quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Polícia Militar forma 611 alunos de Bacabal em Programa de Resistência às Drogas e à Violência





A Polícia Militar do Maranhão (PMMA) capacitou mais 611 estudantes do Ensino Fundamental, desta vez na região do município de Bacabal, no curso do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd). A solenidade de formatura aconteceu na sexta-feira (24), na Igreja Santana, em Bacabal.

Os alunos são das Unidades de Ensino Fundamental 17 de Abril, Alice Mendes, Cleômens Falcão, Francisco Vieira Lins, Governador Sarney, José Vieira Lins, Maria Helena Cassiano, Manoel Alves de Abreu, Nadir Abreu, Romeo Neto, Sagrada Família e São João Batista.

Presentes na solenidade, o comandante do 15º BPM e coordenador setorial de Proerd, tenente-coronel Rômulo Henrique Araújo Costa, enfatizou que o programa conscientiza os jovens dos males causados pelo uso das drogas. “O projeto tem como objetivo salvar vidas, pois conforme estatística da Polícia Militar, a maioria dos crimes que acontece na sociedade tem relação direta com o tráfico e consumo de drogas”.

Participaram também da solenidade de formatura, a delegada Especial da Mulher, Maria Augusta Pereira dos Santos, representantes da Secretaria Municipal de Educação de Bacabal, familiares dos formandos e os instrutores do curso, sargento Brito, cabo Ivanildo e soldados Letícia e Alana.

O Proerd é um programa de prevenção primária aplicada pela PMMA nas escolas para alunos do 5º ano do ensino fundamental. É um esforço cooperativo, formalizado entre a PMMA, escolas, municípios e as famílias dos participantes para que os alunos tenham acesso a atividades educacionais, em sala de aula, voltadas à prevenção ao uso de drogas (lícitas e ilícitas) e a prática de atos de violência entre os estudantes.

Os participantes são motivados a reforçar a autoestima, a lidar com as tensões e a resistir a pressões que motivam o uso de drogas. O modelo de educação que inspirou a criação do Proerd foi instituído em Los Angeles, nos Estados Unidos, em 1983 e introduzido no Brasil pela Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, em 1992, chegando ao Maranhão em 2002.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.