Governo do Maranhão

Governo do Maranhão

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Primeiro dia de Agritec em Barra do Corda mostra a diversidade cultural e produtiva da agricultura familiar do território centro do Maranhão




Em Barra do Corda teve início na manhã desta quinta-feira, 22, a Primeira Feira de Agricultura Familiar e Agrotecnologia do Maranhão (AGRITEC), do território Centro do Maranhão, a 11° já realizada pelo governo do Estado com o objetivo de levar conhecimentos e novas tecnologias simples para aumentar a produção da agricultura familiar no Estado.  A Agritec será realizada nos dias 22 a 24 de junho na Av. Eliézer Moreira, s/n, Bairro Incra, em Barra do Corda – MA.

A Feira atraiu milhares de agricultores, estudantes e a população em geral do território, que aproveitaram a oportunidade para participar de cursos, oficinas, comercialização e conhecer o artesanato indígena da etnia Canela e Guajajara que está sendo destaque na Agritec.


As instituições financeiras como o Banco do Brasil e o Banco do Nordeste estão na Feira para divulgar ao produtor rural a oportunidade em liquidar ou renegociar suas dívidas com grandes abatimentos, através da lei 13.340/2016.

A lei 13.340/2016 está em vigor até o fim deste ano e beneficia produtores rurais com dívidas contratadas até 2011, proporcionando, aqui no Maranhão, descontos de até 85% para liquidação ou repactuação dessas dívidas para 10 anos, com pagamento da primeira parcela somente a partir de 2021.O Banco do Nordeste tem se empenhado na divulgação desses benefícios da lei e o evento AGRITEC representa uma excelente oportunidade para divulgação ao público rural”, explicou Nataniel da Silva Rego, Gerente Geral do Banco do Nordeste.

A Agritec também oportunizou a dona Conceição Oliveira, do povoado 18, do município de Barra do Corda, comercializar e mostrar a beleza do feijão andu, muito nutritivo e riquíssimo em proteína, além de ser m feijão de grande personalidade, com sabor bem diferente dos feijões mais tradicionais. Dona Conceição trouxe para comercializar hortaliças e farinha. “Estou muito feliz em participar dessa feira tão bonita. Por ser uma feira da agricultura familiar, a gente se sente muito importante”, concluiu.

Para o secretário de Estado da Agricultura Familiar, Adelmo Soares, A agritec é uma feira que, por onde passa, deixa grandes resultados. Já são quase 15 mil agricultores familiares capacitados. “A  Agritec vai para sua 11° edição com saldo positivo. Com muito trabalho e fortes parcerias estamos atingindo o objetivo do governo do estado ao criar a Feira, que é desenvolver o Maranhão por meio do conhecimento e da produção”, pontuou.

O Instituto de Colonização e Terras do Maranhão- Iterma, órgão vinculado à SAF está realizando durante a Feira atendimentos e visitas às famílias de assentamento Estadual. Dia 23 (sexta feira), o Governador Flávio Dino entregará a 25 famílias títulos individuais de terra para famílias em Barra do Corda.

Para a presidente do Iterma, Margareth Mendes, o título de posse de terra além de extremamente importante, vem trazer aos agricultores familiares segurança jurídica e valorização do seu patrimônio.

Nos anos de 2015, 2016 e primeiro trimestre de 2017, a Agritec capacitou 14.683 agricultores familiares e movimentou mais de R$ 700 mil em comercialização e cerca de R$ 15 milhões em contratos com instituições financeiras. A feira já foi realizada nos municípios de São Bento, Caxias, Açailândia, Bacabal, Chapadinha, Codó, Grajaú, Viana e Zé Doca e no primeiro trimestre deste ano, a Agritec já foi sediada por Paraibano e agora está sendo em Barra do Corda.

Para 2017, o Governo do Estado chegará até os municípios de Santa Luzia, Itapecuru-Mirim e Cururupu beneficiando os agricultores familiares dos territórios do Vale do Pindaré, Vale do Itapecuru e Baixada Ocidental.

O nosso propósito é fazer o nosso produtor rural crescer e se desenvolver cada vez mais, por isso, a missão da Agritec é levar o conhecimento a quem leva o alimento à nossa mesa para que ele possa ter cada vez mais dignidade”, concluiu o presidente da Agerp, Júlio Mendonça.

As Agritecs têm o objetivo de garantir o acesso do agricultor familiar ao conhecimento e às novas tecnologias, de modo que ele possa melhorar a produção quantitativa e qualitativamente. Além disso, as feiras são um espaço reservado à divulgação e à comercialização dos produtos dos agricultores familiares e de acesso às instituições financeiras, entre outras oportunidades.

Para a gente trabalhadores rurais e dos movimentos sociais é um grande avanço essa feira porque nosso sonho era ter um órgão que priorizasse a agricultura familiar e o governador cumpriu sua palavra ao criar a SAF. Nós participamos de todas as edições da agritec, enfatizou o presidente da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras do Estado do Maranhão - FETAEMA, Chico Minguel.

A feira é uma realização governo do estado, por meio do Sistema SAF (composto pela secretaria de Estado da Agricultura Familiar- SAF, Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural- AGERP e Instituto de Colonização e Terras do Maranhão- ITERMA), juntamente com os parceiros: EMBRAPA, SEBRAE, prefeitura de Barra do Corda  e movimentos sociais (FETAEMA, MST, ACONERUQ, MIQCB E FETRAF-MA).


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.