Governo do Maranhão

Governo do Maranhão

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Simplício Araújo defende simplificação para abertura e fechamento de empresas no país




O secretário de Indústria e Comércio e presidente do Conselho Nacional dos Secretários de Desenvolvimento Econômico (Consedic), Simplício Araújo, defendeu a desburocratização para abertura e fechamento de empresas no Brasil.

Segundo as regras atuais, para abrir um novo empreendimento, o interessado precisa consultar diversos órgãos da administração pública, o que pode levar mais de 100 dias. Com a redução da burocracia, todos os procedimentos poderão ser realizados online em menos de uma hora.

Simplício Araújo afirmou que a implantação, em todos os estados, da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim), pelas Juntas Comerciais vai ajudar a reduzir o tempo de espera dos empreendedores.

Além disso, baixar a carga tributária das micro e pequenas empresas; a criação de um fundo de crédito para os empreendedores e reduzir o tempo para o registro de uma marca e patente também são defendidas pelo secretário.
No Maranhão, a Junta Comercial do Estado (Jucema), após a implantação da Redesim, conseguiu reduzir consideravelmente o tempo que o empreendedor espera para abrir sua empresa. A previsão é que, em breve, todos os 217 municípios do estado integrem a rede, o que vai fomentar ainda mais a economia”, destacou.
Investimentos em capacitação

Simplício Araújo também afirmou que devem existir parcerias entre as instituições, principalmente para que os empreendedores possam ter uma capacitação, contribuindo para que a empresa resista às adversidades.

“Sabemos que nem sempre é possível prosseguir com a empresa, principalmente em momentos de crise, mas estudos mostram que muitas dessas empresas poderiam estar abertas, mesmo em momentos turbulentos, se os empresários fossem capacitados, treinados para lidar com determinadas situações”.

No Maranhão, o secretário destacou o programa Mais Produtivo, do Governo do Estado. Por meio dele e de forma personalizada, o programa auxilia o empreendedor a planejar e estruturar o acesso da sua empresa a novos mercados, investindo no aperfeiçoamento tecnológico e no aprimoramento da qualidade e melhoria de seus processos produtivos.

Além disso, o Programa disponibiliza ao empreendedor do Maranhão capacitações técnicas, consultorias presenciais, rodadas de negócios, missões técnicas e outras ações que focam na elevação da competitividade e eficiência da empresa, oportunizando assim, o aperfeiçoamento do seu processo produtivo e a expansão de sua participação nos mercados interno e internacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.