quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Acusado de ser o mandante da morte do pai, filho do ex-prefeito de Barra do Corda continua foragido





A polícia está à procura de Manoel Mariano de Sousa Filho, conhecido como Júnior do Nenzin ou ´´ Vaqueiro``, de 48 anos. Ele é acusado de ser o mandante da morte do pai, ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Sousa, conhecido como ´´ Nenzim``.

Nenzim estava à caminho de sua fazenda, na manhã desta quarta-feira (6), quando foi assassinado com um tiro, que atingiu o pescoço. Os dois criminosos estavam em uma moto.

A vítima ainda foi encaminhada para uma UPA em Barra do Corda, e depois transferida para o Hospital Regional de Presidente Dutra, mas não resistiu.

O secretário de Segurança Pública do Estado, Jefferson Portela, ainda na quarta, foi à Barra do Corda, levando uma equipe para acompanhar as investigações.

Após os primeiros levantamentos, o filho do ex-prefeito foi apontado como principal suspeito.

Ex-candidato a prefeito nas eleições de 2016, Júnior estaria vendendo gado, sem permissão do pai, para pagar dívidas herdadas da campanha.

No momento em que foi alvejado, Nenzim estaria indo conferir o gado.

Dois suspeitos de envolvimento no crime foram presos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.