sábado, 24 de março de 2018

Pavimentação da MA-012 entre Barra do Corda e Fernando Falcão chega a 70% dos serviços concluídos





Ainda esse ano, os moradores dos 15 povoados próximos da MA-012, ligando os municípios de Barra do Corda e São Raimundo do Doca Bezerra, terão asfalto na porta de casa. Dos 52,16 quilômetros, já foram realizados 32 de preparação de base, 43 de terraplanagem, 15 de pavimentação, o que representa uma média de 70% dos serviços executados.

O investimento do Governo do Estado, por meio da secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), é de R$ 35.690.022,46 e vai interligar duas importantes regiões do estado: o Médio Mearim e o Centro. Com isso, além de melhorar a mobilidade das pessoas, facilita também o transporte da produção agrícola, incluindo os pequenos agricultores que conseguem transportar arroz, feijão, fava, milho e mandioca - que são a base da produção - mais rápido até as cidades.

Os moradores estão animados com o andamento dos serviços. “Havia muitos anos que a gente esperava e, graças a Deus, nosso governador está fazendo. Antigamente era muita lama, poeira e muito menino gripado, agora está todo mundo em paz”, disse o aposentado Antônio Miguel da Silva. Quem também se beneficia são os estudantes, servidores da escola Ismael Moussalém Salomão, que já podem chegar e sair da escola com mais conforto.

Para a dona de casa Joana da Silva, o maior benefício é não precisar mais conviver com a poeira. “Aqui antes a gente nem podia sentar na porta de casa, como faço agora. Era muita poeira, faltava era matar a gente. Agora melhorou demais, a gente nem tinha mais esperança de ver isso acontecendo”, afirmou.

O secretário da Sinfra, Clayton Noleto, destacou que é esse o objetivo dos investimentos do Governo Flávio Dino na infraestrutura viária do Maranhão: melhorar a vida das pessoas. “A pavimentação da MA-012 já muda a vida da população, com melhores condições de acesso à escola, melhores condições de escoamento da produção, com o fim da poeira e da lama. É para isso que trabalhamos incansavelmente”, finalizou.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.