Governo do Maranhão

Governo do Maranhão
Governo do Maranhão

domingo, 20 de maio de 2018

Africanos à deriva são resgatados em São José de Ribamar



A Polícia Federal trabalha com a hipótese de que os 25 africanos que estavam em um catamarã resgatado por um barco pesqueiro em alto mar próximo à cidade de Camocim no Ceará e conduzido para o porto de São José de Ribamar, seriam vítimas de tráfico humano realizado por dois cariocas, que também estavam na embarcação que saiu do continente africano com destino ao sudeste do País.

Segundo suspeita a PF, eles seriam utilizados em trabalho escravo em São Paulo e no Rio de Janeiro. Mas uma tempestade danificou o catamarã e o grupo ficou à deriva em alto mar.

Na versão da dupla brasileira, eles foram buscar um catamarã em Cabo Verde e quando retornavam ao Brasil, encontraram e acolheram os africanos que estavam entregues à própria sorte depois que uma tormenta praticamente destruiu o barco com que pretendiam aportar na costa brasileira.

Os dois cariocas foram conduzidos para sede da PF e os africanos, em sua maioria da Nigéria, Senegal e Guiné receberam documentações provisórias e foram fazer uma avaliação médica em um hospital de São Luís, antes de serem encaminhados para o ginásio Costa Rodrigues, providenciado como abrigo pela secretaria de Direitos Humanos do governo do Estado.

De acordo com os primeiros atendimentos que receberam ainda no porto de São José de Ribamar, o estado de saúde dos “refugiados” foi considerado boa, e apenas um deles apresentava um machucado na cabeça.



O comandante da embarcação que resgatou os “refugiados”, Moisés dos Santos, disse que um deles afirmou que estavam cinco dias sem comer e que, antes de acabar o estoque de comida, se alimentavam com dois biscoitos por dia.

Sem confirmar a suspeita da polícia, os africanos que falam português disseram apenas que possuíam parentes no Brasil e esperavam encontrá-los para iniciar uma nova vida no País.

O delegado da PF, Roberto Chaves, disse que eles pagaram em ouro e entre 700 euros e 800 dólares pela viagem.




O governo do Estado divulgou nota sobre o trabalho de resgate do grupo. Confira.

O Governo do Estado informa que montou uma operação conjunta com a Polícia Federal e Marinha do Brasil, com apoio da Prefeitura de São José de Ribamar, para receber um grupo formado, em sua maioria, por estrangeiros, resgatados por barco pesqueiro em alto-mar.

No grupo de 27 pessoas, há 2 brasileiros. O restante é composto por estrangeiros de origens distintas. Até o momento, foram identificadas cinco nacionalidades: Senegal, Nigéria, Guiné, Serra Leoa e Cabo Verde. Eles desembarcaram no Cais do município de São José de Ribamar na noite deste sábado (19).

As primeiras providências foram tomadas ainda no Cais de São José de Ribamar, onde foram realizados os primeiros atendimentos médicos e servidas refeições. A equipe multidisciplinar do Centro Estadual de Apoio às Vítimas (Ceav) também esteve prestando apoio psicológico.

A Polícia Federal está averiguando possíveis ocorrências de crimes praticados contra o grupo, relacionados à sua vinda ao Brasil. A PF também avalia a situação jurídica dos mesmos no país.

Os 25 estrangeiros e 2 brasileiros resgatados pela Marinha foram atendidos na Unidade de Pronto Atendimento do Araçagi, na madrugada deste domingo (20), apresentando quadro de desidratação.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) comunica que, após medicados e avaliados pela equipe multiprofissional da unidade, foram liberados e encaminhados para o Ginásio Costa Rodrigues, onde seguem assistidos pela Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), em caráter temporário, até que os procedimentos realizados pela Polícia Federal sejam finalizados.

Por fim, a SES informa que uma equipe do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) realizará o acompanhamento dessas pessoas.

Com informações do Blog do Garrone/ Boa Blog do Gilberto Lima

sábado, 19 de maio de 2018

Lagoa Grande realiza caminha de enfrentamento à violência sexual contar crianças e adolescentes




Centenas de pessoas participaram, em Lagoa Grande do Maranhão, da caminhada em combate à exploração sexual de crianças e adolescentes, nesta sexta-feira (18).

