadas de febre. Na ocasião ele foi levado para o Hospital Geral de Caxias, onde passou por uma cirurgia de vesícula. Após apresentar melhoras, foi liberado.

No entanto, ainda com febre e debilitado, no último dia 12 de julho, Gilson Vieira voltou a ser internado, desta vez no Hospital Dr. Carlos Macieira, em São Luís. O vereador passou por exames, e tomou medicamentos. 

A recuperação do vereador, de conceituada atuação legislativa, está sendo comemorado por familiares, amigos, e simpatizantes políticos em Esperantinópolis.

Maranhão usa aplicativo para localizar foragidos e monitorar liberdade condicional




O Governo do Maranhão agora conta com a ajuda de um novo aplicativo para localizar presos foragidos e monitorar quem cumpre pena em liberdade condicional, com ou sem uso da tornozeleira eletrônica. O lançamento foi feito na segunda-feira (24), por meio da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), durante o 1º Workshop sobre Monitoração no Maranhão.

O Sistema de Inteligência, Informação e Segurança Prisional (SIISP), que já existia online, ganhou uma versão mobile para celulares para ser usada por integrantes das forças de segurança durante situações de abordagens.

O aplicativo vai auxiliar os agentes da segurança pública durante suas abordagens do dia a dia. Ele conta com um banco de dados que inclui presos foragidos e os que estão em liberdade condicional, com o uso de tornozeleira eletrônica, por exemplo, que têm que cumprir limites geográficos estabelecidos e horários de retorno para suas casas”, explica o secretário de Administração Penitenciária, Murilo Andrade.

Se uma dessas pessoas descumprir o estabelecido pelos órgãos de segurança e for identificado durante uma abordagem policial, poderá ser levado para uma delegacia mais próxima, onde as medidas necessárias serão tomadas. Essa é a forma de monitorar e fazer com que as leis sejam cumpridas”, finaliza o secretário.

Para o subcomandante da Policia Militar do Maranhão, Jorge Luongo, a tecnologia se mostra uma aliada no combate ao crime.  “É em casos como esse, onde a tecnologia se alia a segurança pública, que se eleva o nível do serviço oferecido à sociedade, melhorando a sensação de segurança e aumentando a efetividade das ações das forças de segurança”, diz o coronel.

Portaria Conjunta

Ainda no evento, foi divulgada a entrada em vigor da Portaria Conjunta nº 9/2017, em que o Tribunal de Justiça do Maranhão, Ministério Público Estadual, Defensoria Pública, Secretaria de Estado da Segurança Pública e Secretaria de Administração Penitenciária definiram os novos procedimentos referentes ao serviço de monitoração de custodiados do Sistema Penitenciário do Maranhão.

A portaria trata da monitoração eletrônica, sua gestão, responsabilidade de cada órgão e todos os detalhes para sua utilização, de acordo com o defensor público geral do Maranhão, Werther de Moraes Lima Júnior. “Quando as instituições se unem e fazem um documento conjunto, o que se busca é a operacionalização de cada uma dessas instituições. É a certeza de regras claras, preestabelecidas. Antigamente a decisão saía apenas informando que a liberdade seria com monitoramento eletrônico. Agora, o custodiado já vai sair com uma série de requisitos com trabalho tanto para polícia, para o Ministério Público, para a Defensoria, quanto para o judiciário”, diz.

Tornozeleira Eletrônica

O Maranhão tem 1.589 presos monitorados por tornozeleira eletrônica, com um custo mensal de R$ 252 por unidade, de um total de pelo menos 24.203 detentos que usam esse equipamento em todo o país.

Dia de Campo sobre Feijão Caupi reúne 300 agricultores familiares em Poção de Pedras




O Governo do Estado promoveu, na segunda-feira (24), um Dia de Campo da Cadeia Produtiva do Feijão Caupi, no povoado Lago dos Baianos, município de Poção de Pedras.  A realização é do Sistema SAF, composto pela Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF), Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp) e Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma).

Cerca de 300 agricultores e agricultoras familiares participaram do evento, realizado na Unidade de Referência Tecnológica (URT) instalada na propriedade do produtor rural Antônio Araújo. Eles conhecerem um pouco mais da cultura do feijão caupi, típico das regiões Norte e Nordeste que é utilizado como incremento para a agricultura familiar do Maranhão. É desenvolvido por meio da cadeia produtiva, que tem por meta fortalecer o setor, auxiliando no trabalho dos homens e mulheres do campo por meio da transferência de tecnologia.

