Governo do Maranhão

Governo do Maranhão

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Ao defenderem Temer, deputados maranhenses ´´apostam`` que o eleitor tem memória curta



                    Juscelino Filho                                                                                                        Cleber Verde                                                                      Hildo Rocha

Lula, condenado, Temer, absolvido, Geddel Vieira Lima, solto, o homem da mala ( Rocha Loures), em casa, e Aécio com mandato garantido. Agora, sim, o Brasil entra nos trilhos. Casos idênticos já aconteceram no passado. Para quem estudou história e filosofia: veja se você consegue lembrar: Quem condenou Tiradentes à forca? Quem condenou Sócrates a beber a taça de cicuta? Quem executou Che Guevara?

Pois vamos ao presente.

Temer usa  a caneta financeira para se proteger.

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados rejeitou na noite desta quinta-feira (13) o parecer favorável à denúncia de corrupção contra o presidente Michel Temer. O relatório, elaborado pelo deputado Sérgio Zveiter (PMDB-RJ), recomendava o prosseguimento da denúncia.

Foram 66 votos: 40 deputados votaram contra o relatório e a favor de Temer,  25 votaram a favor do relatório e contra Temer, houve uma abstenção.

Dos quatro deputados maranhenses membros da CCJ, apenas Rubens Júnior (PCdoB) foi contra Temer.

Os deputados: Hildo Rocha (PMDB), Juscelino Filho (DEM) e Cleber Verde (PRB), votaram para livrar Temer. Só lembrando, esses três também votaram a favor da reforma trabalhista de Temer.

Mesmo com a rejeição, denúncia contra o presidente seguirá para votação pelo plenário, que dar a palavra final. A votação acontecerá no dia 2 de agosto. Sem precisar do poder da premonição, já podemos até prever o resultado.

Um comentário:

  1. Fora seus corruptos,vão todos três pra cadeia,junto com o bandido e ladrão do temer o povo do Maranhão ta muito revoltado com voçês.

    ResponderExcluir

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.