sábado, 15 de dezembro de 2018

Apontando irregularidades, Câmara de Lago da Pedra adia votação da LOA



Presidente da Câmara, Ananias Bezerra

Vereadores da base de sustentação do prefeito de Lago da Pedra, Laércio Arruda, tentaram colocar em votação, na sessão ordinária que aconteceu  ontem (14), a Lei Orçamentária Anual (LOA), onde são fixadas as receitas e despesas do Governo Municipal, para o exercício de 2019.

Alegando irregularidades, o presidente da Casa, Ananias Bezerra, optou por retirar a matéria de pauta, para mais estudos, o que desagradou alguns vereadores. Segundo o que alegou Ananias, o Executivo tem que esclarecer alguns itens.

De acordo com a LOA, o Município estima gastar mais de R$ 83 milhões em 2019.

Uma nova sessão, extraordinária, deve ser marcada para os próximos dias, para ser votada a Lei Orçamentária.

Despesas 


quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Polícia Federal prende servidores dos Correios por furtos em agências no Maranhão




Do G1

A Polícia Federal deflagrou a operação “Hermes e o Gado II”, na manhã desta quinta-feira (13), contra servidores dos Correios, que furtaram dinheiro do Banco Postal em agências nos municípios Pio XII, São Luís Gonzaga, Matões do Norte, Urbano Santos, São Benedito do Rio Preto, Monção e Miranda do Norte, todas no interior do Maranhão. Somados os furtos as agências superam R$ 1 milhão.

A operação contou com o apoio da Superintendência dos Correios no Maranhão e chegou ainda a crimes como fraudes em benefícios do Bolsa Família e previdenciários.

Os policiais prenderam cinco pessoas, sendo quatro por mandados de prisão preventiva e um de prisão temporária, além de cumprir 11 mandados de busca e apreensão nos municípios São Luís, Itapecuru, Imperatriz, Bacabal, Santa Inês e Santa Luzia e Redenção, este no Pará. Com os investigados, a polícia encontrou ainda drogas e R$ 6 mil, que foram apreendidos.

Segundo investigações da Polícia Federal, em Pio XII, houve relação direta entre os crimes contra a agência e ações de uma facção criminosa com atuação em boa parte do Maranhão. “Foi identificado, notadamente no município de Pio XII, o envolvimento de pessoas ligadas a uma organização criminosa (Orcrim) que se intitula Bonde dos 40. Os desfalques à agência dos Correios da cidade foram utilizados como forma de capitalizar a organização criminosa”, diz a PF em nota.

A Polícia Federal revelou que a forma de agir dos criminosos sempre envolvia um servidor com acessos ilimitados na agência, como o gerente. Ou ele furtava direto do cofre da agência ou facilitaria para a ação de outros.

Em algumas situações, a PF identificou que a maioria do dinheiro foi retirado do cofre ficando uma pequena quantia. Desta forma, com o desfalque na agência, a informação passada pelo servidor dos Correios ao sistema bancário era forma superficial e dava conta de que o cofre estaria “cheio”. Depois disto, um assalto era planejado e no fim das contas, a ideia que se passava era que no assalto, todo o dinheiro do cofre havia sido levado.

Além dessa forma de desfalque do dinheiro público, a PF identificou também a ativação de cartões de benefícios do Bolsa Família e previdenciários feito pelos servidores dos Correios. Segundo os investigadores, “o gerente possuía acesso aos sistemas corporativos, habilitava os cartões de benefício, até para pessoas mortas, o que possibilitava a obtenção de empréstimos bancários com os documentos esquentados”.

Participaram da operação, 60 policiais federais Maranhão, Pará, Piauí e Ceará; policiais militares Batalhão de Choque do Maranhão, com cães farejadores.

Governo do Maranhão paga a segunda parcela do 13º salário para os servidores




O Governo do Maranhão pagou, nesta quarta-feira (12), a segunda parcela do 13º salário dos servidores públicos do Estado. O pagamento, que estava previsto inicialmente para o dia 15, pôde ser antecipado por haver viabilidade financeira.

O governador Flávio Dino já havia anunciado em novembro que haveria a antecipação do 13º.
A versão digital do contracheque do 13º salário está disponível no Portal do Servidor (www.portaldoservidor.ma.gov.br/portal), que também pode ser acessado por meio do aplicativo, compatível com sistemas operacionais Android e IOS. Para fazer login no Portal, é necessário possuir senha cadastrada.

