quinta-feira, 8 de março de 2018

Em seis dias, o Governo inaugurou três novos laboratórios de informática no Complexo Penitenciário de São Luís





Nos últimos seis dias, o Governo do Estado inaugurou três novos laboratórios de informática no Complexo Penitenciário São Luís. Eles foram instalados nas Unidades Prisionais de Ressocialização de São Luís (UPSLs) 1, 3 e 5 para potencializar o Programa Rumo Certo e operar como centros de inclusão digital e alfabetização de dezenas de pessoas presas.

Os três novos laboratórios, inaugurados por meio da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP), somam-se a outros três que também foram entregues pela atual gestão prisional, totalizando, assim, seis novos espaços de aprendizagem técnico profissional nas unidades prisionais situadas no bairro Pedrinhas.

Além dos recém-inaugurados, receberam laboratórios de informática a UPR Feminina e as UPSLs 2 e 6. O objetivo da SEAP é instalar laboratórios de informática em todos os 45 estabelecimentos penais do Maranhão. “A proposta do governador Flávio Dino é garantir a reinserção social dos internos pela alfabetização presencial e à distância”, explicou o secretário Murilo Andrade de Oliveira.

Inaugurações

No último dia 2, a UPSL 3 recebeu o quatro laboratório de informática do sistema prisional. Só nessa unidade prisional, 25 internos serão beneficiados inicialmente. Nas UPSLs 5 e 1 foram instalados, respectivamente, o quinto e sexto laboratórios de informática. O curso EAD de empreendedorismo, ofertado inicialmente a dez internos da UPSL 5, marcou a inauguração no último dia 6.
 
As primeiras aulas de profissionalização já ocorrem nos espaços, que estão operando de forma dinâmica. Com aulas três vezes por semana, segundas, quartas e sextas, as pessoas presas ainda recebem o benefício de remição de pena pelo estudo, onde podem remir um dia de pena a cada 12 horas de frequência escolar.

Rumo Certo

Em dezembro de 2017, o governador Flávio Dino lançou o Programa Rumo Certo, iniciativa que objetiva o aumento do nível de escolaridade e profissionalização no Sistema Penitenciário do Maranhão. Coordenado pela SEAP, o programa vai oferecer mais de 45 mil vagas para pessoas presas e seus familiares, egressos e servidores penitenciários, conforme a formação escolar de cada público.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Walney Batista. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, preconceituosos, ou que incitem o ódio e a violência.
Obrigado por nos acompanhar!