Entre os participantes, estudantes, membros de igrejas, profissionais em educação, empresários, servidores públicos, vereadores, inclusive o prefeito Chico Freitas.

No Maio Amarelo, o mês de conscientização para redução de acidentes de trânsito, também marca o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, tem o intuito de chamar atenção do Brasil para este tipo de violência, que só aumenta. 

Em muitos casos, os abusos, são cometidos dentro da residência da própria vítima. Por medo, vergonha ou receio de comprometer alguém próximo à família, a vítima acaba não revelando a situação. Com isso, o problema não chega ao conhecimento das autoridades.

Portanto, é preciso que todos fiquem atentos.

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Construções, reformas e ampliações de quase 100 escolas reforçam educação




O Governo do Maranhão está promovendo uma verdadeira revolução na educação. Desde o início da gestão Flávio Dino, já foram entregues 750 prédios escolares, entre construídos, reconstruídos ou reformados. Dando sequência aos investimentos, o Governo está construindo, reformando ou ampliando mais 95 escolas em todas as regiões do estado. As obras fazem parte do Programa Escola Digna e são executadas pelas secretarias de Infraestrutura (Sinfra) e Educação (Seduc).

O Governo Flávio Dino tem o maior programa educacional da história do Maranhão com mais de 750 escolas reformadas, construídas ou reconstruídas, garantindo mais dignidade, justiça social e melhores oportunidades aos jovens do nosso estado”, enfatiza o titular da Sinfra, Clayton Noleto.

Está em andamento a construção de sete Núcleos de Educação Integral de Ensino Médio com 12 salas e mais 15 escolas com seis salas. Uma escola indígena com seis salas também está em construção. Outras 68 escolas passam por reforma e/ou ampliações. Na infraestrutura da educação superior, o Governo está investindo na construção do Centro de Ciências Agrárias da UemaSul de Imperatriz e na reforma e ampliação dos campi da UEMA de São Bento e São Luís. O investimento em todas essas obras supera os R$ 150 milhões.

"O Programa Escola Digna está mudando a educação maranhense. A cada entrega de uma nova escola, temos a certeza de que os investimentos do Governador Flávio Dino não somente melhoram os espaços escolares, mas refletem no desempenho dos nossos estudantes e, consequentemente, na elevação dos índices educacionais do estado", destaca o secretário de Educação, Felipe Camarão.

Nesta semana, o Governo entregou cinco unidades em um mesmo dia na capital, São Luís. O Centro de Ensino em Tempo Integral Professora Estefânia Rosa, a Unidade Integrada Maria Firmina dos Reis, a Unidade Integrada Estado de São Paulo, o Centro de Ensino Paulo Freire e o Centro de Ensino em Tempo Integral Dr. João Bacelar Portela foram totalmente recuperadas pelo Programa Escola Digna. As cinco unidades receberam um investimento de R$ 6,7 milhões, recursos oriundos do Tesouro Estadual. Mais de 2.681 estudantes de Ensino Fundamental e Ensino Médio Regular e Integral foram beneficiados com a entrega das obras.

Pastos Bons e Nova Iorque do Maranhão também receberam investimentos para a comunidade escolar. O C.E Prof. Ribamar Torres, em Pastos Bons, e o C.E Anália Neiva, em Nova Iorque, por exemplo, receberam reforma completa. As estruturas dos prédios estavam em um péssimo estado de conservação, o que desestimulava alunos e professores.

Antes a gente vivia numa escola praticamente abandonada. Esperamos 26 anos por isso e agora a comunidade se sente muito lisonjeada porque hoje temos uma escola digna”, falou a professora Loide Costa Sousa do C.E Prof. Ribamar Torres.

A aluna Thais Fernanda, do primeiro ano do Ensino Médio do C.E. Prof. Ribamar Torres, destacou que a nova estrutura motiva os estudos.

Com a reforma que foi feita aqui ficou melhor, bem melhor. Influencia muito no estudo. A gente se sente melhor para estudar”, ressaltou Thais.