Caso tenha perdido ou esquecido a sua senha, basta clicar no link “Esqueceu a Senha?”, localizado abaixo dos campos CPF e senha do Portal do Servidor, e seguir as instruções. Se a sua senha de acesso nunca foi gerada, clique no botão “Primeiro Acesso”.

A senha também pode ser cadastrada presencialmente na sala do Portal/Ouvidoria do Servidor (localizada no Anexo IV do Centro Administrativo do Estado, no Calhau) ou pelos telefones (98) 98789-8748 (Oi) e (98) 98331-8319 (Tim), devido à indisponibilidade temporária dos telefones fixos, causada por problemas técnicos. Atenção: o atendimento é realizado preferencialmente de forma presencial.

Arame: residências do secretário de Educação e coordenadora são alvos de busca e apreensão




Atendendo ao pedido do Ministério Público do Maranhão (MPMA), a Justiça deferiu mandados de busca e apreensão nas residências do secretário de Educação de Arame, Pedro José Ribeiro Conceição, e da coordenadora de programas de Educação do município, Cleane Albuquerque Conceição.

Além de talões de cheque das caixas escolares municipais, o mandado abrange aparelhos celulares, tablets, computadores e quaisquer itens que permitam o acesso irrestrito aos dados existentes em equipamentos eletrônicos e de telefonia em posse dos dois gestores.

Foram apreendidos 386 cheques, sendo 351 em branco, 18 já assinados e 17 canhotos de cheques emitidos.

A determinação judicial atende à solicitação feita pelo promotor de justiça Hélder Ferreira Bezerra, em Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa.

A manifestação ministerial foi motivada pelo uso ilegal de recursos do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) pelo secretário municipal e pela coordenadora.

Entenda o caso

Cleane Conceição (cunhada do prefeito) levava os diretores das unidades escolares municipais - responsáveis legais pelas caixas escolares, à agência bancária para receber talões de cheque e, em seguida, tomava posse dos talões, sob ameaça de exoneração. A ameaça era reforçada pelo secretário municipal.

Uma mensagem de áudio comprova a exoneração de um servidor, responsável por fornecer esclarecimentos sobre o programa aos diretores. Nela, o secretário afirma que Cleane Conceição era a única responsável pelos esclarecimentos.

Investigações

Como parte das apurações, em agosto de 2018, 13 diretores da zona urbana de Arame confirmaram ao MPMA que não possuíam informações sobre como o programa funcionava e ainda não haviam feito nenhum gasto com os recursos do programa. Também afirmaram não haver mais de uma conta e que os talões não eram fornecidos aos diretores.
Em 1º de outubro, o MPMA solicitou que o secretário informasse os números de todas as contas bancárias de todas as unidades com caixa escolar. Pedro Conceição informou que cada unidade escolar possuía somente uma conta. Entretanto, tais unidades têm, no mínimo, duas contas.

No mesmo mês, a diretora da Unidade Escolar São Sebastião, Antônia Silva, justificou o atraso no pagamento de professores pelo fato de os talões de cheque do caixa escolar não estarem com ela.

Saques

A diretora da Escola Municipal Zuleide Mendes, Regina Mota de Souza, confirmou que havia entregue diversas folhas de cheque em branco a Cleane Lima, sob ameaça de exoneração. Posteriormente, foi verificado que haviam sido retirados mais de R$ 5 mil da conta da escola.

O MPMA requereu ao Banco do Brasil informações sobre a movimentação bancária de contas de 37 escolas com caixa escolar. As informações fornecidas sobre 10 escolas demonstraram que a coordenadora sacou 20 cheques, totalizando R$ 14,7 mil, retirados das contas das unidades escolares São Sebastião e Zuleide Mendes.

A Promotoria de Justiça de Arame também verificou que, dos recursos da Escola Zuleide Mendes, Cleane Conceição usou o valor de R$ 720 em favor de uma empresa com inscrição nula junto à Receita Federal, indicando desvio, em decorrência de simulação de negócio com empresa irregular.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

Caminhoneiro que estava desaparecido após assalto a banco em Bacabal é encontrado e preso




Do G1

O Secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Portela, informou nesta quinta-feira (6) que caminhoneiro pernambucano Obadias Pereira da Silva, de 44 anos, foi preso na cidade de Araguanã, a 159 km de São Luís, por suspeita de participar da quadrilha que assaltou um centro de distribuição do Banco do Brasil de Bacabal, no dia 25 de novembro.

