quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Deputado Rubens Júnior destaca as 500 obras em mil dias do governo Flávio Dino no Maranhão




Na tribuna do plenário da Câmara, o deputado federal Rubens Júnior (PCdoB) realizou um pronunciamento que destacou a marca de 500 obras entregues pelo governador Flávio Dino em mil dias de governo. “A média é uma obra concluída a cada dois dias, incluindo hospitais, rodovias, escolas, praças, delegacias e aparelhos sociais”, disse o parlamentar.

Entre as principais obras entregues a partir de 2015, estão a pavimentação de ruas, avenidas e estradas em mais de 150 cidades, dezenas de prédios escolares novos em substituição a estruturas de taipa, sete Institutos de Educação, Ciência e Tecnologia (Iema), mais de cem Cras e Creas, seis grandes hospitais regionais, mais de 50 unidades do Viva e do Procon e sete novos restaurantes populares.

Por décadas, os maranhenses vivem uma triste rotina: conviver com a contínua citação negativa de nosso estado no noticiário nacional, sempre frequentando as últimas de qualquer ranking. “O Maranhão tem hoje a segunda melhor situação fiscal entre todos os Estados, segundo a Firjan (Federação das Indústrias do Rio). Maranhão é destaque em relatório do Banco Central pela excelência em gestão fiscal”, destacou Rubens Júnior.

Ainda segundo o parlamentar, apesar da crise nacional, Maranhão deve ter 2ª maior alta do PIB no Brasil. O estado também saiu de nota zero no ranking de transparência das contas públicas em 2014 para nota 10 em 2017. O Governo registra uma queda de R$ 47 milhões nas despesas com juros de empréstimos, redução de 15% das despesas. Também houve expansão real de R$ 218,3 milhões nos investimentos públicos apenas em 2017, crescimento de 26,1%.

No Maranhão, o principal investimento do Governo está nas pessoas. A rede de Restaurantes Populares passa de sete unidades em 2014 para 14 e uma cozinha comunitária em 2017. As refeições servidas pelos Restaurantes Populares saltam de 6.200 em 2014 para 18.300 em 2017.

Ainda em seu pronunciamento, o deputado destacou o primeiro Hospital de Traumatologia e Ortopedia (HTO), que será entregue em São Luís ainda neste ano. O número de leitos da rede pública estadual cresceu 24,81% entre 2014 e 2017 e chegou a 2.827. Leitos de hospital em constante ampliação. Mais 343 leitos para este ano e outros 662 para 2018. 3.832 novos leitos hospitalares até o final de 2018. 69% a mais que em 2014. 106 ambulâncias entregues para melhorar a rede de saúde dos municípios. Meta é chegar a todas as 217 cidades. 700 mil atendimentos pela Força Estadual de Saúde (Fesma) nos 30 municípios de menor. Entrega de 80 ônibus e duas lanchas escolares para os municípios. Mais 50 ônibus serão entregues.

A área da segurança, o parlamentar lembrou que a tropa no Maranhão é de 12.404 policiais. A maior da história. Aumento de 26,9% em relação a 2014. “Registro também a entrega de 730 viaturas, incluindo carros em motos, um veículo a cada 36 horas. 5 novos quartéis do Corpo de Bombeiros na capital e oito novos quartéis no interior”, disse.

A educação, outra área com grandes avanços, também foi lembrado. “Temos 620 escolas reformadas, revitalizadas, construídas ou que passaram por manutenção. Metade da rede estadual. 300 escolas de taipa substituídas por prédios de alvenaria e com os equipamentos necessários. Capacitação e qualificação de professores, ajudando a melhorar os índices educacionais no Estado”, lembrou.

O Maranhão conta, hoje, com 18 colégios com ensino de tempo integral, incluindo as sete unidades do IEMA. Em 2014 era zero. R$ 5.384,26 na jornada de 40 horas para docentes em início de carreira, com licenciatura plena. O maior do Brasil 22 mil professores receberam benefícios de progressões, titulações, estímulos e promoções na carreira. Concurso público para 1.500 professores, com os aprovados já exercendo suas funções.

Criado em 2015, o Bolsa Escola já investiu R$ 100 milhões na compra de material escolar para 1,2 milhão de crianças. O número de vagas na Uema aumentou 19% entre os anos de 2014 e 2017. Isso representa 676 vagas a mais. Criação da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UemaSul). 560 vagas em 2018. Em uma ação inédita, o Maranhão entregou em 2017 uniformes para todos os alunos da rede pública estadual.

Por fim, Rubens Júnior afirmou lembrou que o número das unidades do Viva aumentou em 520%; e Procon, 325% entre 2014 e 2017.

Um comentário:

  1. Até o final de 2022 tem muito mais por vim, AVANTE MARANHÃO!

    ResponderExcluir

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.