Governo do Maranhão

Governo do Maranhão

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Gestores e produtores elogiam qualidade das sementes distribuídas pelo Mais Sementes



As sementes de arroz e milho, distribuídas por meio do programa Mais Sementes, estão apresentando grande aceitação pelos agricultores maranhenses, sobretudo por sua qualidade e potencial de germinação.

Quando se oferece sementes selecionadas, facilita muito a vida de produtor rural, que tem uma produção assegurada. Pela primeira vez, vi sementes de boa qualidade sendo distribuídas aos agricultores familiares da nossa regional”, elogiou o gestor da regional da Agência Estadual de Pesquisa e Extensão Rural (Agerp) de São Luís.

A Agerp é responsável pela distribuição das sementes aos agricultores, a partir dos dados coletados por meio do pré-cadastro de produtores. O produto foi adquirido pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Agricultura e Pecuária (Sagrima).

As sementes passaram por análise laboratorial e, em campo, é possível perceber a sua qualidade. “Realizamos testes em nossa regional e as sementes de milho, por exemplo, alcançaram mais de 80% de germinação. A ‘olho nu’ já se percebe a qualidade das sementes, tanto de arroz como de milho, e os testes só confirmaram que teremos bons índices de produção este ano”, ressaltou Solaneide Rezende, da regional de Bacabal.

A parceria Sagrima e Agerp para a distribuição de sementes de arroz e milho sucede a experiência bem-sucedida da entrega de sementes de feijão, realizada no ano passado. “Estamos mobilizando os efetivos da Agerp, em todo o estado, para garantir celeridade na entrega das sementes. O processo está encaminhado e os produtores podem começar a procurar as unidades regionais”, disse o presidente da Agerp, Júlio César Mendonça.

 A distribuição será feita priorizando quem primeiro se cadastrou e as regiões onde já se iniciou o plantio e estão sujeitas à disponibilidade para cada região/município. Para os produtores que não puderam fazer o pré-cadastro, será possível fazê-lo nos pontos de distribuição. Todos os 217 municípios serão contemplados. Há uma atenção especial aos 30 com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do estado.

As sementes de arroz são realmente de ponta e os produtores tem percebido isso. Estamos recebendo uma forte demanda e a distribuição está sendo tranquila, dentro do período das chuvas que, atipicamente, começou em janeiro”, disse Humberto Nascimento, da regional de Imperatriz.

Para o secretário de Agricultura e Pecuária, Márcio Honaiser, as respostas dadas por gestores e agricultores indicam que o trabalho está no caminho certo. “O retorno que temos recebido é muito positivo e, certamente, teremos resultados melhores quando as colheitas de arroz e milho forem realizadas. Temos buscado oferecer as melhores condições possíveis para que o nosso agricultor produza mais e cresça, fortalecendo a economia da região onde vive e vivendo com mais qualidade e renda”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.