quinta-feira, 15 de março de 2018

Diálogos pelo Maranhão: “Após cinco anos, temos o governo que mais cumpre promessas em todo o Brasil”, comemorou Rubens Pereira Júnior





No dia 15 de março de 2013, nascia o movimento chamado “Diálogos pelo Maranhão”, criado pelo então pré-candidato a governador, Flávio Dino. A primeira edição aconteceu em Imperatriz e mudou a história política do estado. “No início, tivemos muita adesão popular, com a participação do movimento social e progressista, reunidos para debates significativos. O resultado foi a construção coletiva do plano de governo, que agora está sendo executado”, relembrou o deputado federal Rubens Pereira Júnior (PCdoB), que esteve presente em grande parte dos encontros.

Segundo o parlamentar, “cinco anos depois, vale a pena constatar que o ‘Diálogos pelo Maranhão’ resultou no governo que mais cumpre suas promessas em todo o Brasil. Tudo isso atestado por órgãos nacionais”. A gestão Flávio Dino paga o maior salário para professor da rede pública do país, nomeou 1,5 mil novos policiais, entregou novos hospitais macrorregionais, executou os planos Mais IDH, Escola Digna, Mais Asfalto, dentre outros.

O Maranhão foi o estado com maior alta no PIB em 2017, e o 4º que mais aumentou investimentos em todo o Brasil, o 2º que mais investiu em segurança e é um dos únicos três estados do Brasil a melhorar resultados fiscais desde 2015.

Rubens Júnior destacou também as perspectivas de futuro. “Alegra-me saber que ainda teremos muito pela frente. É hora de realizar novos debates, conversar novamente com o povo para saber o que ainda pode ser feito e quais são os novos avanços”.

Oportunismo eleitoral

Por fim, o deputado destacou que o projeto de sucesso idealizado por Flávio Dino está sendo copiado, cinco anos depois. “Aqueles políticos que viviam em Palácio, que nunca percorreram o Maranhão, inventaram agora uma ‘Caravana’, querendo plagiar aquilo que foi feito. Mas o povo sabe diferenciar quem de fato quer um movimento político de construção, daqueles que estão preocupados apenas com as eleições deste ano”, finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.