Obadias era considerado desaparecido há mais de uma semana após seu caminhão ter sido incendiado e deixado a 60 km do local do crime. Desde o dia do assalto, a família faz uma campanha nas redes sociais para encontrá-lo.

Nesta quinta (6), a Polícia Civil informou que Obadias ligou para a família dizendo que foi libertado pela quadrilha na cidade de Nova Olinda, que é vizinha a cidade de Araguanã. Entretanto, a princípio, a polícia foi até ele e não havia o encontrado.

Até o momento, 10 membros da quadrilha que assaltou o BB de Bacabal foram presos e metade do dinheiro roubado foi recuperado. Ao todo, a polícia estima que R$ 100 milhões foram levados do centro de distribuição do banco.

Médio Mearim é incluído no PAA Leite




O Governo do Estado ampliou o Programa de Aquisição de Alimentos na modalidade Leite para mais 17 cidades maranhenses. A assinatura de adesão aconteceu nesta quarta-feira (5), durante reunião realizada na Secretaria do Desenvolvimento Social (Sedes), órgão responsável pela execução do PAA Leite no Maranhão.

O programa, que já atende mais de 20 mil pessoas na região dos Cocais, agora atenderá, também, o Médio Mearim e o pólo de Caxias, beneficiando cerca de 15 mil pessoas a mais.

De acordo com o titular da Sedes, Francisco de Oliveira Júnior, o PAA na modalidade Leite pertencia a outra secretaria de Estado, o que dificultou a estruturação e organização do programa. Mas que desde o ano de 2016 o projeto vem sendo executado em 7 municípios.

No início da gestão Flávio Dino tivemos muitas dificuldades para estruturar o programa que pertencia a outro órgão. Criamos um setor específico, prestamos conta com o Governo Federal e demos continuidade no projeto que, até então, estava parado. Começamos com 7 municípios em 2016, mas em abril deste ano lançamos um edital para credenciar os municípios interessados em participar do PAA Leite. E os 17 que atenderam a todas as regras do programa já vão começar a distribuição do produto este mês”, explicou o secretário.

Para o representante da Associação de Produtores de Matões, Igor Moura, aderir ao PAA Leite é garantir um incremento à alimentação de várias famílias que não têm condições de manter o consumo diário de leite e, ainda, contribuir com os produtores locais que irão fornecer o alimento.

O PAA Leite é um benefício de mão dupla. Serão beneficiadas as famílias que irão receber um produto rico em nutrientes importantes tanto para crianças, quanto para adultos. E serão beneficiados os produtores, pois o projeto também incentiva a produção de leite pelos agricultores familiares, fortalecendo o setor produtivo local”, disse Igor.

Pensamento similar tem o representante da Associação dos Produtores de Leite de Codó (Aplec), Clélio Guerra. Para ele, aderir ao PAA Leite é investir na produção local, mas, principalmente, investir na saúde das famílias que serão contempladas.

Segundo o coordenador estadual do PAA Leite, João Batista Fernandes, o programa determina que 50% do produto seja distribuído às famílias inseridas no Cadastro Único (CadÚnico) e a outra parte destinada às entidades da rede socioassistencial que, atualmente, nos 7 municípios que já executam o PAA Leite, somam 105 instituições

Como funciona

O PAA Leite consiste na aquisição de leite de vaca e de cabra, oriundos da produção independente de agricultores familiares, que atendam aos requisitos de controle de qualidade dispostos nas normas vigentes.

Os estados que fazem parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDS), para execução do PAA Leite, contratam organizações da agricultura familiar e/ou laticínios que são responsáveis por recepcionar, coletar, pasteurizar, embalar e transportar o leite para os pontos de distribuição em locais pré-definidos ou diretamente às unidades recebedoras.

As famílias beneficiárias do programa podem receber até 7 (sete) litros de leite por semana ou 14 (quatorze) litros de leite, caso a família possua dois ou mais membros cadastrados como beneficiários consumidores.

Redução de IPVA para motos e ICMS para pequenas empresas já está valendo




As isenções do IPVA para motos de até 110 cilindradas e do ICMS para micro e pequenas empresas previstas no pacote anticrise já estão valendo. Já a alteração da alíquota do ICMS para os combustíveis começa a valer em três meses.

