terça-feira, 12 de janeiro de 2016

´´Operação Bacuri``realizará ações sociais em Conceição do Lago Açu e outros municípios




Mais de 100 jovens e professores universitários, de sete Instituições de Ensino Superior (IES) do Maranhão, trocarão o período de férias escolares pela chance de realizar, de forma voluntária, ações que contribuam para o desenvolvimento sustentável e promovam a ampliação do bem-estar de comunidades carentes em cinco municípios com menor IDH no estado. As ações, parte da edição Regional/Especial do Projeto Rondon, coordenada pelo Ministério da Defesa, em parceria com o Governo do Estado já iniciam na sexta-feira (15).

A edição especial, que recebeu o nome de “Operação Bacuri”, integra o grande plano do governador Flávio Dino para a juventude. Reforça o compromisso da gestão estadual em promover a participação dos jovens para o desenvolvimento sustentável dos 30 municípios com menor IDH do estado, contribuindo para elevar os índices sociais do Maranhão.

O projeto acontece de 16 a 30 deste mês, em quatro dos municípios que compõem o plano de ações ‘Mais IDH’, e, também, no município de Bacuri, cidade que deu nome à edição regional. Conceição do Lago Açu, Governador Newton Bello, Pedro do Rosário, Serrano do Maranhão e Bacuri, são as primeiras cidades que receberão o conjunto de ações sociais do projeto.

Para a secretária de Estado da Juventude, Tatiana Pereira, o Projeto Rondon é a grande contribuição da juventude maranhense no processo da melhoria dos indicadores sociais do estado. “As ações da Operação Bacuri farão com que a juventude universitária maranhense conheça a realidade do seu estado e, a partir disso, desenvolva estratégias que contribua com a transformação esperada para o nosso estado”.

 Durante os 15 dias de atividades da operação, os rondonistas realizarão diversas palestras e oficinas sobre os temas de comunicação, saúde, cultura, educação, meio ambiente, trabalho, tecnologia, produção, direitos humanos e Justiça, além da prestação de diversos serviços a população.

Os estudantes trabalharão, prioritariamente, com agentes multiplicadores, tais como funcionários das prefeituras, professores, agentes de saúde e lideranças locais, o que permitirá maior retenção e disseminação dos conhecimentos a serem transmitidos por eles.
Cada município receberá 10 voluntários de duas diferentes instituições de ensino superior. A intenção é fazer com que, desde o primeiro momento, as equipes aprendam a trocar experiências e informações, de modo a integrar sua forma de atuação.

Um comentário:

  1. Muito bom essas ações,parabéns aos voluntários.

    ResponderExcluir

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Walney Batista. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, preconceituosos, ou que incitem o ódio e a violência.
Obrigado por nos acompanhar!