Para a servidora Maria Felix Coelho a realidade também mudou. Além da reforma, o prédio também ganhou uma cozinha nova, com fogão industrial, frizer, entre outros equipamentos. A nova estrutura facilita a produção da merenda escolar.

O espaço era muito pequeno, hoje tá maior. Ganhamos coisas novas, como o fogão, o frizer, a pia. A gente se virava porque tem que se virar, mas agora chegou panela grande que não tinha. A cozinha muito espaçosa. Vamos fazer a comida com mais prazer”, detalhou a servidora.

Escola Digna

Outra transformação no Maranhão se dá com a substituição das escolas de taipa e de barro por escolas de alvenaria promovida pelo Escola Digna. Até o momento, o Governo concluiu ou inaugurou 90 escolas novas e outras 49 estão em construção.



Roseana aguarda Bita do Barão e Temer para decidir sobre candidatura


Blog do Garrona
Ainda reticente quanto a se lançar candidata e enfrentar o governador Flávio Dino, Roseana aguarda definições de duas peças que, segundo o clã Sarney, serão essenciais para, pelo menos, levá-la ao segundo turno: o babalorixá Bita do Barão e o presidente Michel Temer.
Do Governo Federal, Roseana espera que o presidente consiga garantir alguma verba pública para financiar a sua campanha. Além disso, há o compromisso firmado com o próprio José Sarney, de que o marqueteiro Elsinho Mouco – o oficial do Palácio do Planalto – seria destacado durante as eleições para ajudar a “princesa da oligarquia”.
Já na parte que depende do babalorixá codoense, os trabalhos estão em curso depois de uma consulta dos membros da família Sarney para saber se Roseana deve lançar ou não a candidatura. No momento, Bita está fazendo trabalhos para passar a resposta com certeza para a oligarquia.
No começo de abril, Bita do Barão – que é amigo particular da família Sarney – foi entrevistado pela Revista Veja e garantiu que “Roseana tem que ganhar”. “Essa canelinha aqui vai bater mesmo pro chão pesado na beira d’água”, disse o babarolixá durante a entrevista.

Lago da Pedra-Governo do Estado participa de workshop em alusão aos 20 anos de Educação a Distância na UEMA







A Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) comemora este ano, 20 anos que adotou a modalidade de Ensino a Distância ( EaD). Nesta sexta-feira (18), o Campus Lago da Pedra, realizou um workshop ( seminário) em alusão aos 20 anos de sucesso da EaD, com tema: A Educação a Distância no Contexto da Sociedade Contemporânea: impactos e desafios. O evento foi acompanhado pelos acadêmicos e tutores dos cursos da Uemanet.

A universidade oferta, na Capital e em vários municípios, diversos cursos na modalidade a distância. Muitos através do Núcleo de Tecnologias para Educação (Uemanet), com ensino à distância e presencial.

Além da diretora do Campus Lago da Pedra, Professora Rosimere, e dos palestrantes (de São Luis), o seminário contou a presença do secretário-adjunto de Comunicação Social e Articulação Política (Secap), Mauro Jorge, que estava representando o governador Flávio Dino.

´´O governo do Maranhão tem, como um dos seus principais pilares, a educação. A educação é um dos pontos fortes para que se possa conseguir o desenvolvimento do nosso Estado, assim, também, o desenvolvimento de Lago da Pedra. Só tem um caminho para podermos vencer as adversidades do dia a dia, que é o caminho do conhecimento. Através do conhecimento podemos chegar longe``, enfatizou Mauro Jorge.

Mauro Jorge

Professora Rosimere









quinta-feira, 17 de maio de 2018

Sai mais um despacho judicial a favor dos professores da rede municipal de Lago da Pedra



Na tarde desta quarta-feira (16), o juiz da 1ª Vara da Comarca de Lago da Pedra, Dr. Marcelo Santa, proferiu despacho em favor dos professores da rede municipal de ensino. É mais uma decisão judicial a favor da categoria, que luta pela manutenção de 13 horas-aulas semanais, o que é assegurado em lei. Já o Município tenta,  a todo custo, evitar contrações e, para isso, quer emplacar 16 horas-aulas semanais.

