terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Assaltantes do banco em Bacabal estariam escondidos em uma fazenda





Uma carreta, que resgatava os assaltantes que participaram do assalto a central de distribuição do Banco do Brasil em Bacabal, ocorrido no domingo (25), foi interceptada por policiais militares em uma barreira de rotina, na noite desta segunda (3), na BR-316, em Santa Luzia do Paruá-MA.
Na troca de tiros, três bandidos foram mortos e dez foram presos, entre eles quatro baleados.

A polícia acredita que o bando estava escondido em uma fazenda na zona rural de Buriticupu. O caminhoneiro, identificado de Mato Grosso, receberia R$ 300 mil para  resgatar os assaltantes.

Dentro do carro foram apreendidos fartos elementos, entre esses, estavam 11 fuzis, 2 metralhadoras ponto 50, muita munição, 17 coletes e uma pistola. Foi encontrado também muito dinheiro armazenado em sacos. As notas em sua maioria de 100 reais seriam embarcado de avião do interior do Estado do Pará para São Paulo. A quantia não foi divulgada porque ainda será contabilizada pela seguradora.

Entre os presos, nenhum maranhense, são de Sergipe, Bahia e São Paulo. A polícia acredita que todos são  membros da facção paulista PCC.





Dinheiro que estava no caminhão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Walney Batista. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, preconceituosos, ou que incitem o ódio e a violência.
Obrigado por nos acompanhar!