quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Lago da Pedra:vereador perde a linha após a mulher ser exonerada da UEMA


O vereador Thiago Sá,que exerce sua primeira legislatura na Câmara de Lago da Pedra,perdeu a linha,na noite desta terça-feira (18),ao saber da exoneração da esposa,do quadro de funcionários do Centro de Estudos Superiores de Lago da Pedra (Ceslap/Uema).

O Ceslap passa por uma reformulação administrativa,funcional e estrutural.

Segundo o que circula nas redes sociais,o vereador e a esposa passaram a procurar uma professora,foram no Ceslap e na residência dela,que fica na Vila Bancária.Quando encontrada, a professora foi agredida verbalmente.O vereador chegou a ameaçá-la dando um prazo de 24h para que ela se retirasse da cidade.Um outro funcionário da UEMA também chegou a ser provocado.

A professora disse que iria registrar um B.O.Não sabemos se de fato ela prestou queixa.



7 comentários:

  1. Esse é um fato lamentável,até mesmo quem é do mesmo grupo político do vereador repudia este tipo de ato.

    ResponderExcluir
  2. Falta de Vergonha... Procura teu lugar vereadorzinho de quinta, quem és tu pra ameaçar alguém? "Marminino, só no Lago da Pedra mesmo" !!!

    ResponderExcluir
  3. Juízo meu amigo,você é jovem e tem um futuro pela frente.Devemos ter controle sob nossas atitudes,jamais devemos agir por impulsão,com emoção,mas com a razão.Passe bem!

    ResponderExcluir
  4. A arrogância de acharem que podem mandar na cidade é que os levam a se comportarem desequilibradamente. Pra quem achava que a representante municipal seguraria a estabilidade da professora na UEMA, ser exonerada e sair pelas portas do fundo foi um avanço no quisito JUSTIÇA. Pedimos a Deus pra não fazerem mais do que uma lavagem de roupa suja em praça pública. A sede por um status pode levar pessoas inescrupulosas a cometerem crimes. Que Deus ponha a mão e proteja outras pessoas... Esse deve ser o verdadeiro perfil de uma pessoa que se diz representar o povo lagopedrense ??? E os país podem confiar a educação de um filho, passada pelas mãos de uma professora que tá acostumada a gritar que manda, que pode tudo???

    ResponderExcluir
  5. Loura, loucura,loooucuraaaaa!!!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Esse motoristarzinho q brinca de ser vereador pnssa q é quem pra ta humilhando e desmerecendo as pessoas? Se a esposa dele foi exonerada é pq ñ foi competente e ñ rendeu o esperado e ponto.

    ResponderExcluir
  7. A exoneração da tal "professora" é uma consequência absolutamente normal, pois o Maranhão escolheu mudar o Maranhão, tirar do cargo a governadora e sua equipe de DESgoverno, e esta Polyanne era parte deste DESgoverno, e mesmo ela não querendo aceitar o cargo não era dela, pois trata-se de um cargo comissionado sendo assim a equipe de governo indica o nome que lhe traga confiança. Além disso é impressionante como essa mocinha atrai pra si inúmeros desafetos, o que se ouve nos quatros cantos da cidade é que foi bem feito sua saída do cargo, outros dizem que demorou era pra ter saídos antes de qualquer outro, mas se serve de console "professora", você não foi a única exonerada e nem será a última, seus coleguinhas que ainda estão ocupando cargos na referida instituição também receberão a fatídica notícia e sinceramente espero que estes sigam o exemplo do Professor José Haroldo e Werton, que Humildemente aceitaram e com certeza entendem que os cargos não lhes pertenciam e nem pertencem a quem os ocupam hoje.
    Agora vc não entendeu e meteu seu esposo despreparado numa confusão que poderia ser evitada, mas optaram pela burrice, colham os frutos da vergonha e da decepção de saberem que nem aliados políticos seus os apoiam. A vcs só resta chorar BUÁ! BUÁ! BUÁ!

    ResponderExcluir

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.