O Projeto de Lei foi aprovado pela Assembleia Legislativa e sancionado pelo governador Flávio  Dino nessa quarta-feira (5).

A isenção do IPVA vai impactar o exercício de 2019. Ou seja, donos de motos como Biz e Pop, que têm até 110 cilindradas e são muito usadas no Maranhão, não vão precisar pagar o imposto no começo do ano que vem.

Mais de 75 mil donos de motos vão ser beneficiados. Como os veículos muitas vezes são usados para o trabalho, a medida também gera emprego e renda. Esse é um dos objetivos do pacote anticrise.
A isenção do IPVA também vale para quem ainda vai comprar as motos de até 110 cilindradas.

Pequenas empresas

A isenção do ICMS para micro e pequenas empresas que faturam até R$ 120 mil por mês também já está valendo. O ICMS é um imposto mensal, então já não vai incidir no próximo mês, janeiro de 2019.
Mais de 100 mil empresas nessas condições vão ser beneficiadas, o que também vai gerar emprego e renda. As micro e pequenas empresas são responsáveis por muitos postos de trabalho.

Cheque Cesta Básica

O pacote anticrise também cria o Cheque Cesta Básica. O programa vai direcionar para os mais pobres o valor do ICMS pago nos produtos da cesta básica. A iniciativa ainda precisa ser regulamentada como determina o Projeto de Lei. Tão logo isso aconteça, o sistema começa a funcionar.

Combustíveis

A alteração da alíquota do ICMS para a gasolina e para o diesel só começa a valer em 90 dias, ou seja, no início de março. De acordo com o pacote anticrise, será ajustada a alíquota do óleo diesel e da gasolina.

O impacto será pequeno para o consumidor. No caso do óleo diesel, de R$ 0,01 por litro. No da gasolina ,de R$ 0,08 por litro.

Mesmo com a mudança, o Maranhão ainda vai ter a gasolina e o diesel mais baratos de todo o Nordeste. E também continuarão entre os mais baratos do Brasil.
Isso se deve à tributação estadual mais amena e às permanentes fiscalizações.

Membros da quadrilha que assaltou instituição financeira em Bacabal são apresentados na SSP


Parte dos homens presos foram apresentados junto com armamento apreendido na sede da SSP-MA. (Foto: Handson Chagas)


Oito integrantes da organização criminosa que assaltou a instituição financeira em Bacabal foram apresentados, na manhã desta quarta-feira (5), durante coletiva na sede da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-MA), na Vila Palmeira. O armamento de alto calibre aprendido com o grupo também foi apresentado na ocasião. Ao todo, 10 pessoas foram presas, incluindo o condutor do caminhão que transportava a quadrilha, seis morreram em confronto com a polícia e R$ 45,6 milhões foram recuperados.

A instituição bancária de Bacabal foi alvo de assalto no dia 25 de novembro. A quadrilha era integrada por cerca de 30 pessoas que estavam fortemente armadas. Durante a coletiva, o titular da SSP-MA, Jefferson Portela, destacou que o trabalho investigativo é permanente para captura dos demais integrantes do grupo. Segundo o gestor, eles estão identificados e há informações do paradeiro. O cerco policial se concentra nos principais acessos de mais de nove municípios próximos a Bacabal, para evitar que os criminosos saiam do Maranhão.

Não vamos admitir que essa quadrilha implante aqui a modalidade ‘novo cangaço’. Temos equipe qualificada e equipamento de grande porte para conter esses criminosos. Nossa polícia está para resolver e dar a resposta imediata. A ordem é encontrá-los e prendê-los, e caso se comportem de maneira inapropriada, que seja aplicada a força da lei”, afirmou Jefferson Portela.

O secretário aproveitou a coletiva para parabenizar os policiais que participaram da prisão dos criminosos e informou que receberão reconhecimento. Jefferson Portela explicou que as forças estaduais estão em contato com representantes da Polícia Federal com fins a obter informações que levem à identificação e ficha policial dos membros da quadrilha. O secretário lembrou que há a possibilidade dos criminosos estarem usando documentos falsos ou identificações de terceiros.

A coletiva realizada na SSP-MA também teve a presença do comandante geral da Polícia Militar, coronel Jorge Luongo; e do delegado geral de Polícia Civil, Leonardo Diniz.

Investigação em andamento

O trabalho de investigação da polícia maranhense conta com apoio da Interpol, Centro de Controle da Aeronáutica, Polícia Federal, polícias dos Estados onde há atuação da quadrilha, além das forças policiais do Paraguai.

