terça-feira, 22 de maio de 2018

Governo do Estado intermedeia conversações entre os professores da rede municipal de Lago da Pedra e o Executivo



Valdielson e Laércio Arruda


Há várias semanas se arrasta, em Lago da Pedra, um embate entre os professores da rede municipal de ensino e o Executivo, por conta da alteração na carga horária que está sendo imposta pela Secretaria Municipal de Educação (SEMED). A jornada de trabalho dos profissionais passaria de 13 horas-aulas semanais para 16h.

Os professores, no entanto, lutam pela manutenção das 13 aulas, como assegura a lei. Por conta disso, alguns protestos foram realizados nas ruas e em praça pública.

A questão foi judicializada. No transcorrer do processo, despachos saíram favoráveis aos educadores.

Após ser solicitado pelos professores, e preocupado com a situação que prejudica o funcionamento das escolas e a qualidade do ensino, o secretário-adjunto de Comunicação e Articulação Política, Mauro Jorge, representando o Governo do Estado, está  intermediando as conversas. O primeiro passo foi dado no início da noite de ontem quando as partes ( Sindicato dos professores e Executivo) sentaram e chegaram a um entendimento sobre a abertura dos diálogos, para, quem sabe, alcançarem um acordo.

A categoria cobra, ainda, o reajuste salarial e outros benefícios que não estão sendo garantidos pela Prefeitura.

O prefeito Laércio Arruda e o coordenador do Simproesemma em Lago da Pedra, Valdielson, assinaram um termo de compromisso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Walney Batista. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, preconceituosos, ou que incitem o ódio e a violência.
Obrigado por nos acompanhar!