segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Governador Flávio Dino anuncia CNH Rural para beneficiar 2 mil trabalhadores do campo



O governador Flávio Dino enviou à Assembleia Legislativa do Maranhão, para aprovação, o projeto de lei que institui o Programa CNH Rural. O projeto, que pretende ofertar isenção de taxas e pagamentos dos serviços referentes à obtenção da Permissão para Dirigir e Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para trabalhadores rurais de baixa renda do estado, foi anunciado durante viagem do governador em São Bento, na última quinta-feira (27).
Pela propostas, o programa, que já concedeu duas mil carteiras de habilitação gratuitas aos jovens de escola pública no Maranhão, agora será ampliado aos trabalhadores que residem na zona rural do estado, com idade acima de 21 anos e que tenham, no mínimo, o Ensino Fundamental completo.
“Fizemos primeiro para jovens e selecionamos dois mil jovens. Agora vamos selecionar dois mil trabalhadores rurais que passarão e ter carteira de motorista. Esses programas se vinculam  a uma visão de desenvolvimento que prioriza as pessoas, que põe as pessoas em primeiro lugar”, destacou o governador Flávio Dino.
A ideia do Programa CNH Rural é facilitar para a população rural o desempenho de atividades do cotidiano, garantir a locomoção para o trabalho e para o desempenho das atividades agroeconômicas, de forma segura. Segundo o governador, o CNH Rural é um programa de Cidadania, mas também de Saúde Pública, já que boa parte da população do interior do Maranhão utiliza motos, sem a documentação e instrumentos de segurança exigidos, o que resulta em constantes acidentes automobilísticos – destaca-se ainda que a contrapartida do beneficiado pelo programa é o uso de capacete.
“Visa atender a população do campo que hoje substitui o cavalo e o jumento pela moto. O trabalhador rural utiliza a moto com meio de trabalho, só que sem habilitação. Na realidade, o CNH Rural surgiu a partir das visitas aos Ciretrans das cidades do Maranhão, onde percebeu-se que a população rural estava desassistida”, apontou o diretor do Detran, Antônio Nunes.
Governo do Maranhão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.