quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Servidores da edução voltam a pressionar prefeita de Arame por salários atrasados





Continua a pressão dos professores e funcionários da Educação para que a prefeita de Arame, Jully Menezes (PDT) pague os salários atrasados, além do 13º. Nesta quarta-feira (10) os servidores foram às ruas.

Enquanto isso, segundo informações, a prefeita vai gastar cerca de R$ 600 mil com cachês de quatro  bandas e estrutura para a realização da festa de aniversário da cidade, que será no dia 17 deste mês.

Essa não foi a primeira vez que os servidores manifestaram indignação com a gestão municipal e foram às ruas cobrar os salários.

A categoria também apela ao Ministério Público que intervenha na causa.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.