quinta-feira, 19 de julho de 2018

Lago da Pedra: professora demitida de escola privada alega retaliação por parte do secretário de Educação do Município



                  

A ditadura cada dia mais escancarada em Lago da Pedra.

A professora Cira Carlos, através das redes sociais, comunicou, nesta quarta-feira (18), sua demissão do Colégio São Francisco de Assis, o que pegou todos de surpresa: pais de alunos, colegas, familiares, amigos e populares. A instituição, privada e renomada, tem uma história em Lago da Pedra, porém, ao que tudo indica, o fato (demissão) foi motivado por fatores externos. E, pior, relacionado à política partidária.

A professora, que é reconhecida como uma profissional exemplar, classificou o fato como uma retaliação por parte do secretário de Educação de Lago da Pedra, Rodrigo Neto, que também é vice-prefeito, contador, empresário, e presidente da SELP, que rege o Colégio.

A professora, que também é educadora da rede municipal de ensino, passou a ser perseguida depois de, com colegas, lutar contra o Município, no tocante à Secretaria de Educação, para que os direitos conquistados pela categoria fossem respeitados, como, por exemplo, a questão da carga horária, e o reajuste do piso, que o prefeito nunca pagou.

Veja a nota de desabafo que a professora publico e que, como gesto de solidariedade, está sendo compartilhada  por centenas de pessoas nas redes sociais.


Profª. Cira Carlos
"Ninguém atira pedra em árvore que não dá fruto". Com esse conhecimento popular, sigo minha jornada de cabeça erguida e coração pulsante de justiça. Porque a escolha pelo lado da luta, da militância, do engajamento, traz sempre exposição, desgaste e retaliações. Pago o preço com altivez e orgulho.

Falo, sem medo de parecer soberba e sem titubeios, que sou uma excelente profissional da educação. Estudo, me dedico, procuro inovar na didática, sou caprichosa em tudo que faço p...ros meus alunos. E por isso recebo, deles e do corpo docente das escolas por onde passo, muito carinho, afeto, elogios e reconhecimento.

Todos acompanharam a luta dos professores de Lago da Pedra por uma jornada de trabalho justa e sustentada pela legalidade. Assim como acompanharam a postura desastrosa, desrespeitosa e incompetente do Secretário de Educação Rodrigo Neto para com nossa classe. Um ser que não apenas não conhece sobre educação, desconhece também sobre gestão, ética, diplomacia, valorização de categoria. Nos perseguiu e persegue, tentou colocar a população contra nós, tentou reduzir nossa luta e mesmo assim saiu perdendo, porque lutamos o bom combate.

Sou concursada do município, mas também trabalhava para o Colégio São Franscisco de Assis, escola particular sem fins lucrativos, auto-mantenedora, gerida por uma espécie de conselho formado por membros da Paróquia São José, pais e sociedade civil, a SELP. Mas o senhor Secretário, que preside a SELP (acumulando mais uma função), faz uso de um órgão não privado, como se fosse seu. O mini-coronel, não satisfeito em não poder me retaliar na prefeitura, pediu minha demissão do CSFA, numa clara demonstração de perseguição e desprezo pela qualidade do serviço prestado na Instituição, uma vez que pais, alunos e mesmo a direção, elogiam e reconhecem meu trabalho.

Saio com cabeça e coração tranquilos, não atingida, e sem sentimento de perda. Pelo contrário, perde a escola, perdem os alunos. Uma escola sustentada em valores cristãos como solidariedade. Agradeço a toda esquipe pela forma como fui tratada esse tempo lá, professores, direção, auxiliares, todos. E acho uma grande pena que a lei da censura, que o patrimonialismo, que o autoritarismo tenham espaço nesse ambiente tão bonito e sério.

Sigo com o riso de sempre e ainda com mais vontade de lutar. Por fim, cito as palavras de Maiakóvski: "Não estamos alegres, é certo, mas também por que razão haveríamos de ficar tristes? O mar da história é agitado. As ameaças e as guerras havemos de atravessá-las, rompê-las ao meio, cortando-as como uma quilha corta as ondas".

Professora Cira Carlos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Walney Batista. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, preconceituosos, ou que incitem o ódio e a violência.
Obrigado por nos acompanhar!