terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Perguntar não ofende – Os prefeitos vão aderir à campanha do Governo Federal a favor da reforma da Previdência?





Temendo não alcançar os 308 votos necessários para aprovar a reforma da Previdência, mesmo com longa batalha nos bastidores, com conversações e articulações que varam às madrugadas, Temer aponta a caneta financeira para os prefeitos.

Se a reforma for aprovada ainda este ano, o ´´presidente`` promete liberar R$ 3 bilhões para os prefeitos em 2018. Dinheiro extra. Agora, em tempos de crise, e falam em cofres esvaziados, de onde saíra esse dinheiro ( extra)? Ninguém sabe.

Contudo, os prefeitos terão que pressionar os deputados que representam seus municípios a votarem a favor da reforma. Caso a proposta seja reprovada, não terá o dinheiro.

Temer já liberou, para este mês de dezembro, R$ 2 bilhões acrescentados ao Fundo de Participação dos Município (FPM). 

E agora, senhores prefeitos, vão se posicionar contra os trabalhadores? De olho não só nos deputados, nos prefeitos também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.