Os 10 presos prestaram depoimento na ocasião do flagrante, mas serão interrogados novamente, segundo o titular do Departamento de Departamento de Combate a Roubo às Instituições Financeiras (Dcrif), delegado Luciano Corrêa Bastos. O órgão integra a Superintendência Especial de Investigação Criminal (Seic), da Polícia Civil.

Tudo que nos foi repassado por eles será colocado à prova em novo interrogatório. Ainda estamos na condução das investigações e perto de prender os demais criminosos que praticaram esse crime de extrema violência em Bacabal”, enfatiza o delegado.

Apontado como responsável pela condução da quadrilha, o paranaense Derli Luiz Gilioli, que dirigia o caminhão no momento da prisão, nega a participação no assalto e diz não conhecer os membros da quadrilha. No primeiro interrogatório, ele sustentou que foi coagido pelo grupo a fazer o deslocamento de todos, no entanto, um dos criminosos relatou que ele receberia pelo serviço.

Os outros membros da quadrilha confessaram participação no assalto e disseram terem sido contratados por Edielson Francisco Lumes, morto em confronto policial. Edielson é irmão de José Francisco Lumes, baiano, que vive no Paraguai e de lá comandaria todo o bando.

Representantes da instituição bancária também foram ouvidos e relataram ao delegado que ainda prossegue a contabilidade e levantamentos para saber quanto foi roubado no assalto. O banco não informou à polícia o valor que estava na instituição na ocasião da ocorrência, alegando sigilo e questão de segurança. Todo o dinheiro recuperado foi restituído à instituição, em Santa Luzia do Paruá.

A polícia segue com a investigação do caso para identificar reforços da quadrilha no transporte ao município de Santa Luzia do Paruá, localização dos demais integrantes, quem mais esteve envolvido com a articulação para o assalto e como os criminosos tiveram acesso a informação dos valores que o banco receberia, dentre outras questões.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Restante da quadrilha que aterrorizou Bacabal continua no Maranhão, afirma o secretário de Segurança




O secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Portela, fez um balanço da última operação realizada pelas forças de seguranças do Estado, que resultou na prisão de 10 integrantes da quadrilha que aterrorizou Bacabal no assalto a agência do Banco do Brasil, que é responsável pela distribuição de dinheiro para várias outras agências da região.

Na madrugada desta terça-feira (4), o caminhão baú que transportava os bandidos foi interceptado na cidade de Santa Luzia do Paruá. Houve troca de tiros e no confronto três assaltantes acabaram mortos, além de outros ficarem feridos.

 Com eles foram encontrados armamento e munição de alto calibre, além da quantia de R$ 45.321.492.

Na abordagem foram presos os paulistas Gelsimar Oliveira, Alexandre Moura, Wagner Cesar Oliveira, Robson César Pereira, José Eduardo Zacarias Barboni, Valdeir Carvalho dos Santos e Fábio Batista de Oliveira; os baianos George Ferreira Santos e Ricardo Santos Souza (que seria um dos mais perigosos do bando); e o paranaense Derli Luiz Gilioli. Morreram durante o confronto com a polícia: Silva Santos, Adenilson Moreira e Renan Santos dos Praseres, todos de São Paulo. A maioria membros da facção criminosa de São Paulo PCC.

Os policiais mantêm cerco em pelo menos 10 municípios nas proximidades de Bacabal para prisão do restante da quadrilha. Durante a coletiva, o secretário Jefferson Portela afirmou que as investigações indicam que os demais membros da quadrilha permanecem no Maranhão.

Na noite do assalto, durante confronto com a polícia, morreram três membros da quadrilha, sendo um do Pará, outro de Tocantins e um da Bahia. O chefe maior da quadrilha foi identificado como José Francisco Lumes, o Zé de Lessa, que age do Paraguai.

Foi uma atuação muito eficiente dos nossos homens da Polícia Militar, que tiveram firmeza contra um bando fortemente armado, neutralizando e prendendo todos os suspeitos. Contra o ataque do crime temos a repressão qualificada. Aqui tem governo, o sistema de segurança tem comando e os criminosos sentirão o peso da lei”, afirmou o secretário de Estado de Segurança Pública (SSP-MA), Jefferson Portela.

