Governo do Maranhão

Governo do Maranhão

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Eleição democrática de gestores escolares mobiliza comunidade escolar em seis regionais do estado



Dona Maria de Jesus Sousa Costa chegou cedo para votar no Centro de Ensino (C.E.) Maria Casimiro Soares, na cidade de Bacabal, no Médio Mearim, nesta quarta-feira (30). Ela é mãe de dois alunos da escola. “É muito importante porque a gente está ajudando a escolher a pessoa que vai cuidar da escola dos nossos filhos. Eu fiz questão de participar e votar”, disse entusiasmada com a eleição para definir o gestor auxiliar da escola. Além da Unidade Regional de Educação (URE) de Bacabal, escolas de mais 5 UREs realizaram eleições para gestor escolar: Açailândia, Bacabal, Caxias, Imperatriz, Pedreiras e Zé Doca.

Esta é a segunda vez que o Governo do Estado realiza eleições para gestores escolares. O processo é organizado pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e este ano será realizado em três dias diferentes: quarta-feira (30), quinta-feira (1º) e sexta-feira (2). As eleições envolvem 161.123 votantes entre alunos, professores, pais e servidores da rede.

No C.E. Manoel Campos Sousa, em Bacabal, alunos, professores e demais servidores votaram para escolher a gestora geral. “A escolha democrática é um marco na história da Educação do nosso estado. É uma conquista nesse processo de construção da Escola Democrática que sonhamos e começa a ser realidade, com o governador Flávio Dino”, disse Maria Estela Vaz de Sousa, professora de História da escola.

Em Bom Lugar, a eleição ocorreu no C.E. Tereza Leite Miranda. A comunidade escolar, que já havia escolhido a gestora geral em 2015, voltou às urnas para definir a gestora auxiliar. “A escola toda se movimentou para que a votação ocorresse. É fundamental ter um gestor auxiliar que entenda e se preocupe com a realidade da escola”, disse Júlia Neres Lima, servidora da escola.

Em Lago Verde, também na URE de Bacabal, houve votação em duas escolas que se mobilizaram e organizaram até seções eleitorais para garantir a votação, que transcorreu de forma tranquila e entusiasmada.

Já no C.E. Arthur Linhares, 95% dos alunos se cadastraram para votar. Ismael da Silva, estudante do 2º ano fez parte da comissão eleitoral da escola. “É um motivo de orgulho estar vivendo este momento. Todo estudante deve se envolver em momentos como este, buscar saber como a escola funciona, ajudar a buscar soluções junto com os gestores. Isso é participação democrática”, disse.

No C.E. John Kennedy também houve uma grande participação da comunidade escolar no processo democrático. Maria de Fátima Amorim Monteiro foi votar junto com as filhas Liandra Monteiro Costa e Thamires Monteiro Costa. “É uma ocasião importante. Escolher o gestor da escola onde minhas filhas estudam é uma honra. Elas me incentivaram muito para estar aqui”, disse Fátima.

Na Unidade Regional de Educação (URE) Bacabal, as eleições para escolha de Gestores Escolares e Gestores Adjuntos ocorreram em dez escolas de seis municípios: Bacabal (3 escolas), Bom Lugar (1), Conceição de Lago Açú (1), São Luís Gonzaga (1), Lago Verde (2) e Vitorino Freire (2).

De forma democrática e transparente, a eleição na regional mobilizou mais de 4 mil eleitores entre estudantes (3.198), professores (329), servidores (62) e pais. “Este momento é de uma significância imensurável para o processo de construção de uma escola democrática. Cada gestor que almeja esta vaga apresenta propostas que são fundamentais para melhoramento dos índices educacionais, um dos grandes desafios lançados aos educadores do Maranhão pelo nosso governador Flávio Dino”, explicou Marilene Gaioso, gestora da URE Bacabal.

Imperatriz

Na região Sul do Maranhão, as eleições ocorreram de forma tranquila nesta quarta-feira. “Um momento importante para a convivência de todos que compõem a escola. Para nós, pais, é fundamental participar desse processo. Todas as escolas devem fazer esse exercício democrático”, ressaltou José Carlos Barbosa, ex-professor, pai e avô de alunos do C.E. Dorgival Pinheiro de Sousa, em Imperatriz.

O professor de Filosofia, Carlos Augusto Costa, destacou a satisfação, enquanto educador, de poder participar das eleições democráticas. “Participar desse processo faz a gente pensar: eu pude contribuir, colaborar, então vou poder cobrar e ajudar a fazer a nossa escola cada vez melhor”, disse. 

Nesta quinta-feira (1º), a consulta será realizada em escolas das regionais de Balsas, Barra do Corda, Chapadinha, Codó, Presidente Dutra, São João dos Patos e Santa Inês; e na sexta-feira (2) é a vez dos Centros de Ensino localizados nas regiões de Itapecuru Mirim, Pinheiro, São Luís, Viana e Timon.





Um comentário:

  1. Uma ótima iniciativa do governo do Estado, uma pena que os professores não querem assumir responsabilidade. A reportagem deveria ter feito um levantamento com relação ao número de candidaturas por escola, a maioria com chapa única e em muitas escolas nem houve eleições por falta de candidatos, sem contar que muitos professores não foram aprovados no curso para gestores.

    ResponderExcluir

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.