segunda-feira, 16 de abril de 2018

Professores da rede pública de Lago da Pedra voltam a protestar, em praça pública



Cira Carlos

Professores da rede municipal de ensino de Lago da Pedra voltaram a protestar, contra o prefeito Laércio Arruda e o secretário de Educação, Rodrigo Neto. No último sábado (14), pela manhã, a manifestação aconteceu na praça, no Centro, onde acontece a feira livre.

Os professores, com apoio do Sinproesemma, estão repassando para a população o descaso com que o governo municipal vem tratando a Educação e os profissionais da área.

Os educadores cobram que o Plano de Cargos, Carreiras e Salários seja respeitado, que garante às 13 horas/aulas semanais, o reajuste do piso, além de outros benefícios que não estão sendo assegurados.

 A categoria, que têm ganhado apoio popular, garante que vai intensificar a luta e estuda a possibilidade de paralisação (greve) por tempo indeterminado, caso o gestor não cumpra com o que está previsto na lei.

´´Direito não se retira, direito se conquista[...] Nós passamos cinco anos em uma universidade, fazemos Pós, cursos e mais cursos para nos qualificar, e eu garanto e bato no peito, que dou aula por excelência, uma aula de qualidade, não para dá nome à Secretaria de Educação, mas porque os meus alunos merecem, porque eu honro a minha profissão, profissão essa desvalorizada, profissão essa a qual estamos todos nós desmotivados, humilhados, coagidos [...] Eu não me calo! Só me calo quando tiver meus direitos respeitados!``, disse em seu discurso a professora Cira Carlos.

Estudantes também têm participado dos movimentos e, inclusive, o líder estudantil, Gustavo Barbosa, fez um discurso em forma de desabafo em defesa dos professores, no último ato. Os vereadores Moisés do Lago Preto e Julyfran Catingueiro também estiveram dando apoio aos profissionais.


Estudante Gustavo Barbosa



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.