Governo do Maranhão

Governo do Maranhão

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Governador entrega ETE Vinhais, responsável pelo tratamento de 40% dos esgotos da capital




Um salto importante rumo ao saneamento e tratamento adequado do esgoto de São Luís foi dado na manhã desta segunda-feira (8). Foi realizada a entrega da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Vinhais pelo governador Flávio Dino, na presença do secretário Nacional de Saneamento, Alceu Segamarchi, e do presidente da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), Davi Telles. Com a nova ETE será possível elevar de 4% para 40% o índice de tratamento de esgoto da capital maranhense, um resultado do grande esforço do Governo do Estado em diminuir os impactos ambientais nos corpos hídricos e melhorar a qualidade de vida em São Luís.
Integrando o Programa ‘Mais Saneamento’, a ETE Vinhais está entre as maiores estações de tratamento de esgoto do Nordeste. Ocupando uma área de 3,1 hectares, vai atender 48 bairros, beneficiando, assim, cerca 350 mil moradores. Com o completo funcionamento, terá capacidade de tratar 1.200 litros de esgoto por segundo. Nesta primeira etapa, terá capacidade de tratar 700 litros por segundo.
Estamos retirando esgoto in natura do Rio Anil e, com isso, melhorando a qualidade de todos os nossos corpos hídricos e contribuindo para esse grande projeto de recuperação das praias. É uma obra de grande importância para o meio ambiente e para saúde da população de São Luís, nós sabemos que R$1 gasto em saneamento equivale a R$ 4 economizados em saúde. Foram gerados muitos empregos e estamos felizes em fazer essa conclusão no nosso Governo deixando bem claro, assim, que temos uma estratégia atinente ao saneamento, passando pela melhoria do fornecimento de água e tratamento de esgoto”, relatou o governador Flávio Dino.
A construção da Estação é uma obra do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), um investimento planejado há alguns anos com ajuda do Governo Federal. A atual gestão recebeu a obra inacabada, os recursos para o andamento e conclusão foram assegurados pela presidente Dilma Rousseff no ano passado. A presença do secretário Nacional de Saneamento na entrega do equipamento reforça a continuação da parceria entre Governo do Maranhão e Governo Federal.
Essa obra é emblemática. Para nós, o estado do Maranhão é muito importante e o Governo Federal tem orgulho de participar desta solução para o saneamento no estado. Nossa carteira, hoje, de dinheiro do Orçamento Geral da União para o estado do Maranhão é entorno de R$ 870 milhões, essa obra é uma parte importante e agora esperamos poder continuar colaborando com o Governo do Maranhão nas obras ou na continuação destes serviços”, assegurou Alceu Segamarchi.
Utilizando de grande tecnologia, a ETE tem vários processos que resultam em 95% de limpeza do esgoto recebido. Durante a inauguração, o governador deu a largada ao primeiro deles, que é o processo de barreira física, para retirar paus, pedras e outros entraves que vem com o esgoto. Em seguida são várias outras etapas, que resultam na devolução de um material 95% recuperado.
Este aqui é o coração do nosso sistema de esgotamento sanitário, a ETE Vinhais, se comparada a outras estações de tratamento de esgoto de São Luís é muito maior e um equipamento absolutamente fundamental para despoluir rios, retomar a qualidade ambiental dos nossos mangues e, obviamente, a principal de tudo, retomar as condições de balneabilidade das nossas praias”, destacou o presidente da Caema, Davi Telles, sobre a importância da nova estação.
Mais Saneamento
O programa lançado pelo governador Flávio Dino tem por objetivo principal aumentar o índice de esgoto tratado da capital de 4% para 70% até 2018. Na cerimônia de entrega da ETE, Flávio Dino explicou que há três diretrizes na gestão: cuidar do que já existe, concluir o que já estava em andamento e começar novas obras.
Por isso, além da conclusão da ETE Vinhais, o ‘Mais Saneamento’ compreende a construção de mais uma ETE (a do Anil, com recurso já assegurado pelo Ministério das Cidades), que deverá ser entregue no início do próximo ano, a manutenção das duas ETEs já existentes – do Jaracaty e do Bacanga –, a implantação de 355 km de redes e interceptores, a construção de 35 elevatórias de esgoto e a recuperação de 58.
Com o tratamento dos esgotos que estão sendo interceptados ao longo do Rio Anil – ETE Vinhais na margem direita e ETE Anil na esquerda – será possível melhorar a qualidade da balneabilidade das praias de São Luís, já que este rio é o principal canal de despejo de esgoto na baía de São Marcos.
Soma-se a estas ações do Programa ‘Mais Saneamento’, a despoluição de rios como o Pimenta, o Claro e o Calhau e da Lagoa da Jansen. Todos esses esforços serão fundamentais para impulsionar o turismo e a economia na capital maranhense. 



Um comentário:

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.