sexta-feira, 15 de junho de 2018

Atuação da Defensoria Pública do Maranhão (DPE-MA) permite absolvições de acusados em sessões do júri realizadas no Município de Lago do Junco-MA





A 1ª Vara da Comarca de Lago da Pedra-MA realizou sessões do Tribunal do Júri referentes a crimes de homicídios ocorridos na cidade de Lago do Junco-MA.

No primeiro julgamento, analisou-se a autoria e participação dos acusados M.M.R.S., G.S.S. e I.F.S., estes pronunciados pela prática do crime de homicídio consumado em face da vítima A.J.

A defesa foi patrocinada pela Defensoria Pública, esta presentada pelo Defensor Público Alex Pacheco Magalhães, o qual conseguiu convencer o corpo de jurados, acolhendo-se as teses de negativa de autoria em relação aos acusados G.S.S. e I.F.S., bem como de legítima defesa própria e de terceiro em favor de M.M.R.S.

No segundo julgamento, o acusado J.C.S. foi submetido ao plenário do júri pela prática do crime de homicídio tentado contra a vítima M.M.S.

Mais uma vez, a Defensoria Pública, presentada pelos Defensores Alex Magalhães e Rafael Caetano, garantiu o direito de defesa e conseguiu uma nova absolvição, convencendo aos jurados a acolherem a tese de negativa de autoria.

Os Defensores Públicos Alex e Rafael, “salientaram a importância da decisão dos jurados, estes soberanos, ‘juízes de fato’ e responsáveis para julgarem os crimes dolosos contra a vida, exercendo relevantemente esse legítimo ato de cidadania. Sem dúvida as teses defensoriais acolhidas trilharam pelas veredas da Justiça”.




Fonte: DP-MA/Lago da Pedra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Walney Batista. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, preconceituosos, ou que incitem o ódio e a violência.
Obrigado por nos acompanhar!