Enquanto isso, sem acordo e com questão judicializada, o andamento do ano letivo vai ficando comprometido.

O impasse, gera desgaste para a imagem do prefeito Laércio Arruda, além de desmotivar os professores, que têm direitos ameaçados. 



Governador entrega Cheque Minha Casa em cidades atingidas pelas chuvas

Imagem ilustrativa 


O Governo do Estado prossegue o apoio a municípios maranhenses atingidos pelas chuvas e neste sábado contempla famílias em Trizidela do Vale com recursos do programa Cheque Minha Casa. O benefício vai contribuir para a compra de pertences que foram danificados ou perdidos com as chuvas, aquisição de mantimentos e outras necessidades urgentes dos atingidos. A ação integra a agenda do governador Flávio Dino, neste sábado, 19. Famílias de Tuntum e Pedreiras também serão contempladas.

Totalizam 751 famílias a serem beneficiadas com os recursos do Cheque Minha Casa, distribuídos pelo Governo durante a agenda. “Esse cheque vai prestar auxílio financeiro emergencial às famílias que sofreram danos com as chuvas para que possam reaver pertences. O Governo segue prestando apoio para que as pessoas retomem suas vidas”, explicou a secretária de Estado de Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), Flávia Alexandrina Moura.

Na ocasião, serão entregues cheques no valor de R$ 5 mil a famílias de Trizidela do Vale e Pedreiras. No início deste mês, equipes de técnicos da Secid e efetivo do Corpo de Bombeiros visitaram as famílias para fazer levantamentos dos prejuízos causados pelas chuvas. A solenidade será a partir das 8h30, no auditório Deputado Kleber Carvalho Branco, Avenida Deputado Carlos Melo, Centro, em Trizidela do Vale.

Esta é a segunda etapa do programa Cheque Minha Casa, que foi ampliado aos municípios que decretaram estado de emergência. O programa foi criado pela Lei 10.506, de 06/09/2016 e alterado pela Medida Provisória 274, de maio deste ano, para atender municípios que sofreram com as chuvas. Na ocasião, o governador vistoria obras do Mais Asfalto na cidade.

A agenda continua com a entrega dos cheques a famílias no município de Tuntum. O governador anuncia ainda convênio para reforma do Ginásio Poliesportivo Orfileno Leda; a construção de uma praça de eventos, e assina ordem de serviço para início de obras do programa Mais Asfalto na sede e povoado Belém. A solenidade será no Assentamento Presidente Lula, povoado Belém, a partir das 11 horas.

Lago da Pedra: abertura da AGRITEC terá presença do governador Flávio Dino






O Palácio dos Leões confirmou a presença do governador Flávio Dino na abertura da 16ª AGRITEC, região Médio Mearim, que será sedia em Lago da Pedra, na próxima terça-feira (22), às 9h.

O local, Centro Cultural Souzinha Catingueiro, já está sendo preparado. Estandes e tendas estão sendo montados para palestras, cursos, seminários, manifestações culturais, apresentação de tecnologias, exposição e comercialização de produtos e pequenos animais.

O objetivo da feira,  que é realizada pelo Governo do Estado, através do Sistema SAF (secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF), Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (AGERP), Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (ITERMA) e  conta com a colaboração da Embrapa, Sebrae, movimentos sociais e Prefeitura, é levar conhecimento aos pequenos empresários, e trabalhadores familiares, além da comercialização de produtos regionais.

Todos os municípios que fazem parte do Médio Mearim participarão do evento.

A AGRITEC Território Médio do Mearim acontece de 22 a 24 deste mês. Portanto, próxima semana.

