terça-feira, 14 de junho de 2016

Governo adere ao ‘Junho Vermelho’ e promove campanha de doação de sangue


Com o tema ‘Arraste o pé e estique o braço. Neste São João, doe sangue’, o Governo do Maranhão, por meio do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Maranhão (Hemomar), vinculado à Secretaria de Estado da Saúde (SES), iniciou nessa segunda-feira (13), o ‘Junho Vermelho’, campanha nacional de incentivo à doação de sangue, na sede do Hemocentro, na Jordoa.
A campanha junina, que inclui atividades educativas com palestras sobre doação de sangue e atividades de coletas externas é uma estratégia para manter a média de doações e reforçar o estoque do banco de sangue do estado. Nesse período é previsível a redução de até 30% no número de doadores e, consequentemente, da quantidade de bolsas em estoque.
Em 2015, a campanha junina atingiu esse objetivo. De janeiro a maio foram doadas 22.707 bolsas pela coleta interna. O mesmo período, em 2016, apresenta 3.228 bolsas a menos do que esse total. No ano passado, ao todo, o Hemomar contabilizou 52.626 doações até dezembro. Comparado a 2014, houve 5.822 doações a mais de janeiro a dezembro.
Segundo a coordenação de Captação do Hemomar, este ano o banco está trabalhando todos os meses no limite, por isso, é preciso sensibilizar a população para esse gesto de altruísmo e solidariedade, que salva vidas. “Precisamos entender que essa é uma responsabilidade dividida entre Hemomar, enquanto instituição, e da sociedade, como colaboradora dessa causa em prol de milhares de vidas”, considerou a coordenadora de Captação do Hemomar, Maria do Socorro Ferreira.
O motorista Raimundo Santana, de 50 anos, é doador de sangue há 28 anos. Nessa segunda-feira (13), ele esteve no Hemomar para realizar uma doação de reposição (onde há direcionamento para um paciente, e a bolsa doada será recolocada em estoque). Ele afirma entender a importância do ato voluntário. “Eu já fiz doação voluntária e só não venho regularmente devido ao meu trabalho como motorista. Às vezes, as pessoas deixam de doar por medo de uma agulha, quando, na verdade, é essa agulha que pode salvar centenas de vidas. O medo não compensa e, depois de tantos anos, posso dizer que doar sangue é simples e eficiente”, garantiu.
Jessilene de Abreu, de 25 anos, veio do município de Santa Rita para São Luís realizar a doação para um parente com leucemia. É a primeira vez que ela doa, mas já afirma que decidiu se tornar uma doadora regular. “A falta de informação faz com que as pessoas não doem. Hoje estou doando por uma necessidade, mas virei sempre que estiver no tempo de doar novamente. Não sabemos o dia de amanhã e um dia pode ser que seja alguém da nossa família ou mesmo a gente que precise”, disse.
Em média, o corpo humano possui cerca de cinco litros de sangue. Na doação, a quantidade coletada é de 450 ml de sangue. O sangue doado é resposto pelo organismo em 24h (parte líquida).
Dia do Doador
Nesta terça-feira (14), é comemorado o ‘Dia Mundial do Doador Voluntário de Sangue’, ocasião em que se destaca o valor deste ato. A doação voluntária (aquela que não é direcionada a uma pessoa específica) é o foco da campanha. A programação acontecerá até o dia 28 de junho. Durante esse período, serão realizadas ações educativas e coletas externas em várias instituições (ver quadro). Em São Luís, as doações de sangue também podem ser feitas na sede do Hemomar, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h, e aos sábados, das 7h30 às 12h.
Critérios para doação
Todas as orientações quanto aos critérios para doação de sangue são disponibilizadas no site e na sede da Hemomar. Além de estarem saudáveis, os doadores precisam ter entre 16 e 69 anos – sendo que menores de idade precisam de consentimento formal do responsável legal –, ter peso acima de 50kg, não ter evidência clínica ou laboratorial de doenças transmissíveis pelo sangue como hepatites B e C, Aids (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas, e não fazer uso de drogas ilícitas injetáveis.
Há ainda impedimentos temporários, como gripe ou resfriado, febre, gravidez e pós-parto. No dia da doação, é necessária apresentação de documento com foto, expedido por órgão oficial. Após a doação, o intervalo para próxima coleta é de 90 dias para mulheres e 60 dias para homens.
PROGRAMAÇÃO AÇÕES EDUCATIVAS
  • 14/06 – 8h às 12h – Defensoria Pública/CSU – Cohab
  • 15/06 – 8h às 12h – Centro Elétrico – Cohama
  • 16/06 – 8h às 12h – Sede da Polícia Federal – Cohama
  • 21/06 – 8h às 12h – Instituto Federal do Maranhão (Ifma) – Monte Castelo
  • 23/06 – 14h às 18h – Agência Nacional de Transportes Terrestres – Vinhais
  • 28/06 – 14h às 18h – Ministério do Trabalho e Emprego – Dalplaza Center – Cohab/Anil
    Palestra sobre doação de sangue
  • 16/06 – 17h – Distribuidora Rofe/Distrito Industrial
COLETAS EXTERNAS
  • 16/06 – 9h às 17h – Tribunal de Contas do Estado (TCE) – Calhau
  • 18/06 – 9h às 17h – Igreja Adventista do Maiobão
  • 22 a23/ 06 – 9h às 17h – Município de Anajatuba (Igreja Adventista – Centro)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.