terça-feira, 8 de março de 2016

Incomodados com a grandiosidade do evento do PCdoB em Lago da Pedra,adversários tentaram a prática do ̋ bullying político ̏



O evento do PCdoB de Lago da Pedra,que aconteceu no ultimo sábado(5),mobilizou toda a cidade, causando incomodo nos adversários.O ato foi gigantesco.O espaço da Associação Atlética Banco do Brasil-AABB ficou pequeno para tanta gente.

 No evento foi apesentado a pré-candidatura de Mauro Jorge a prefeito,lançamento do movimento Diálogos Por Lago da Pedra e apresentação dos pré-candidatos a vereador e vereadora do grupo.Mas,não foi só isso,foi colocado à prova o protagonismo de Mauro Jorge,que promete revolucionar a política local,com ações diferentes.

Tudo isso causou preocupação naqueles que achavam que daria poucas pessoas,que o evento seria um fracasso,principalmente no grupo da prefeita Maura Jorge.Maura Jorge está encerrando o segundo mandato e quer que o vice,Laércio Arruda,seja eleito nas eleições de outubro.Para a prefeita e seu grupo,o desejo é que tudo fique como está.

Os que estão com espírito abatido,temendo a perda da prefeitura,usaram uma frase dita por Dutra,no evento,para tentar manchar a repercussão positiva do ato.Em vão!

Logo Dutra que nunca ostentou,e que sempre defendeu os menos favorecidos.Os contra,que se acham donos da prefeitura,feridos não pela frase,mas pelo risco de deixarem o poder,que não aceitam o fim dos privilégios, tentam destruir a reputação Dutra e colocar sobre suspeita ele que já foi presidente da Comissão de Direitos Humanos,e eleito um dos melhores deputados do Brasil.

Dutra,nasceu no Saco das Almas,é filho de um vaqueiro e de uma quebradeira de coco.Ficou muito bem entendido o que ex-deputado,irreverente nos discursos, quis dizer:a prefeita vai sair mas quer deixar alguém de sua confiança,em seu lugar.Pois bem.O fazendeiro manda,o vaqueiro obedece.O vaqueiro é quem cuida da propriedade e do rebanho.O vaqueiro também é quem manuseia as tetas da ubrada,tira o leito e repassa ao patrão,fica com um pouco,claro.Ora,ora...

Não deu certo! ̋ Bullying político ̏ ,não cola!

Veja uma entrevista de Dutra: “Sou de origem pobre; filho de uma quebradeira de coco-babaçu e de um vaqueiro; nasci no povoado Saco das Almas, em Buriti, no Maranhão, terra de quilombo [...]



5 comentários:

  1. obrigado futi, pela ajudinha, nossa eleição ja era certa e agora com sua ajuda melhor ainda. kkkkkkkkkkk aparece cada engraçadinho dando uma de salvador da patria.

    ResponderExcluir
  2. E isso aí vamos dá prioridade ao vaqueiro pra que ele a parti de agora (2017) seja o dono da fazenda!!!!!Laecio Arruda sim, humildade e simpatia!!!!

    ResponderExcluir
  3. ERA TUDO QUE NÓS QUERIA, FAZER O NOME DE LAERCIO SE DESTACAR E TUDO SE CONCENTRAR NELE E CONSEGUIMOS .NINGUEM PODE MAIS C NOSSO CANDIDATO PQ N EXISTE ND Q MANCHE A IMAGEM DELE

    ResponderExcluir
  4. Não entendo, se ele (Dutra) diz q é de origem e humilde e tal e ataca seu o adversário dizendo que não pode se eleger pois "vaqueiro não pode ser eleito".
    Houve sim um preconceito, pois menosprezou o candidato, deixando interiorizado uma pessoa "vaqueiro" .

    ResponderExcluir
  5. Engraçado é que um tal de mario jn parece que é debil. Tem a cara de pau de dizer que o Mauro Jorge foi fortalecido com esse episódio. Louco pau mandado kkkkkkkkkkkk em tudo que é lugar so se fala no vaqueiro kkkkkk ninguém nem lembra que teve convenção do mela urna kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Walney Batista. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, preconceituosos, ou que incitem o ódio e a violência.
Obrigado por nos acompanhar!