O público irá observar e conhecer muitas coisas interessantes.






quarta-feira, 16 de maio de 2018

OPINIÃO | Pré-candidatura de Roseana Sarney agoniza


Por Robson Paz


A 90 dias do fim do prazo de registro de candidaturas para as eleições de 7 de outubro, um mar de incertezas ronda a oposição sarneysista sobre o candidato que enfrentará o governador Flávio Dino na disputa pelo governo do Estado.
Há meses, escrevi neste espaço que o embate entre o governador Flávio Dino e a ex-governadora Roseana Sarney é improvável. Tese que se consolida à medida em que se aproxima o pleito.
A razão é simples. Sem apoio popular, político e aliada de Michel Temer, presidente mais rejeitado do país pós-ditadura, Roseana Sarney aposta as últimas fichas no poderio midiático do clã. E partiu para um festival de ataques Fake news ao governo Flávio Dino. Tentaram transformar em escândalo e envolver o governo no suicídio do médico Mariano Castro; no suposto monitoramento de políticos e a nomeação legal de capelães da Polícia Militar. Com baixa credibilidade e nenhum amparo na realidade, as investidas midiáticas da oposição sarneysista fracassaram, conforme atestam pesquisas.
A rejeição experimentada nas andanças pelo interior fez a emedebista recuar das aparições públicas. Aos defensores da candidatura de Roseana Sarney resta torcer por um ‘inusitado’ escândalo envolvendo o governo. Uma espécie de novo ‘Reis Pacheco’ para dar o mínimo de oxigênio ao projeto sarneysista de voltar ao poder. Chances remotas se considerarmos que o governo Flávio Dino se destaca como o mais eficiente do país, combate a corrupção e cuja transparência e controle dos gastos públicos saltou de zero para dez na escala da CGU (Controladoria Geral da União).
E na ausência de Roseana Sarney, qual será o posicionamento do clã? Apoiar Roberto Rocha? Estimular a candidatura de Eduardo Braide? Nenhuma coisa, nem outra. Ser a segunda força política do Estado não é a pior situação dos mundos. Menos ainda considerando que daqui a quatro anos haverá novo embate pelo governo e este não terá como candidato o governador Flávio Dino.
Por isso mesmo, Sarney não pensa na hipótese de transferir o espólio. Sabendo disso, o deputado estadual Eduardo Braide anunciará, nas próximas semanas, sua candidatura a deputado federal. Manterá, assim, o projeto de disputar a prefeitura de São Luís em 2020.
Pois bem, e o que faria o grupo Sarney? A prioridade do clã é eleger um senador. Com o olhar voltado para a eleição de 2022. A evidência aponta para a candidatura de Sarney Filho (PV). Mas, este poderá ser uma vez mais sacrificado e ceder a vaga para a irmã.
Qual seria a justificativa e quem substituiria Roseana Sarney? A explicação já começou a ser ensaiada. Roseana só aceitaria ser candidata ao governo no comando do MDB. Proposta, de pronto, recusada pelo senador João Alberto. Com a desistência de Roseana Sarney resta como alternativa a candidatura do fiel escudeiro de Sarney, João Alberto. Candidatura que cumprirá a tarefa de manter minimamente coeso os 25% orgânicos do grupo.
Aos demais candidatos do consórcio sarneysista restará resignarem-se à condição de linha auxiliar do projeto coronelista. E Flávio Dino segue com amplo favoritismo para conquistar o segundo mandato.
Radialista, jornalista. Secretário adjunto de Comunicação Social e diretor-geral da Nova 1290 Timbira AM.

"Os alunos estão muito mais felizes", diz estudante beneficiado com escola reformada na Cohama




 “A reforma, eu acho que não foi só do prédio, porque os alunos estão muito mais felizes, estão diferentes”, disse Leandro Iglesias, um dos 600 estudantes beneficiados com a reforma da Unidade Integrada Maria Firmina dos Reis, no bairro da Cohama, em São Luís. A unidade escolar é uma das cinco escolas inauguradas nesta terça-feira (15), na capital maranhense, e entregues pelo Governo do Estado totalmente recuperadas.

Além da U.I. Maria Firmina, também foram entregues: a Unidade Integrada Estado de São Paulo, no bairro do João Paulo; o Centro de Ensino Paulo Freire e o Centro de Ensino em Tempo Integral Estefânia Rosa, no Turu, e o Centro de Ensino em Tempo Integral Dr. João Bacelar Portela, no Ivar Saldanha. Juntas, as escolas receberam investimentos do Governo do Maranhão na ordem R$ 6,7 milhões, recursos oriundos do Tesouro Estadual. O investimento está beneficiando 2.681 estudantes de Ensino Fundamental e Ensino Médio Regular e Integral.

