Governo do Maranhão

Governo do Maranhão
Envie informações,denúncias para: vauney-10@hotmail.com ,(99) 9 8137 5569 / 91793374 ou 8416 7976, sua informação será analisada e depois poderá se tornar matéria.

sábado, 14 de janeiro de 2017

Famílias atendidas pelo Bolsa Escola comemoram aumento do benefício




Soube do aumento do Bolsa Escola e fiquei feliz, muito contente mesmo”, disse a dona de casa Leonice Costa Santos, 34 anos. Mãe de quatro filhos, todos eles atendidos pelo programa que transfere renda para a compra de material escolar, ela comemorou o reajuste de 12,5% do benefício, concedido pelo Governo do Maranhão. Através de investimentos de R$ 59,2 milhões, o Bolsa Escola atende a 1 milhão e 110 mil alunos da rede pública de ensino.  

Com o incremento, o valor subiu de R$ 46 para R$ 51 por criança atendida. Anunciado em julho de 2016 pelo governador Flávio Dino, o acréscimo passou a vigorar neste ano letivo, durante segunda etapa do Bolsa Escola. Tem direito ao auxílio, crianças entre 4 a 17 anos matriculadas em escola pública e não há limite de inscritos por família.

Para dona Leonice, o reajuste totalizou R$ 204 de crédito na compra de cadernos, lápis, canetas e outros produtos indispensáveis para o aprendizado. Ela conta que foram os próprios filhos que a alertaram para o acréscimo no benefício. “Eles olharam na televisão e disseram: Olha, mãe, aumentou! Eu sentei para assistir e quando vi que aumentou mesmo, disse, graças a Deus”, falou a beneficiária.

Mãe de Raissa Suelen Santos Ferreira, 13 anos, Rafisa de Jesus Santos Ferreira, 12 anos, Luisangelo Santos Ferreira, 9 anos, e Luis Fernando Santos Ferreira, 10 anos, a dona de casa conta que, antes de receber o benefício, tinha dificuldade para adquirir todo o material escolar para a família.

Antes era mais difícil, mas graças a Deus que veio esse programa e ficou ótimo, muito bom mesmo. Agora eu consigo comprar produtos muito bons. Os meninos ficam contentes, felizes, me chamando para vir comprar o material escolar”, declarou Leonice, que é moradora do Bequimão, bairro onde as crianças também estudam.

Auxílio durante a crise

Com quatro filhos em idade escolar, a doméstica Francilene Santos Barbosa, 35 anos, passaria maus bocados para obter o material escolar das crianças estando desempregada. Com ajuda do Bolsa Escola, ela pode ir à loja com a filha Cleice Santos Barbosa, 9 anos, para escolher caderno, lápis de cor, régua, lancheira e outros materiais.

O benefício ajuda bastante porque, com quatro filhos, a dificuldade é demais e eu não estou trabalhando no momento. Então, ajuda bastante e dá para suprir a necessidade deles em relação ao material escolar”, falou Francilene, que também é mãe de Vitor Santos Barbosa, 16 anos, Vanessa Santos Barbosa, 15 anos, e Guilherme Santos Barbosa, 5 anos.

Para Francilene, o incremento no valor do benefício foi significativo. “Senti a diferença do aumento, foi muito bom. Como tenho quatro filhos, para mim subiu para 204 reais”, disse a doméstica, que reside com a família no bairro Maracanã, zona rural de São Luís.

Complemento para baixa renda

Melhorou mais! Para quem tem uma renda baixa, já dá uma ajudinha, para melhorar mais. Uso para comprar caderno, lápis, borracha, corretivo e resma de papel, o básico. Ainda tem mais outras coisas, outros kits como bolsa, outras coisas que eu corro atrás”, disse a dona de casa Maria dos Milagres Geraldo, 42 anos.

Moradora do bairro João Paulo e mãe de três filhos, dona Maria recebe crédito para dois deles, com faixa etária que dá direito ao benefício. Mas na hora das compras, a festa é tanta que leva toda a trupe para escolher o material escolar. Além de Carlos Daniel Geraldo Nascimento, 13 anos, e Brenda Luana Geraldo Nascimento, 12 anos, a dona de casa trouxe também o pequeno Danilo Mayke Geraldo Nascimento, de apenas 3 anos, para a papelaria.

“Soube do reajuste, minhas colegas me falaram e vou ver agora. Espero que com esse aumento melhore mais”, falou Maria dos Milagres, no caixa da loja para passar os produtos. Com R$ 102 de crédito, ela comprou cadernos, caixa de lápis de cor, hidrocor, canetas, tubos de cola, entre outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.