Participaram da coletiva realizada nesta terça-feira, o delegado geral de Polícia Civil, Leonardo Diniz; o comandante geral da Polícia Militar, Jorge Luongo; e o delegado geral adjunto de Operações Policiais, André Gossain.

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Assaltantes do banco em Bacabal estariam escondidos em uma fazenda





Uma carreta, que resgatava os assaltantes que participaram do assalto a central de distribuição do Banco do Brasil em Bacabal, ocorrido no domingo (25), foi interceptada por policiais militares em uma barreira de rotina, na noite desta segunda (3), na BR-316, em Santa Luzia do Paruá-MA.
Na troca de tiros, três bandidos foram mortos e dez foram presos, entre eles quatro baleados.

A polícia acredita que o bando estava escondido em uma fazenda na zona rural de Buriticupu. O caminhoneiro, identificado de Mato Grosso, receberia R$ 300 mil para  resgatar os assaltantes.

Dentro do carro foram apreendidos fartos elementos, entre esses, estavam 11 fuzis, 2 metralhadoras ponto 50, muita munição, 17 coletes e uma pistola. Foi encontrado também muito dinheiro armazenado em sacos. As notas em sua maioria de 100 reais seriam embarcado de avião do interior do Estado do Pará para São Paulo. A quantia não foi divulgada porque ainda será contabilizada pela seguradora.

Entre os presos, nenhum maranhense, são de Sergipe, Bahia e São Paulo. A polícia acredita que todos são  membros da facção paulista PCC.





Dinheiro que estava no caminhão

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

45 mil proprietários de motocicletas passarão a ficar isentos de IPVA no Maranhão






A partir do ano que vem, 45 mil proprietários de motos de até 100 cilindradas no Estado passarão a ficar isentos de IPVA. São motos como a Biz e a Pop. A proposta consta em projeto de lei enviado à Assembleia Legislativa nesta segunda (3).

Outra medida é a criação do Cheque Cesta Básica. O programa vai devolver o ICMS nos produtos da cesta básica para os mais pobres. Com isso, o imposto vai virar dinheiro para os maranhenses mais carentes.

O pacote também prevê o parcelamento das multas de trânsito. Muitas vezes, as multas aplicadas são de valor elevado. Pagar tudo de uma vez pode ficar inviável para muita gente. Daí a importância do parcelamento.

Motos

A proposta prevê o fim do IPVA para motocicletas de até 100 cilindradas. É o caso da Biz, da Pop e de similares. Mais de 45 mil proprietários de veículos deixaram de pagar imposto. Hoje, são não paga IPVA as motos com até  50 cilindradas.

A Biz e a Pop são largamente usadas no Maranhão, tanto para transporte individual quanto para o trabalho. Por isso, a ideia é aumentar a renda da população.

Parcelamento de multas

Será criado o programa de Parcelamento de Multas de Trânsito, que atualmente não existe. Isso vai ajudar a reduzir o número de consumidores com dívidas não pagas.

quarta-feira, 28 de novembro de 2018

Polícia faz barreiras e procura por assaltantes de banco nos municípios de Lago dos Rodrigues e Lago do Junco



Imagem; reprodução

Após denúncias anônimas, a polícia não descarta a possibilidade de que parte do bando que assaltou no último domingo (25) a central de distribuição do Banco do Brasil - SERET (Serviços Regionais de Tesouraria), em Bacabal, esteja em uma área rural entre os municípios de Lago dos Rodrigues e Lago do Junco. Várias barreiras foram formadas em  estradas vicinais e na MA-119. Além disso, policiais vasculham matas.

De acordo com informações, populares teriam visto  um grupo de homens em atitudes suspeitas na zona rural de Lago dos Rodrigues.

Acredita-se que, depois da morte do homem que coordenava a quadrilha, Edielson Francisco Lumes, o ´´Dô ou Titi``, natural da Bahia, o bando tenha ficado desnorteado e se dividido na fuga.

Além de Edielson, foram mortos em confronto com a polícia Warley dos Reis Souza, o Bombado, que é paraense; e Gean Martins Rocha, de Araguaina, no Tocantins. 

Pelo menos 30 membros da quadrilha vieram para o Maranhão participar do assalto a Bacabal, segundo a polícia.

Edielson é irmão do chefe da quadrilha, identificado como José Francisco Lumes, o Zé de Lessa, considerado de altíssima periculosidade. Ele vive no Uruguai, de onde comanda ataques a carros-fortes, a instituições financeiras e coordena a distribuição de drogas na Bahia.

