quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Maranhão será referência no enfrentamento ao mosquito da dengue



O Brasil inteiro sofre com mais um doença que se alastra por todo o País,a microcefalia, que vem afetando mulheres grávidas que contraíram o Zika Vírus transmitido pelo Aedes aegypti ( mosquito da dengue ).A microcefalia é uma malformação no cérebro da criança.

O governador Flávio Dino conclamou a população a participar ativamente da luta contra o mosquito.No sentido de exterminar o mosquito no estado,o governador fez um pronunciamento,nesta quarta-feira (09),onde apresentou propostas de uma conjunta do Governo com a população para uma faxina contra o mosquito da dengue aos sábados.A proposta é que aos sábados a família se reúna para limpar com cuidado todos os locais da casa onde o mosquito possa se reproduzir, eliminando qualquer foco de água parada.

“É um pequeno cuidado que, se todos nós tivermos, vai fazer a gente vencer essa grande batalha. O mosquito pode se reproduzir em qualquer lugar em que haja água limpa e parada e o Governo sozinho não vai conseguir fiscalizar todos os cantos do estado em que isso pode acontecer. Por isso, nós precisamos trabalhar todos juntos e existe uma providência bem simples que resolve isso, você e sua família podem combinar de fazer o sábado da faxina”, explicou o governador.

Flávio Dino ainda destacou a importância das famílias abrirem as portas das casas para o trabalho de controle da larva do mosquito realizado pelos agentes de combate a endemias. “Nós precisamos colaborar com os agentes de endemias e de saúde, deixando-os entrar em nossa casa, eles que estão aqui comigo vão proteger a saúde da sua família, vão proteger a saúde do Maranhão”, afirmou o governador, que durante o pronunciamento estava acompanhado de vários agentes de endemias.

Força tarefa
O Governo do Estado montou uma força tarefa em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES) e Secretarias Municipais de Saúde dos 217 municípios para combater o mosquito Aedes aegypti e, assim, diminuir a quantidade de casos notificados no Estado por doenças decorrentes da picada do inseto. As ações estão sendo orientadas pelo plano de enfrentamento contra o mosquito, centrando esforços no controle vetorial.

Como medidas para o Plano de Enfretamento do mosquito em 2016 está a implantação pela SES de 20 novos veículos para aplicação de inseticida Ultra Baixo Volume (UBV), tradicionalmente conhecido como ‘Fumacê’, e 6 seminovos doados pelo Ministério da Saúde (MS), totalizando 50 veículos para o controle da dengue, Chinkungunyae Zika Vírus.

A carga instalada de UBV é suficiente para o controle de 19.600 casas por semana. Com a ampliação do contingente, o alcance será de 140 mil casas. Para o controle larvário a SES disponibilizou para as regiões de saúde 720 kg de larvicidapyriproxyfen(1g – 500 litros) para o tratamento de todos os depósitos que armazenam água infestada ou não.

O Estado também se encontra abastecido de 35.165 litros de óleo vegetal de inseticida lambdacialotrina (Malathion) para o uso de UBV. Além disso, serão adquiridos novos kits que incluem fardamento, equipamentos de proteção individual (EPI), pesca larva, lanternas, bolsas e calçados apropriados para as atividades de campo.

Dentre as ações acordadas para fortalecer as estruturas de limpeza urbana em pontos estratégicos estão: mobilização de limpeza urbana no recolhimento de resíduo doméstico e no recolhimento dos resíduos dos terrenos baldios; ações da Blitz Urbana da prefeitura no cumprimento da lei de muros e calçadas no que se refere aos terrenos baldios; ação de fiscalização das vigilâncias sanitária e ambientalsobre pontos estratégicos como borracharia, ferro velho, cemitérios e casas fechadas; recolhimento de pneus com destino para Ecoponto, localizado na Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp).
“O Maranhão está diante de um grande desafio que eu sei que nós podemos vencer: lutar contra o mosquito da dengue....
Posted by Governo do Maranhão on Quarta, 9 de dezembro de 2015
Cidades do Maranhão que apresentaram casos de microcefalia:São Luís,Coroatá,São Francisco do Brejão, São José de Ribamar,Barra do Corda,Chapadinha,Dom Pedro,Caxias,Cantanhede e Vitória do Mearim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.