Entre as técnicas para o aumento da produção e renda, os agricultores familiares puderam saber mais sobre o uso de inoculantes, uma bactéria benéfica para a criação de nódulos nas raízes da planta, responsável por promover a fixação biológica do nitrogênio (FBN), que pode levar a um crescimento de 30% na produção das famílias rurais.

Com as inovações tecnológicas apresentadas aos agricultores familiares no Dia de Campo, eles poderão transformar a área utilizada para o plantio em um espaço sustentável, com redução no uso de adubos nitrogenados (fertilizantes), substituído por inoculantes, promovendo eficiência no uso da terra, maior economia ao produtor, segurança alimentar, assim como pode oferecer benefícios ao meio ambiente, já que a tecnologia natural garante também a recuperação e preservação dos solos.

Atualmente, o município de Poção de Pedras possui 18 produtores credenciados na Cadeia Produtiva do Feijão, que disponibiliza um fomento no valor de R$ 2.700 reais para compra de adubo, calcário, plantadeira, análise de solo e o pátio de secagem para os beneficiários.

Antônio Araújo, o “Toninho”, anfitrião do Dia de Campo, destacou o orgulho em ser visto como modelo para outras famílias rurais. “Já plantava feijão caupi, mas de maneira tradicional. Essa vai ser a minha primeira colheita com o apoio do Governo. Foi uma experiência bastante satisfatória, pois, que com o que foi aprendido aqui, consegui benefícios não só para mim, mas para toda a população vizinha que pode fazer igual e melhorar de vida”.

De acordo com o secretário da Agricultura Familiar (SAF), Adelmo Soares, o Dia de Campo é mais uma ação do Governo do Estado para desenvolver a agricultura familiar por meio do conhecimento e troca de experiências. “O potencial produtivo dos agricultores familiares está em destaque e assume um caráter estratégico na política de governo, auxiliando na superação da pobreza no campo e no fortalecimento da agricultura familiar”, afirma Adelmo Soares.

por meio das cadeias produtivas, do Programa Mais Produção, das ações representativas desenvolvida pelo Sistema Saf, como este Dia de Campo, destacamos esse novo momento do Maranhão, somando ao conhecimento existente no campo, novas tecnologias, com o objetivo de implantar um modelo de conhecimento que provoque uma mudança efetiva na realidade destas famílias”, frisou o secretário.

O presidente da Agerp, Júlio César Mendonça, enfatizou a importância dessa atividade como forma de democratizar a utilização de tecnologias para o campo e desenvolver ainda mais o assistência técnica no Estado.

A participação da Agerp na Cadeia Produtiva do Feijão, produzido eminentemente pela agricultura familiar e é básico na economia do Maranhão, se dá em todas as fases do processo de estruturação desse projeto, principalmente no direcionamento dessas tecnologias para o agricultor que, antes, não tinha acesso e, agora, com a prestação de assistência técnica contínua e de qualidade, se beneficia com mais essa ação do nosso governo”, disse o presidente.

Cadeia do Feijão

Os municípios que fazem parte da cadeia do feijão são Bernardo do Mearim, Esperantinópolis, Igarapé Grande, Lima Campos, Pedreiras, Poção de Pedras, São Raimundo do Doca Bezerra, São Roberto, Trizidela do Vale, Joselândia, Santo Antônio dos Lopes, Capinzal do Norte, São Luís Gonzaga do Maranhão, Lago da Pedra, Lago do Junco e Lago dos Rodrigues.


Quadrilha ataca e explode carro-forte em Bom Jesus das Selvas




Bandidos atacaram um carro-forte da empresa Prosegur e explodiram o veículo, na tarde desta terça-feira (25), em uma rodovia, na altura do povoado Nova Vida, no município de Bom Jesus das Selvas..

A quadrilha, que andava em em veículo modelo Eco Sport, composta por pelo menos cinco bandidos armados com fuzis, chegou atirando. Os assaltantes interceptaram o carro-forte e renderam os vigilantes. Em seguida usaram dinamites para explodir o carro-forte.

Os bandidos fugiram levando os malotes. A quantia levada não foi divulgada.

