sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Grupo Groovaê prepara festa de lançamento do 3° CD




Texto e fotos: Assessoria/Groovaê

Na certa você nunca deve ter ouvido em falar em Joubert, Ricardo e Benilton Ribeiro, mas , se você trocar esses nomes de batismo pelo pseudônimo Bulico e Dedê certamente você saberá de quem estamos falando. Eles são os principais lideres de um grupo de pagode que vem há três anos levando alegria e muita diversão a vários palcos da cidade, o “Groovaê”.

O gruvão, como carinhosamente é chamado pelos milhares de fãs conquistados durante as apresentações apoteóticas, surgiu há três anos do desejo desses dois jovens de comunidades carentes. Um do bairro de Fátima e outro do Sacavem, bairros que aparecem frequentemente na mídia apenas pela violência exagerada cometida contra jovens. Mas, a vontade de fazer um som próprio, com a cara dessa nova geração de sambistas, o levou aos palcos, trilhando novos caminhos e abrindo espaço para outros jovens mostrar seus talentos. A mistura de ritmos logo marcou o grupo. O lançamento foi no dia 06 de dezembro de 2013, na Choperia Fernando, no bairro Anjo da Guarda. De lá pra cá, três CDs lançados, um DVD gravado no Ceprama e um bloco de carnaval que arrasta em média 2.500 pessoas.

Vítimas de muito preconceito no inicio: “o preconceito sempre existe por sermos da periferia, mais sempre deixamos nas mãos de Deus, pois, o que queremos e gostamos mesmo é de groovar com o nosso público. Eu sou um cara da favela e não desmereço nem outra classe social, pois o Groovaê toca para todo tipo de público que curte e gosta do nosso trabalho, pois para nós, não tem cor, raça e nem classe social``, comentou Dedê, um dos vocalistas do grupo. Segundo Bulivo, várias formas de preconceito foram utilizadas contra eles. Varias que até hoje existem. “Muitas vezes fomos chamados de “marginais” pelo nosso estilo de musica e pelo nosso estilo musical ”, disse o cantor.

O ecletismo, na formação e no gosto musical do grupo é até hoje sua marca registrada “Nossa identificação é com samba e pagode. Mas gostamos de forró das antigas, de um bom regue”, confirmaram os lideres do grupo Bulico e Dedê.

Sem dar muita credibilidade para as criticas, o grupo gravou seu primeiro CD no Parque do Folclore, na Vila Palmeira, e depois a festa de lançamento na casa de samba mais badalada da época, a Patrimônio Show.

E assim com muito trabalho e dedicação foram conquistando o seu espaço e o público na Ilha, sempre com muito respeito e humildade. Os contratos foram aparecendo e o público passou a cobrar um bloco de carnaval com a marca do grupo, assim, em janeiro de 2015, na Patrimônio Show, aconteceu o lançamento do Bloco 24por48, que teve o seu 1°Arrastão , na Vila Gracinha, no dia 25 de Janeiro de 2015.

Com o sucesso alcançado com o resultado do primeiro CD, no dia 18 de julho de 2015 foi gravado o segundo CD, no Daquele Jeito Show, casa tradicional de samba, no bairro dos Vinhais, com lançamento em setembro de 2015, também na Patrimônio Show.

Com a experiência adquirida, dois CDs lançados e um DVD, o Groovaê se prepara pra mais uma conquista: o lançamento do terceiro CD que foi gravado em outubro do ano passado no Bota Fogo do Anil.

O lançamento esta marcado para o próximo dia 04 de fevereiro, no Daquele Jeito Show, nos Vinhais, à partir das 22h, com varias atrações confirmadas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.