domingo, 25 de junho de 2017

Aged fecha fábrica clandestina de queijos no povoado Bacuri, em Riachão




A Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged-MA) fechou uma fábrica clandestina de queijos no povoado Bacuri, no município de Riachão. A ação, realizada na última quarta-feira (22), pela Unidade Regional da agência em Balsas, em parceria com a Polícia Militar do Maranhão (PMMA), teve o objetivo de combater a fabricação e comercialização de produtos clandestinos que em colocam em risco a segurança alimentar dos consumidores.

A ação aconteceu depois de denúncia de que uma casa, em Riachão, estaria sendo usada para fabricar e comercializar queijos. O produto era vendido, também,  em municípios vizinhos, como Nova Colinas, Feira Nova do Maranhão e Fortaleza dos Nogueiras.

No momento da fiscalização foram apreendidos e inutilizados, por meio de incineração, 35 quilos de queijos clandestinos. Os fiscais interditaram o uso de equipamentos utilizados na fabricação dos queijos, entre os quais uma mesa de inox, um fatiador, 17 gamelas, uma balança de precisão e um freezer. O responsável pela fábrica clandestina foi autuado.

Os produtos, produzidos em local sem inspeção sanitária, eram transportados sem qualquer refrigeração conforme determina à legislação vigente, oferecendo riscos à segurança alimentar dos consumidores.

O chefe da Unidade Regional de Balsas, Eugênio Pires informa que, local existia uma quantidade de queijos que, segundo o responsável pela fábrica clandestina, seriam comercializados em mercadinhos da região. “Vamos intensificar essas operações aqui no sul do estado para coibir a fabricação e a comercialização desses produtos clandestinos, que representam um grande risco à saúde pública”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.