sexta-feira, 11 de maio de 2018

Comissão de professores da rede municipal de ensino de Lago da Pedra é recebida pelo juiz da 1ª Vara para tratar sobre despacho referente à carga horária






Uma comissão de professores da rede de ensino municipal de Lago da Pedra foi recebida, na manhã desta quinta-feira (10), pelo juiz da 1ª Vara, Dr. Marcelo Santana, para tratar sobre a decisão relativa à carga horária, que foi emitido na última semana, após vários dias de embate entre o Município e a categoria. A SEMED estava propondo alterar a jornada de trabalho de 13 horas/aula semanais para 16 horas.

Após o despacho, os professores anunciaram o resultado favorável à categoria. Porém, o parecer foi interpretado de diferentes formas. Inclusive alguns servidores da SEMED chegaram a afirmar que o despacho seria em prol das 16 horas/aula. Segundo informações, teve até diretor mapeamento professores, com 16 horas.

Segundo os professores, Dr. Marcelo deixou claro que o estabelecido é 13 horas semanais. E mais, os 15 minutos do intervalo, que antes não eram contabilizados na hora/aula, terão de ser descontados na carga horária dos educadores.

O juiz disse ainda que o prazo de sete dias para o Município cumprir a ordem judicial se esgotou na última quarta-feira (09). 

Sendo assim, ontem, a Prefeitura já começaria a pagar multa diária de R$ 10 mil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Walney Batista. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, preconceituosos, ou que incitem o ódio e a violência.
Obrigado por nos acompanhar!