O carro usado pelos assaltantes foi encontrado incendiado em um trecho da BR-222.

Policiais militares das cidades de Buriticupu, Bom Jesus das Selvas, Açailândia e  Imperatriz estão realizando buscas no intuito de localizar os criminosos

terça-feira, 25 de julho de 2017

Artigo, Robson Paz: Ponte para o pretérito




Por Robson Paz
O Brasil vive tempos sombrios. Depois de três anos, voltamos a integrar o mapa da fome da ONU (Organização das Nações Unidas). Mais de 14 milhões de brasileiros estão desempregados, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Nunca foi tão difícil encontrar a luz fim no túnel.
Mas, nada é tão ruim que não possa piorar. Os ultrapassados construtores da ‘ponte para o futuro’, proposta pelo PMDB em execução no governo Temer, se esmeram para aprofundar a crise e por consequência a desigualdade no país.
Três episódios recentes simbolizam bem este retrocesso: o aumento de impostos sobre combustíveis, que penaliza a população, mormente os menos favorecidos; a aprovação do novo Refis federal, que anistia de multas e juros os grandes devedores do país e a compra desbragada de apoio ao governo federal, na Câmara dos Deputados.
Com a elevação dos impostos, o governo Temer espera arrecadar R$ 10,42 bilhões. O imposto sobre a gasolina aumentou R$ 0,41 por litro. Do diesel subiu R$ 0,21 por litro. Aumento do PIS e Confins dos combustíveis, que, por certo, terá efeito cascata. A frágil justificativa do governo federal seria o rombo nas contas públicas.
Pois bem, ocorre que dias antes do anúncio do aumento de impostos, os engenheiros do atraso trataram de construir outro rombo. Uma comissão do Senado aprovou proposta de anistia de juros e multas aos grandes devedores da nação. Com as mudanças no programa para regularizar dívidas, a arrecadação do governo federal cairia de R$ 13 bilhões para R$ 500 milhões. Isto é, redução de R$ 12,5 bilhões em receitas. Além da retração bilionária de arrecadação, um estímulo ao calote. Talvez por isso, recente pesquisa mostrou que um quarto dos endividados em atraso são de classe alta.
Que dizer então da farra na liberação de emendas para deputados, notadamente os apoiadores do governo, que rejeitaram o acolhimento da denúncia contra o presidente Michel Temer, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. O governo federal liberou em junho R$ 134 milhões em emendas ao orçamento para 36 dos 40 deputados que votaram a favor de Temer na CCJ, segundo a Associação Contas Abertas. E o pior ainda está por vir na votação em plenário.
Somados os recursos da anistia aos ricos devedores e das emendas, o valor que o governo pretende arrecadar penalizando a população aumentando os combustíveis ainda será insuficiente para cobrir o mais recente rombo. É o povo uma vez mais sendo chamado a pagar a conta.
Tributar as grandes fortunas? Nem em sonho. Do alto de sua impopularidade acima de 90%, Temer afirmou que o aumento será entendido pela população. Por certo, como parte da conta de uma construção arcaica, que implode o presente e compromete o futuro do Brasil e dos brasileiros, exceto da pretérita e carcomida política elitista e coronelista, que insiste em assombrar o país. William Shakespeare advertiu: “A loucura dos grandes precisa ser vigiada”.
Radialista, jornalista. Secretário adjunto de Comunicação Social e diretor-geral da Nova 1290 Timbira AM

Assassinato de prefeito deixa o município de Tucuruí-PA abalado




Do Jornal de Tucuruí/Editado

Na tarde desta terça-feira (25), o município de Tucuruí, Pará, ficou entristecido com a notícia do atentado a tiros que resultou na morte do seu prefeito, Jones Willian da Silva Galvão (PMDB), 42 anos, natural do estado do Rio de Janeiro.

Jones Willian, há muitos anos morava em Tucuruí, onde formou família e passou a atuar na vida pública.

Muitas foram as dificuldades que Jones enfrentou para chegar à administrar o município que tem a cidade mais importante da Região Sudeste do estado, Tucuruí. Foi através do apoio popular, clamor do povo,  que Jones William foi eleito prefeito em 2016, com 31,268 votos (53%).

Jones já tinha exercido um mandato de vereador no quadriênio 2009-2012, onde foi muito elogiado, ao defender  os interesses da população.

