Governo do Maranhão

Governo do Maranhão

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Sarney se acha merecedor de receber acima do teto. ´´Se acha acima do bem e do mal``




José Sarney, pai da ex-governadora Roseana Sarney, recorre contra uma decisão na Justiça que o condenou a devolver os valores recebidos acima do teto constitucional entre 2005 e 2010.  Ele recebia como ex-governador do Maranhão, ex-servidor do Judiciário e senador. Segundo o Ministério Público Federal , ele recebia R$ 52 mil por mês, o procurador Francisco Guilherme Vollstedt Bastos disse à Justiça que o próprio senador “reconheceu” ganhar acima do teto do funcionalismo.

Em 2009, o jornal Folha de S.Paulo mostrou que as duas aposentadorias de Sarney somavam R$ 35.560,98, em valores de 2007. Com o salário de senador da época – R$ 16.500 – ele ganharia R$ 52 mil. Como o salário de senador hoje é de R$ R$ 26.723,13, a remuneração de Sarney seria agora de pelo menos R$ 62.284,11, considerando-se os documentos noticiados pelo jornal e ignorando-se eventuais reajustes nas aposentadorias.

O procurador pede que Sarney escolha qual fonte de rendimentos vai utilizar para se manter dentro do limite de R$ 26.700. E pede ainda que Sarney seja condenado a devolver aos cofres públicos tudo o que ganhou além do permitido nos últimos cinco anos.

Parece que ele se considera assim como um semi-deus, o supra-sumo, o enviado, um ente iluminado e escolhido, bem acima do bem e do mal. O mais importante Conselheiro de Temer, Sarney estar sempre ao lado do rei, qualquer que for.

Nós, povo, que sofremos por conta da crise econômica e política, imposta por pessoas como Sarney, não merecemos pagar esse homem, principalmente um salário deste tamanho. Porém, temos que considerar o que manda a lei (o teto).

Se mexer no dinheiro, Sarney fica puto, tanto que recorre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.