quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Eleições municipais de 2016 no Maranhão serão marcadas pela crise



As eleições municipais deste ano no Maranhão serão marcadas pelo símbolo da crise nacional e a discussão do esgotamento das políticas públicas municipais. Em alguns municípios, entretanto, as disputas tendem a caminhar para o imponderável.

Em vários municípios não terão prefeitos concorrendo à reeleição.Prefeitos que estão encerrando o segundo mandato,por conta da reprovação,terão enormes dificuldades de emplacar seus sucessores.

Segundo pesquisa Ibope realizada em cidades brasileiras,divulgada no início de janeiro,apenas 8% dos eleitores pretendem votar no candidato apoiado pelo prefeito,40% estão decididos a votar em candidato da oposição.

Vejamos a situação em alguns municípios.

Em Paulo Ramos,administrada por  Dr.Tanclêdo (PV) que decidiu lançar a sobrinha,a jovem Renata Martins,que não consegue decolar,sofre rejeição até dentro do grupo,tende a viver uma polarização, pelo menos é o que se houve nas rua,em torno do oposicionista Deusimar Serra (PCdoB) que nas eleições de 2012 foi o 2º colocado no município,perdendo por diferença de 308 votos.

Em Lago dos Rodrigues,por conta da péssima administração,principalmente no mandato que se encerra,o prefeito Valdemar da Serraria (PV) dificilmente conseguirá impulsionar o desacreditado Edijaci Leite,atual secretário municipal de Administração.Mesmo sem uma posição definida sobre quem encabeçará a chapa,entre Eltone Martins e Cícero do Nena,a oposição vem crescendo,se firmando como favorita.

Já em Lago da Pedra,a prefeita Maura Jorge (DEM),não teria mais tempo para reverter o forte desgaste da sua administração.Dificilmente conseguirá emplacar seu sucessor que enfrentará adversários fortíssimos,como o ex-deputado,presidente do Iterma, Mauro Jorge (PCdoB),o ex-vereador Geraldo Catingueiro (PDT),o ex-candidato a prefeito ,2º colocado nas eleições de 2012,Rodrigo Neto (PSB) e mais seis vereadores,ambos apoiado pelo governador Flávio Dino, que montarão uma chapa.O 3º grupo,do ex-prefeito Luís Osmani,que sofre encolhimento ( ganha cinco,perde vinte),por conta dos resultados em eleições anteriores,é tido como freguês.

Em Lagoa Grande do Maranhão,o prefeito Dr. Jorge Eduardo (PT) , bem avaliado, tem chances de garantir seu sucessor.Com a oposição dividade em pelos menos quatro segmentos,sem um principal adversário,o prefeito ainda não definiu seu candidato.A grande maioria do eleitorado municipal diz votar no candidato apoiado pelo prefeito.

E assim é a realidade em muitos municípios maranhenses.


Um comentário:

  1. Aqui agora em lagoa grande é a vez de simião do posto ele é pedra 90

    ResponderExcluir

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.