Governo do Maranhão

Governo do Maranhão

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Para desespero de alguns, lei transforma vaquejada em patrimônio cultural



Para desespero de muitos que querem acabar com a cultura alheia, entre estes a tal Alexia Deschamps, atriz da Rede Globo, a Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal aprovou, na tarde desta terça-feira (1), um projeto de lei da Câmara que eleva a vaquejada à condição de manifestação cultural nacional e de patrimônio cultural imaterial.

Para que a vaquejada volte a ser liberada, o pleno do Senado ainda precisa apreciar a matéria. Recentemente, o Supremo Tribunal Federal (STF) derrubou uma lei do Ceará que regulamentava a prática da vaquejada por 6 votos a 5. A decisão serve de referência para todo o país.

Além do relator, defenderam e apoiaram a aprovação da proposta os senadores José Agripino (DEM-RN), Eunício Oliveira (PMDB-CE), Sérgio Petecão (PSD-AC), Raimundo Lira (PMDB-PB), Hélio José (PMDB-DF), Armando Monteiro (PTB-PE), Magno Malta (PR-ES), Lídice da Mata (PSB-BA), Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), Deca (PSDB-PB), Edison Lobão (PMDB-MA), Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN) e outros.

A vaquejada originou-se da necessidade de reunir o gado que era criado solto na mata na época dos coronéis.

Se o vaqueiro que corria mais próximo do boi não conseguia pega-lo pela bassoura, o mesmo que rabo ou cauda do animal, e derrubá-lo, os companheiros lhe gritavam: ´´Você botou o boi no mato!``

De início, a vaquejada marcava apenas o encerramento festivo de uma etapa de trabalho, reunir o gado, marcar, castrar, tratar as feridas, etc. Trabalho essencial dos vaqueiros. Era a chamada “Festa da apartação”, da separação do gado. Feita a separação, acontecia a vaquejada. São provas que mostram a habilidade dos peões e vaqueiros na lida com cavalos e gado.

Com o passar do tempo, as vaquejadas foram se popularizando. Tornaram-se competições, com calendário e regras bem definidas. Hoje, há dezenas de parques de vaquejada no Nordeste. Vaqueiros de todas as partes se reúnem para as disputas, pela glória e pelos prêmios, cada vez mais atrativos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.