segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

“Nosso papel é trabalhar contra qualquer desvio de conduta”, diz secretário Jefferson Portela





O secretário de Estado de Segurança Pública, Jefferson Portela, afirmou nesta segunda-feira (26) que, caso seja necessário, serão feitas investigações complementares para elucidar o caso envolvendo a formação de uma quadrilha que contrabandeava armas, munições, drogas e itens como bebidas e cigarros no Maranhão.

Hoje muitas pessoas estão sendo ouvidas para deixar bastante claro o conteúdo que queremos alcançar sobre a participação de servidores públicos da área de Segurança com práticas ilícitas e criminosas”, afirmou o secretário.

Tudo o que tiver que ser feito será feito. E se for o caso, teremos investigações complementares”, acrescentou.

Portela disse ainda que a sociedade será permanentemente informada sobre o caso. “O nosso papel é trabalhar fortemente contra qualquer desvio de conduta.”

De acordo com o secretário, já foi descoberto que, ao contrário do alegado inicialmente pelos suspeitos de envolvimento, não houve apenas a chegada de uma carga ilegal neste mês. “Nos últimos 15 dias foram dez descargas tiradas de um barco”, contou.

O caso

Numa megaoperação de combate à corrupção e ao crime organizado, a polícia desarticulou a quadrilha na semana passada.

A ação foi realizada no Quebra Pote, zona rural de São Luís. A intenção do grupo era desviar de R$ 1,5 milhão a R$ 2 milhões em uísque e cigarros. O recurso seria utilizado para financiar outras atividades criminosas, como a compra de armas, de drogas e a corrupção de policiais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Walney Batista. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, preconceituosos, ou que incitem o ódio e a violência.
Obrigado por nos acompanhar!