quinta-feira, 30 de novembro de 2017

MPMA garante condenações por homicídio qualificado em crime ocorrido em 1998 em Itapecuru-Mirim



populares cobrando justiça

Em sessão do Tribunal do Júri ocorrida no último dia 21, o Ministério Público do Maranhão conseguiu a condenação de Francisco de Paula Oliveira a 19 anos e três meses de reclusão e de José Maria Rosa Sampaio a cinco anos e seis meses de reclusão por homicídio qualificado. Foi absolvido João de Jesus Ferreira.

Atuou no júri a promotora de justiça Flávia Valéria Nava Silva. A sentença foi proferida pela juíza Laysa de Jesus Paz Martins Mendes.

Francisco de Paula, um dos condenados
Francisco de Paula Oliveira foi condenado ao cumprimento da pena em regime fechado, porém com o direito de apelar da sentença em liberdade. Já José Maria Rosa Sampaio deverá cumprir a pena inicialmente em regime semiaberto, também tendo o direito de recorrer em liberdade.

O crime

O crime que vitimou Maria da Conceição Rosa de Jesus Sousa ocorreu em 4 de janeiro de 1998. A vítima estava fornecendo água de um poço existente em sua propriedade a trabalhadoras sem-terra. Cerca de 150 famílias, incluindo mulheres e crianças, haviam sido expulsos há pouco da Fazenda Guaraci, que era vizinha.

Os acusados eram “capangas” da fazenda Guaraci e abriram fogo contra o grupo de mulheres, tendo acertado o pulmão de Maria da Conceição Rosa de Jesus Sousa, levando à sua morte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.