Governo do Maranhão

Governo do Maranhão

domingo, 3 de abril de 2016

Ponte ao passado



Elio Gaspari
A cena dos caciques do PMDB de braços erguidos, comemorando a decisão de partido de se afastar temporariamente do poder, mostrava dois felizes personagens.
De mãos dadas, lá estavam o deputado Eduardo Cunha e a o senador Romero Jucá.
O ministro José Eduardo Barroso disse tudo: "Meu Deus do céu! Essa é nossa alternativa de poder [...] Não tem para onde correr".
O pernambucano Jucá presidiu a Funai durante a ditadura, foi governador nomeado de Roraima, teve uma rápida e tumultuada passagem pelo Ministério da Previdência e tornou-se líder da bancada dos governos de Fernando Henrique Cardoso, Lula e Dilma. Esteve no PTB, no PFL e no PSDB.
Hoje mora no PMDB. É investigado em processo que está no Supremo Tribunal Federal.
O notório Eduardo Cunha foi presidente da Telerj, durante o collorato, presidiu a Cehab do Rio, foi do PPB, foi para o PMDB e elegeu-se líder da bancada na Câmara. Com o apoio da oposição, foi eleito presidente da Casa. É réu no STF e responde a processo de cassação.
Juntos e felizes, tinham o que comemorar. Se não festejavam uma alternativa para o país, celebravam a própria invulnerabilidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.