Governo do Maranhão

Governo do Maranhão

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Sai resultado do concurso que definiu a marca do Iema



Criatividade e modernidade foram os critérios decisivos na escolha da marca do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema). O trabalho vencedor é de autoria de Renata de Almeida Meneses, de 24 anos, estudante de Design da Universidade Federal do Maranhão (Ufma), natural de Chapadinha e moradora do bairro da Radional, em São Luís, que além de ter seu projeto estampado nas faixadas, uniformes, materiais impressos do instituto, será premiada com um MacBook, computador de última geração do mercado avaliado em R$ 6 mil.  
“O trabalho vencedor atendeu aos quesitos de avaliação do concurso. Foi um trabalho moderno, inovador, de identidade jovem, assim como o Iema que tem como viés o protagonismo juvenil”, avaliou o titular da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Bira do Pindaré.
Ao todo, foram 27 trabalhos inscritos no certame, cuja etapa de apuração foi realizada, na quarta-feira (20), na sede da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), na Ponta d’Areia. Estiveram presentes, na ocasião, a comissão representativa da Secti composta por Jhonatan Almada (secretário adjunto), André Bello (secretário adjunto), professora Eneida Erre (assessora especial de ciência e tecnologia), Marco Aurélio Oliveira (Secom) e o júri técnico formado pelos professores do Ifma, Samuel Bennison, Rose de Lima e Felipe Macieira.
Segundo a vencedora do concurso, a marca possui uma característica minimalista, porém informativa, ressaltando elementos importantes como as cores da bandeira do Maranhão numa cartela de cores atualizada. Itens que adotam uma linguagem jovem e moderna.
“Esta proposta consiste em uma forma mais intimista de comunicar a marca, escrita em letras minúsculas, sem cantos arredondados, oferecendo ao logo a seriedade necessária para sua expressão. A representação das letras como aspas foram posicionadas para simbolizar a ideia do Maranhão, assim como em citações acadêmicas, que são postas entre aspas, um conceito de que o jovem está com a palavra”, explicou Renata Meneses.
Além do vencedor, dois trabalhos foram classificados com título de Menção Honrosa devido à sua qualidade, dos autores são Hermano dos Reis Alves e Maísa Brito Passos. A premiação, segundo o secretario Bira do Pindaré está prevista para a próxima semana, após a publicação no Diário Oficial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.