Além de alunos, professores, gestores escolares e convidados, as solenidades contaram com as presenças de gestores de outras escolas, de deputados estaduais como, Neto Evangelista e Bira do Pindaré, secretários adjuntos, o subsecretário de Educação, Danilo Furtado e o secretário Felipe Camarão, que comandou a comitê por todas as escolas.

As comunidades escolares transformaram as inaugurações em uma grande festa, como forma de celebrar a conquista de mais escolas dignas e acolhedoras.

A U.I. Maria Firmina dos Reis, que recebeu recursos da ordem de mais de R$ 580 mil, ganhou melhorias no telhado, revestimentos, divisórias, forro, banheiros, pintura, instalações elétricas e hidráulicas, entre outras. E ambientes antes depredados e em condições precárias de uso agora dão espaço a novas salas de aulas, cantina, biblioteca e laboratório de informática.

A escola estava bastante avariada. Mas, hoje, quero agradecer ao secretário Felipe Camarão, ao governador Flávio Dino e a todos os envolvidos nessa reforma. Foram todos incansáveis! Para nós, este é um momento muito rico e de muita gratidão!”, agradeceu o gestor geral, Waldenê Costa Melo, durante a inauguração da nova escola.

A estudante Maria Fernanda Araújo conta que as péssimas condições do antigo prédio desmotivavam os alunos para irem às aulas. “Era uma estrutura muito ruim, não tinha nem portas nos banheiros, a gente ficava com muita vergonha”, diz ela. Realidade transformada com a entrega da nova escola. “Agora está melhor, as paredes todas limpas, pintadas, os banheiros têm portas”, conta Maria Fernanda.

A nova estrutura beneficia não só aos estudantes, mas aos professores que agora contam com espaços e ferramentas adequadas e de qualidade para a prática escolar.

É uma maravilha trabalhar na escola, agora dessa forma, depois da reforma, porque nós vemos a alegria dos meninos, a empolgação e, principalmente, a motivação para estudar”, afirma a professora Patrícia Rios.

A escritora e poetisa, Dilercy Adler, que ocupa na Academia Ludovisense de Letras a cadeira nº 08, que tem como patrona Maria Firmina dos Reis, falou da importância da romancista para a literatura brasileira. “Maria Firmina dos Reis foi a primeira romancista brasileira, foi uma mulher à frente de seu tempo. Eu digo a vocês: leiam Maria Firmina, pesquisem sobre ela, leiam, leiam”, incentivou Dilercy.

No Centro de Ensino Paulo Freire, a festa dos alunos também foi grande. A escola, que há cerca de vinte anos não era reformada, passava por sérios problemas estruturais. Para os alunos, o pior era o calor, já que não havia climatização.

Era difícil ouvir o que os professores falavam porque os ventiladores eram muito barulhentos. Agora, com o ar-condicionado, estamos todos felizes, graças a Deus! ”, disse, feliz da vida, o estudante Paulo Roberto Lima.

Com um investimento de aproximadamente R$ 350 mil, a tradicional escola do bairro Turu teve toda a estrutura melhorada com revisão da cobertura, forro, banheiros, revestimento, piso, pintura, ar-condicionado nas salas, revitalização dos banheiros, rede elétrica e hidráulica refeitas. E todas as salas climatizadas, beneficiando 365 estudantes do Ensino Médio.

A festa de entregas de unidades escolares reconstruídas continuou no João Paulo. A Unidade Integrada Estado de São Paulo, tradicional escola próxima à feira do bairro, está de cara nova, e é chamada agora de escola digna. A U.I. foi totalmente revitalizada, para atender seus cerca de 200 alunos.

Superou as minhas expectativas. A minha diretora disse que seria uma reforma pequena, mas foi muito maior, valeu a pena ter esperado”, afirma Eduarda dos Santos, estudante da U.I. Estado de São Paulo, ao comentar sobre a nova unidade escolar.

