Clique no banner e conheça o programa

terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Governo e FIDA discutem fomento para combater pobreza rural





Para combater a pobreza na zona rural, o Governo do Maranhão, por meio de parceria com o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrário (FIDA), pretende investir cerca de U$ 40 milhões de dólares da produção de pequenos agricultores. Para discutir o assunto, o governador Flávio Dino recebeu, na manhã de segunda-feira (21), Claus Reiner, diretor do FIDA no Brasil.

O FIDA está financiando projetos no nordeste do Brasil, sempre com enfoque muito grande na redução da pobreza rural. Queremos inserir atividades no Maranhão na carteira do FIDA e percebemos muito interesse do Governo do Estado em participar”, disse Claus Reiner.

Reiner explica que o investimento, que também envolve o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), já foi aprovado. “O projeto está desenhado e recebeu parecer positivo do Governo Federal e do FIDA. Pretendemos avançar com esse projeto neste ano, para atender a população no Maranhão com esses tipos de financiamento”, afirmou.

Para o secretário de Agricultura Familiar, Júlio César Mendonça, o investimento irá impulsionar a produção familiar no Maranhão. A secretaria projeta que o aporte irá beneficiar 100 mil pequenos agricultores em 87 municípios maranhenses.

É uma importante política de combate à pobreza, para a diminuição das desigualdades sociais em nosso estado. Pela primeira vez o Maranhão trabalha em uma parceria direta com o FIDA, que já atende os demais estados do nordeste. Queremos fomentar a agricultura e gerar renda e oportunidade nos municípios”, assegurou Júlio Mendonça.

Participaram da reunião os senadores diplomados Weverton e Eliziane Gama; os secretários-adjuntos da Secretaria Agricultura Familiar (SAF) Francisco Salles e Luciene Figueiredo; o subsecretário de Planejamento, Marcelo Dualibi; a presidente da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (AGERP), Loroana Santana; e o presidente do Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma), Raimundo Lídio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Walney Batista. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, preconceituosos, ou que incitem o ódio e a violência.
Obrigado por nos acompanhar!