Sua eleição foi histórica, e seu mandato começou a fluir com muitas obras e serviços que já tinham sido iniciados.

O fato ocorreu por volta das 15h, na estrada que leva para o aeroporto da cidade, próximo a Avenida Verdiano Cardoso. Jones, como corriqueiramente, estava vistoriando  obras e acompanhando os serviços.

Segundo informações, quando o gestor chegou ao local onde estava sendo realizada a operação tapa- buracos, dois elementos em uma motocicleta Bros se aproximaram e efetuaram vários disparos na cabeça de Jones.

O prefeito ainda foi socorrido para o Hospital Regional de Tucuruí, mas infelizmente os ferimentos foram gravíssimos. Jones veio à óbito às 16:15 h, segundo nota do hospital.

Centenas de pessoas foram ao hospital em busca de informações, e logo se depararam com a triste notícia da morte do prefeito.

Até o fechamento desta edição,  nenhuma informação foi prestada pelas forças de segurança, que possam dar qualquer esclarecimento ao atentado que resultou no assassinato do prefeito Jones Willian.


Sarney depõe na Polícia Federal e pede para consignar seu “constrangimento”



Via O Informante

No dia 29 de maio, o ex-presidente José Sarney foi à sede da Polícia Federal em Brasília, acompanhado de advogados, para prestar depoimento sobre as suspeitas de obstrução da Justiça.

Antes de responder às perguntas da delegada Graziela Machado da Costa e Silva, Sarney pediu para que fosse registrado seu “constrangimento ao responder pela primeira vez inquérito em que é acusado de cometimento de crime que não cometeu”.

Na semana passada, a Polícia Federal concluiu que não houve obstrução da Justiça nas conversas gravadas pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado com caciques do PMDB – além de Sarney, os senadores Renan Calheiros e Romero Jucá.

Numa das conversas com Jucá, o parlamentar apostava na mudança do governo Dilma Rousseff a fim de viabilizar um pacto que pudesse “estancar a sangria” representada pela Lava Jato. (Coluna Expresso, da Época)

Quatro escolas revitalizadas foram entregues pelo Governo do Maranhão nesta segunda-feira (24)



Governo do MA entrega C.E. Nina Rodrigues revitalizado, no município de Anajatuba

Quase dois mil estudantes foram beneficiados com a entrega de mais quatro escolas revitalizadas pelo Governo do Maranhão, nesta segunda-feira (24). As unidades da rede pública estadual ficam nos municípios de Anajatuba, Santa Luzia do Paruá e Governador Newton Bello, e, juntas, somam um investimento da ordem de mais de R$ 500 mil, por meio do Programa Escola Digna, que está construindo, reformando e revitalizando escolas em todo o Maranhão.
 
Centro de Educação Quilombola
O Centro de Educação Quilombola Anajatubense fica no povoado quilombola Bacabal e atende aproximadamente 330 alunos matriculados no ensino médio. Ela é uma das 18 escolas Quilombolas da rede pública estadual do Maranhão.  Fundada nos anos 80, a escola durante muito tempo funcionou em prédios cedidos, até ter a construção de seu prédio próprio iniciada. Porém, devido a vários impasses, a obra nunca foi concluída até que, em 2010, a comunidade escolar que na época usava a associação de moradores, decidiu ocupar a escola, mesmo com a construção inacabada. A gestora da escola conta que somente agora a obra foi concluída.

"No início deste ano, o secretário Felipe Camarão visitou a nossa escola e prometeu que faria os serviços de acabamento e revitalização. E hoje está aqui para entregar a escola revitalizada, e finalmente ela está sendo inaugurada oficialmente. Estamos tão felizes que não temos palavras, apenas queremos dizer muito obrigada ao governo do Maranhão", enfatizou a gestora geral da escola, Maria Vilanir Viana.

No C.E Nina Rodrigues, também em Anajatuba, os serviços de revisão e melhorias no telhado, instalação de forro, recuperação de banheiros, revisão das instalações elétrica e hidráulica, pintura, entre outros serviços, deram novos ares à escola que tem oito salas de aula, laboratório, biblioteca, pátio, além de espaços administrativos. "É um sentimento de muita gratidão ao Governo do Estado por essa iniciativa de dar mais dignidade aos nossos alunos, professores e demais funcionários. Este momento aqui mostra que o governo está empenhado em transformar a nossa escola em um espaço digno", destacou a gestora geral em exercício, Ingrid Lituânia.