Com um investimento de R$ 373.782,71, a escola recebeu intervenções na cobertura e forro, divisórias, revestimento, pavimentação (limpeza e polimento do piso), pintura, ar-condicionado, melhoria dos banheiros, das instalações elétricas e hidráulicas, instalações de combate ao incêndio e limpeza geral.

A escola há muito esperava por essa reforma, porque a escola estava muito ruim. Eu agradeço ao secretário Felipe Camarão e ao governador Flávio Dino, que estão reestruturando a educação do Maranhão”, destacou a gestora geral da escola, Maria Rosa Rodrigues.

Estefânia Rosa e Bacelar Portela

Das cinco escolas, os Centros de Ensino em Tempo Integral Estefânia Rosa e Bacelar Portela eram as que se encontravam em pior estado conservação. Juntas, essas duas escolas receberam investimentos na ordem de R$ 5.416.474,00 do Governo do Estado, com obras executadas por meio de parceria entre as secretarias de Infraestrutura (Sinfra) e Educação (Seduc).

O Centro de Ensino em Tempo Integral Professora Estefânia Rosa estava totalmente abandonado desde 2013, com isso foi totalmente sucateado. O prédio foi abandonado pela gestão passada e servia de abrigo para marginais.

Doía ver esse prédio tão grande, sem nem uma estrutura. Os alunos não tinham orgulho da escola. Hoje nós estamos recebendo um presente, a escola está linda, com salas climatizadas. Nós só temos a agradecer, porque a nossa escola foi reconstruída”, pontuou a gestora geral da escola, Claudiana de Sousa.

Reconstruída e transformada em um dos 36 Centros de Ensino Integral, a escola recebeu cara nova, o que mexeu na autoestima de toda comunidade escolar de mais 450 estudantes, além de professores e outros funcionários.

Vai muito além da reforma física, porque mexe com a nossa emoção. A gente vê o brilho nos olhos dos alunos, vê a alegria, a felicidade. Agora eu trabalho com dignidade”, afirma a professora Cássia Regina Silva Rodrigues, apoio pedagógico da escola.

Hoje o Estefânia Rosa está todo climatizado e, agora, conta com 11 salas de aula, sala dos professores, diretoria, secretaria, biblioteca, 3 laboratórios, pátio, auditório e sala de recurso.

A nova estrutura justifica a alegria e emoção de todos durante a solenidade que contou, ainda, com o vereador de São Luís, Marquinhos, pais e comunidade escolar.

"Agora nós temos tudo o que precisamos para estudar: temos uma escola com uma ótima estrutura e temos professores qualificados. Por isso eu sei que este é um lugar de oportunidades", pontuou Cairone da Silva e Silva, aluno do 1º ano do Ensino Integral do CEIN Estefânia Rosa.

Transformado, também, foi Centro de Ensino Integral Bacelar Portela, uma das escolas mais tradicionais de São Luís. A precária estrutura da escola que, por várias vezes, durante anos, foi motivo de protestos de estudantes, agora de nada lembra o prédio acabado e feio.

A ampla reforma contemplou 26 salas de aula, 2 salas dos professores, diretoria, secretaria, biblioteca, 6 laboratórios, cozinha industrial, pátio, auditório, sala de recursos, além de troca do telhado, recuperação de estrutura metálica (cobertura), piso e pintura novos, instalação elétrica e hidráulica novas, calçadas, passarela de acesso, além da transformação dos banheiros, que estavam entre as principais reclamações dos alunos.

Agora, está tudo diferente, a estrutura está muito melhor e dá até mais vontade de estudar”, conta a estudante Karen Stefanny.

Hoje, nós estamos aqui com salas climatizadas, temos uma estrutura muito boa na cozinha. Estruturalmente nós do CEIN Bacelar Portela só temos que agradecer e aproveitar essa nova roupagem da nossa escola”, diz Magda Barros, gestora pedagógica da escola.

A administração do Estado pegou a escola e deu uma nova roupagem, que está muito agradável, com salas de aulas maravilhosas, climatizadas, que estão em um patamar de satisfação muito grande para nós professores que trabalhamos, e para os alunos”, diz o professor do CEIN Dr. Bacelar Portela, Carlos Cunha.

