Governo do Maranhão

Governo do Maranhão

domingo, 22 de outubro de 2017

Weverton Rocha diz que senadores que tiraram R$ 90 milhões da saúde merecem ser expulsos do estado




“Bando de hipócritas. Merecem ser expulsos do estado”. Com essa dura declaração, o deputado federal Weverton Rocha (PDT) detonou os companheiros de Bancada Federal que manobraram para descumprir o acordo com os prefeitos maranhenses e retirar R$ 90 milhões, dos R$ 160 milhões das emendas impositivas que estavam garantida para a saúde dos municípios.
Weverton Rocha
“Como que a gente não pode se indignar. Achar que o Maranhão as pessoas morrendo na fila, precisando de saúde, senador discutindo se tá mandando dinheiro para governador”, criticou ao falar sobre a politicalha capitaneada pelos senadores Roberto Rocha (PSDB), João Alberto (PMDB) e Edison Lobão (PMDB), que deram o golpe e descumpriram o acordo só porque o dinheiro que seria repassado à saúde dos municípios teria que ser feito via convênio com o governo do Estado.
Para Weverton Rocha, os parlamentares tem que se revoltar e indignar com o golpe dado pelos parlamentares da bancada sarneysista no Congresso Nacional. “Enquanto se tá lutando para abrir hospitais a duras penas, para abrir as portas para atender quem mais precisa, esses ingratos que viram as costas para o Maranhão querem negociar os seus interesses e dizem não para os prefeitos e não para o seu estado. Nós não podemos ficar calados, temos que denunciar ao povo do Maranhão”, afirmou.
Ao final da sua fala durante a Conferência do PCdoB, o presidente do PDT no Maranhão mandou um recado direto ao senador Roberto Rocha: “se muitos, inclusive quem fazia parte desse palanque, disse e mentiu para o Maranhão dizendo que ia mostrar para nós para que serve um senador, ainda não aconteceu, infelizmente. Até agora só serve para atrapalhar e perseguir o povo do Maranhão”, repreendeu o deputado.
Além dos senadores, os deputados federais Victor Mendes (PSD), João Marcelo (PMDB), Sarney Filho (PV), Hildo Rocha (PMDB) e Luana Costa descumpriram acordo feito com mais de 100 prefeitos em Brasília de que os R$ 160 milhões das emendas impositivas da Bancada Federal do Maranhão seriam destinadas para as prefeituras. Somente R$ 70 milhões foram para os municípios. Com o chamegão dos deputados e senadores sarneysistas, os outros R$ 90 milhões foram destinados para a Codevasf, onde Roberto Rocha e Hildo Rocha tem aliados em cargos de confiança.
Sarney Filho, aliás, deixou o ministério do Meio Ambiente na semana passada somente para votar a favor de Temer e não deixar que a emenda impositiva da bancada maranhense fosse destinada para a saúde pública.
Blog do Garrone

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.