Governo do Maranhão

Governo do Maranhão
Governo do Maranhão

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Representação do Governo Federal acompanha ações de combate ao Aedes no MA



 O Governo do Maranhão apresentou, nesta quarta-feira (25), as estratégias de mobilização permanente de controle e combate ao mosquito Aedes aegypti à representação da Sala Nacional de Coordenação e Controle (SNCC) do Governo Federal, recebida em São Luís por equipes das Secretarias Estaduais de Saúde (SES) e de Educação (Seduc). A iniciativa estimula a mobilização de ações permanentes de combate e controle do vetor da doença no estado, que além de dengue e chikungunya, transmite o zika. Durante a programação, a SNCC participou de ações desenvolvidas por estudantes da UE Maria Firmina, conheceu a Sala Estadual de Coordenação e Controle e teve acesso a mecanismos exitosos desenvolvidos pela SES de combate ao vetor, como o Disque Denúncia.
Para o secretário-adjunto da Política de Atenção Primária e Vigilância em Saúde da SES, Marcelo Rosa, o Maranhão vem desenvolvendo ações estratégicas para eliminar criadouros do mosquito e de acompanhamento e divulgação dos resultados. “É um prestigio receber um representante Sala Nacional de Coordenação e Controle, sobretudo para troca de experiência, pois contamos com a execução do Plano de Ações Emergenciais de Combate ao Aedes aegypti, Sala Estadual de Coordenação e Controle, o Comitê Interinstitucional, e outras ações no Maranhão”, ressaltou Marcelo Rosa.
Na visita à Sala Estadual, na sede da Secretaria Adjunta da Política de Atenção Primária e Vigilância em Saúde da SES, o representante da Sala Nacional de Coordenação e Controle (SNCC), Fábio César Braga de Abreu e Lima, acompanhou o registro dos dados de visitas, realizados no Maranhão, e lançados no Sistema Informatizado de Monitoramento da Presidência da República (SIMPR). O banco traz o consolidado de visitas domiciliares, imóveis visitados e, quando necessário, o tratamento com larvicida, entre outras ações.
Desde o início de dezembro de 2015, quando foram iniciadas as atividades em parceria com outros ministérios, a Sala Nacional de Coordenação e Controle tem atuado semanalmente em contato com as salas estaduais por videoconferências. E, também agora, estamos estimulando a criação das salas municipais e dos comitês, para dar sustentação, a médio e longo prazo, aos trabalhos de combate ao Aedes, continuamente. Contando, também, com a articulação na área da educação”, pontuou Fábio César Braga.
O representante da Sala Nacional reconheceu os avanços do Maranhão nas ações de combate ao Aedes. “Desde o início dos trabalhos, comparativamente, percebemos avanços aqui no estado. É ótimo que a sala estadual, neste momento, dê uma força adicional para os municípios instalarem as Salas e Comitês Municipais, aliados importantes na estratégia de enfrentamento do Aedes”, reforçou Fábio César Braga.
O Disque Denúncia Zika Zero também foi visitado. O serviço lançado pelo governador Flávio Dino, recebe informações da população sobre suspeita de focos do Aedes, por meio de quatro linhas, sendo duas por meio do aplicativo Whatsapp (98411-2086 e 98411-7085) e duas linhas fixas (3268-6585 e 3268-8595).
Ações de campo
O trabalho dos agentes de combate às endemias, responsáveis por orientar, vistoriar, inspecionar e tratar os imóveis, foi acompanhado, in loco, por Fábio César Braga e pela equipe técnica de Epidemiologia da SES. As residências da Vila Menino Jesus de Praga, no Vinhais, foram inspecionadas por agentes.
Dona de casa, Isabel Martins dos Santos, de 64 anos, foi surpreendida com identificação de larvas do mosquito Aedes, no tanque instalado no quintal da casa, durante a inspeção. A moradora recebeu orientações e os procedimentos preventivos foram adotados no local. Morando há 10 anos na Rua 1, a dona de casa Conceição de Maria Rocha, de 66 anos, ressaltou que não descuida dos cuidados básicas para evitar a proliferação do mosquito Aedes. “Com os agentes identificados, recebemos as orientações. Aqui, para evitar as doenças, todas as garrafas são armazenadas com a gargalho para baixo”, disse.
Educação
No início da manhã, estudantes da Escola Maria Firmina, na Cohama, orientaram pedestres e condutores, na área do entorno da escola, para os cuidados diários para eliminar o mosquito Aedes, evitando os riscos de novos casos de dengue, chikungunya e zika. Protagonizado pelos estudantes, o evento mobilizou a comunidade escolar. A mensagem de combate ao Aedes ganhou forma de poesia, música, vídeo, paródia.
Alana Araújo, de 12 anos, já aprendeu a lição. “O debate dentro da escola ajuda na orientação da nossa família, parentes e amigos”, explicou a estudante. “O espaço da escola é fundamental para divulgação, compreensão e debate de toda temática relacionada ao Aedes. A parceria com a Saúde é fundamental para subsidiar o desenvolvimento das ações, a partir dos dados e do corpo técnico, dentro do ambiente escolar, de forma organizada e sistematizada”, avaliou Tânia Tereza Vidigal, coordenadora do Projeto Odontologia na Escola e suplente da Seduc no Comitê Interinstitucional. 
 Comitê interinstitucional
As ações de combate ao Aedes, no Maranhão, passaram a contar com o Comitê Interinstitucional de Combate ao Aedes aegypti. No período da tarde, no auditório do Laboratório Central do Maranhão (Lacen), representantes do colegiado e instituições parceiras apresentaram as ações desenvolvidas por cada órgão e em conjunto com a Secretaria de Estado da Saúde para eliminação dos mosquitos, além da agenda de atividades para intensificar a mobilização em cada área de atuação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Walney Batista. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, preconceituosos, ou que incitem o ódio e a violência.
Obrigado por nos acompanhar!