Segundo a investigação, a quadrilha possui 78 membros e é a maior em assalto a bancos do Nordeste. Tem interligação nos nove estados da região e ramificações.

Os militares do Cosar se distribuem em áreas mapeadas nas cidades de Itapecuru, Vargem Grande, Coroatá, Caxias, Santa Inês, Pedreiras, Bom Jardim e outros municípios fronteiriços a Bacabal. A polícia investiga como a quadrilha tinha informações sobre o transporte e guarda do dinheiro, se há participação de outros núcleos na ação, como abriram uma passagem do prédio do INSS da cidade para a instituição financeira sem serem notados; e como a quadrilha fortemente armada travessou nove estados sem ser interceptada.

Gaeco e Seccor prendem um delegado e mais três integrantes de organização criminosa no Maranhão

Delegado Tiago Bardal

Uma operação conjunta do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) e Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção (Seccor), deflagrada na manhã desta quarta-feira, 28, resultou na prisão preventiva do delegado Tiago Mattos Bardal, do investigador de polícia João Batista de Sousa Marques e dos advogados Werther Ferraz Junior e Ary Cortez Prado Junior.

Além das prisões, também foram realizadas operações de busca e apreensão nas residências dos envolvidos, nos municípios de São Luís e Imperatriz, nas quais foram apreendidos documentos, celulares e computadores. As ordens judiciais foram expedidas pela 1ª Vara Criminal da Comarca de São Luís.

De acordo com as investigações, os presos se associaram em uma organização com o objetivo de extorquir grupos criminosos, recebendo parte do apurado em assaltos a bancos e fazendo a proteção das quadrilhas, mediante o recebimento de propina. As práticas vinham acontecendo desde 2015, quando Tiago Bardal assumiu a chefia da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic).

Os policiais recebiam cerca de R$ 100 mil por assalto realizado e cobravam, ainda, para evitar a prisão de líderes das organizações criminosas. A cobrança era feita por intermédio dos advogados presos nesta quarta-feira.

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

Bando fortemente armado toca o terror em Bacabal




Do Blog do Sérgio Matias

Por volta das 22 horas deste domingo (25) Bacabal voltou a viver pesadelo semelhante ao ocorrido no mês de janeiro de 2017, só que dessa vez bem mais intenso já que bandidos fortemente armados, diferente da primeira tentativa, dessa vez conseguiram invadir a cidade efetuando disparos à esmo, provavelmente de fuzil e outras armas de grosso calibre.



O som dos tiros ecoou pelos quatro cantos da cidade.

Logo foi possível ver e ouvir em grupos de WhatsApp relatos da população divulgados através de áudios e vídeos. No meio de toda a enxurrada de informações há muitas inverídicas, inclusive, sendo repassadas para a imprensa da capital.

O alvo do bando foi a agência do Banco do Brasil, da rua Magalhães de Almeida onde tiveram acesso pelo fundo estourando com bananas de dinamite.


Gean Martins Rocha (foto), de 40 anos de idade, natural de Amargosa, interior da Bahia, foi identificado como sendo um dos três bandidos que tombaram mortos. Um quarto elemento foi detido e apresentado na Delegacia do 1º Distrito Policial.

Até por volta das 23h45 ainda era possível ouvir disparos, principalmente na área da ponte sobre o Rio Mearim, em uma das entradas da cidade.


Durante o intenso tiroteio havia muita gente nas ruas, nos bares e restaurantes. Todos se jogaram no chão. O quartel do 15° BPM também foi atacado e as marcas de tiros ficaram na parede.

Carros foram tomados de assalto e incendiados para dificultar a aproximação da polícia.

No início da madrugada a polícia conseguiu deter dois indivíduos que, supostamente, não fazem parte do bando, mas seriam uns dos populares que adentraram a agência do Banco do Brasil e se apossaram de cédulas de dinheiro que ficaram espalhadas pelo chão após o assalto.

Na fuga, pessoas foram feitas reféns, inclusive algumas que se encontravam em um posto de combustível a margem da rodovia BR-316.

Na foto abaixo aparece parte do dinheiro recuperado pela polícia.

Um jovem de 24 anos foi a única vítima fatal inocente.

Cleonir Borges Araújo, morador da Vila Santa Inês, estava próximo ao confronto quando foi atingido por uma bala nas costas e teve morte imediata.