Durante as entregas o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, relembrou os avanços do Programa Escola Digna na educação do estado do Maranhão, que por décadas ostentou um dos mais baixos índices do IDEB no Brasil.

Hoje é dia de comemorar o cumprimento de uma agenda esperada há décadas por essas escolas. Várias gerações de estudantes lutaram pela reconstrução de escolas como o Bacelar Portela. Hoje estamos entregando espaços adequados. É determinação do governador Flávio Dino reformar todas as escolas da rede estadual. Passo a passo vamos melhorar todas as escolas", destaca Felipe Camarão.





Prefeitura de Lago da Pedra ´´peita`` a Justiça, não cumpre ordem judicial e "insiste" no retrocesso na educação





Retrocesso é o que define o atual momento na educação de Lago da Pedra. O Município vive uma situação já mais vista.

Após despacho da Justiça, que define 13 horas-aula semanais para professores da rede municipal de ensino, a Prefeitura, através da Secretaria de Educação (SEMED), insiste em 16 aulas, contrariando o que está na lei. Porém, o sindicatos do professores, Simproesemma, voltou a recorrer. Enquanto isso, o dilema continua.

O Município ainda está sujeito a pagar multa por não ter cumprido a determinação dentro do prazo estipulado de sete dias.

O processo afeta o andamento nas escolas e acaba prejudicando os estudantes. Pais, que entendem a situação dos profissionais, se queixam da gestão municipal.

Tentar tirar direitos dos professores, e, em diversas situações, não cumprir com suas obrigações têm sido a tônica do governo Laércio Arruda.

O secretário de Educação, Rodrigo Neto, que também é o vice-prefeito, tem agido como verdadeiro algoz dos professores.

De acordo com informações, alguns diretores, sob incentivo de superiores, estão intimidando professores.

Há quem diga que toda essa briga por parte da Prefeitura é para evitar contratações e, assim, supostamente, economizar dinheiro.

terça-feira, 15 de maio de 2018

Pesquisa! Flávio Dino continua favorito para ganhar no 1° turno





Pesquisa Data Ilha divulgada nesta terça-feira (15) pela TV Difusora aponta que, se as eleições fossem hoje o governador do Maranhão, Flávio Dino seria reeleito logo no primeiro turno, com 60,03% dos votos.

Encomendado pela TV Difusora a cinco meses do pleito, o levantamento aponta que Flávio Dino venceria a disputa com mais de 30 pontos percentuais na frente da segunda colocada, a ex-governadora Roseana Sarney (MDB), que aparece com 27,68% dos votos válidos.
Ainda segundo a pesquisa, em terceiro lugar, estaria o deputado estadual Eduardo Braide (PMN) com 6,87%, seguido por Roberto Rocha (PSDB) com 2,63%, Maura Jorge (PODE) com 1,40% e Ricardo Murad (PRP), que aparece em último lugar com 1,18%.

Na votação nominal, que considera os indecisos, brancos e nulos, Dino aparece na frente, com 52,36%. Nesse cenário, Roseana se mantém em segundo lugar com 24,15%, seguida por Braide com 5,99%, Roberto Rocha com 2,29%, Maura Jorge com 1,40 % e Ricardo Murad com 1,03%. Não souberam ou não responderam 4,91%. Brancos e nulos somaram 7,86%.

Aprovação

A pesquisa revelou ainda o nível de satisfação do governo Dino entre os maranhenses. Segundo o Instituto Data Ilha, o atual governo é aprovado por 60,09%. 37,01% dos entrevistados disseram desaprovar a atual gestão estadual.
A pesquisa foi registrada sob o número MA-05944/2018 no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e ouviu 2.137 maranhenses entre os dias 9 e 10 de maio. O instituto percorreu 37 cidades do estado.
É a segunda pesquisa Difusora/DataIlha divulgada este ano. A anterior foi em fevereiro e também apontava vitória de Flávio Dino no primeiro turno.


Do Blog do John Cutrim