terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Maranhense sequestrado por grupo armado é encontrado decapitado no interior do Amazonas





Do Portal Zacarias

O ex-presidiário Marcelo de Souza Araújo, 29, natural do Maranhão, foi decapitado e seu corpo encontrado no final da tarde de ontem, segunda-feira, 19, em uma cova rasa na área de mata em um ramal no município de Novo Airão, distante 115 quilômetros de Manaus, Amazonas.

De acordo com a polícia, o ex-presidiário estava em sua casa, no Bairro do Mutirão, município de Manacapuru, no começo da noite do último domingo, acompanhado do irmão, identificado como Sávio Araújo da Silva, 19, quando um grupo de homens encapuzados e fortemente armados invadiu o imóvel.

Marcelo foi amarrado, amordaçado e colocado na mala de um carro. O irmão dele foi alvejado com dois tiros que atingiram o braço e perna. Sávio foi socorrido e está internado na Unidade Hospitalar do município de Manacapuru.

O corpo de Marcelo foi encontrado por agricultores que residem e trabalham na localidade conhecida como "Ramal do Tatu", em Novo Airão. O corpo estava sem a cabeça e com várias perfurações de faca e tiros. O carro usado pelos sequestradores foi abandonado no local.

A cabeça foi encontrada a poucos metros da cova. Pelas características do crime, a polícia acredita que Marcelo tinha algum tipo de dívida muito alta com alguém e acabou pagando com a vida, de forma extremamente violenta e sem clemência.

O corpo foi trazido para Manaus e está no Instituto Médico Legal (IML). A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) vai investigar o caso paralelamente à investigação da Delegacia Interativa de Manacapuru onde o ex-presidiário morava e onde foi sequestrado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Walney Batista. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, preconceituosos, ou que incitem o ódio e a violência.
Obrigado por nos acompanhar!