sábado, 16 de janeiro de 2016

Governador conhece Central de Liberação do Cartão Bolsa Escola


Governador liberando cartão Bolsa Família de uma mãe
Em funcionamento desde a última segunda-feira (11), a Central de Liberação do Cartão Bolsa Escola (Mais Bolsa Família) recebeu a visita do governador Flávio Dino e do vice-presidente da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão. Com cerca de 5 mil ligações por dia, a Central telefônica auxilia no desbloqueio do cartão de débito do programa do Governo do Estado e também tira dúvidas dos usuários.
A central funciona em São Luís e atende aos responsáveis por mais de 1 milhão de estudantes da rede pública de ensino que recebem o benefício. O cartão que está chegando nos municípios através dos Correios servem para a compra de material escolar aos alunos de escolas públicas do Maranhão, cuja família esteja inserida no Cadastro Único do Governo Federal.
Cada aluno receberá o benefício anual de R$ 46,00 para adquirir o material escolar necessário para o ano letivo. A contribuição é feita com investimento exclusivo do Governo do Maranhão, chegando por meio do cartão de débito aos pais ou responsáveis por cada aluno em idade de 4 a 17 anos.
Na visita, o governador aproveitou para realizar pessoalmente dois atendimentos na central telefônica gratuita de desbloqueio. Em contato com uma mãe beneficiária da cidade de Araioses, Flávio Dino realizou um dos desbloqueios de cartão nesta sexta-feira (15) junto com as atendentes de telemarketing.
Ao final do atendimento, Dino destacou a importância do programa para a autonomia dos estudantes, mas também como estímulo ao comércio local. “É um processo completo de um programa complexo que envolve várias instâncias de serviços públicos. O Governo do Estado financia o programa e garante que o cartão chegue até as mães que precisam e essa Central provém todos os usuários das informações necessárias”, disse Flávio Dino.
Já o deputado Waldir Maranhão elogiou todo o programa, ressaltando seu caráter emancipatório. “Exalto o Governo do Estado por ter essa sensibilidade de que a verdadeira inclusão social só é possível pela Educação,” disse, acompanhado do secretário de Desenvolvimento Social, Neto Evangelista, responsável pela execução dessa política pública.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Walney Batista. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, preconceituosos, ou que incitem o ódio e a violência.
Obrigado por nos acompanhar!