Thyenia Mendes é ex-aluna do C.E. Nina Rodrigues e compareceu na inauguração para olhar de perto a mudança na escola. “A diferença na escola é perceptível. Podemos observar que deu uma boa melhorada de infraestrutura, as salas estão mais aconchegantes, o que proporciona para o aluno melhor aprendizado, porque na época que eu estudava aqui eu lembro que o telhado tinha ninho de pardais, era totalmente desproporcional para o aluno ter um estudo de qualidade. Anajatuba e a escola Nina Rodrigues foi por muitos anos esquecida, então isso gratifica pra mim como ex-aluna, como moradora da cidade e como filha de uma educadora que aqui trabalha”, declarou.

O Governo do Maranhão entregou também em Anajatuba, 1.996 uniformes que beneficiarão aproximadamente mil alunos das escolas da rede estadual.

Governador Newton Belo

Em Governador Newton Bello, lideranças políticas do município e de cidades vizinhas prestigiaram a revitalização do C.E. Antônio Macedo de Almeida, que há quase 30 anos esperava por uma reforma significativa. Os serviços no prédio escolar beneficiarão além dos alunos da rede pública estadual, também estudantes do município, que utilizam o prédio no período da manhã. Além de melhorias nas cinco salas de aulas, calçamentos internos e externos, revisão no telhado, troca de forro, completa troca de piso, a escola também recebeu mobília e equipamentos novos, que deixaram a comunidade em estado de felicidade.

"Quando eu cheguei nessa escola há três anos, essa escola estava em péssimo estado e nos entristecia. Então, quando a gente vive esse momento, hoje, temos motivos pra nos emocionar e agradecer a esse governo que está fazendo muito pela educação do Maranhão", pontuou emocionada a diretora geral do centro de ensino, Lina Sousa.

Eu estou aqui há 25 anos, e neste período vi pequenos reparos nessa escola. Essa é a primeira reforma de verdade que vejo. Isso nos deixa feliz. Junto com a reforma nós ganhamos mobília nova e equipamentos tecnológicos que vão ajudar a melhorar a autoestima dos alunos e o trabalho dos professores", enfatizou Vasni Santos de Moura, professor de Filosofia da escola.

Durante a inauguração, o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, anunciou que em breve o município receberá a construção de um ginásio poliesportivo com uma academia da saúde, que serão construídos em todos os municípios maranhenses integrantes do ‘Plano Mais IDH’.

A educação vem sendo tratada no Maranhão com o valor e atenção que merece, por ser o principal elemento de transformação da pessoa humana. Durante toda esta semana teremos mais entregas, que representam dignidade para alunos e professores, como muito tenho ouvido durante esses meses em que rotineiramente estou indo nas escolas, seja para conhecer os seus problemas e junto com a comunidade escolar encontrar soluções, ou para  fazer o que estou fazendo hoje em 3 municípios maranhenses: entregando espaços dignos, para alunos e professores", diz Felipe Camarão.

Santa Luzia do Paruá

Há cerca de 20 anos sem receber melhorias em sua estrutura, o C.E. Cleobeto de Oliveira, também foi revitalizado para dar mais conforto e dignidade ao processo de ensino e aprendizagem da comunidade escolar. A escola que tem 495 alunos, matriculados nos três turnos, recebeu melhorias em toda sua cobertura, banheiros, adequação da cozinha, instalação de forro, quadros novos, e foi beneficiada com a troca de toda a instalação elétrica. De acordo com a gestora geral, Ozielita de Sena Coelho, a escola foi construída em 1984, e sua reforma era um anseio de toda a comunidade.

Obrigada ao governador Flávio Dino, o governador da educação, por ter ouvido os nossos apelos. Tantos anos esperamos por esta reforma e isso muito nos enche de orgulho. Essa reforma não é somente para alunos e professores, mas sim para toda a comunidade. Agora clamo para que os alunos tratem como um patrimônio deles”, ressaltou a gestora.
Durante as inaugurações, Governo entregou 1.996 
uniformes para estudantes da rede estadual em Anajatuba
Pátio do Centro de Educação Quilombola Anajatubense 
Sala de Leitura do C.E. Nina Rodrigues revitalizada pelo governo