Clique no banner e conheça o programa

segunda-feira, 25 de março de 2019

Empréstimo com imóvel em garantia: entenda como funciona




Utilizar-se de crédito, pedir um empréstimo num banco ou instituição é prática comum do brasileiro.

Todos os anos, milhões de brasileiros utilizam do crédito para uma grande quantidade de fins. Como pagar as contas da casa, comprar bens de consumo, financiar um carro ou uma casa e até mesmo se capitalizar para abrir uma empresa.

No entanto, o Brasil ainda é um país com população bastante inadimplente. O que faz com que as taxas de juros para empréstimos (o preço pago pelo dinheiro emprestado) seja bastante alto dependendo do tipo de crédito concedido. 

E mesmo havendo reduções nas taxas de juros do país recentemente, continua sendo caro conseguir crédito no país. Além dos juros, muitas instituições financeiras cobram garantias na hora de conceder empréstimos. Sem garantia, as taxas serão sempre muito altas, o que impossibilita que pessoas consigam empréstimos de grandes valores sem uma contrapartida relevante. 


Visto como uma alternativa para fugir do crédito pessoal, cartão de crédito e cheque especial por exemplo, esse tipo de crédito possui taxas de juros anuais muito menores do que outras formas.

Também é uma maneira de obter empréstimos com valores altos a juros bem menores. Em alguns casos, é possível conseguir crédito em até 50% do valor do imóvel.

Por exemplo, quem tem um imóvel de R$ 300 mil reais pode conseguir até R$ 150 mil de empréstimo.

Neste tipo de empréstimo, como em qualquer outro, a pessoa interessada em contrair o crédito preciso conhecer bem como funciona a modalidade.

É necessário possuir um imóvel, seja comercial ou residencial, quitado ou financiado em seu nome. E assim, utiliza o mesmo como garantia para a obtenção do empréstimo no banco ou instituição financeira. O imóvel também precisa estar com toda a documentação em dia.

Por exemplo, matrícula do imóvel, habite-se, construção averbada na matrícula, escritura definitiva etc.: tudo isso deve estar em ordem. O bem permanece no nome do proprietário, não havendo a necessidade de desocupá-lo.

O consumidor pode vender o imóvel se quiser, desde que use o valor para quitar o empréstimo, ficando com o excedente.

Parecido com a hipoteca, o empréstimo com imóvel em garantia apresenta algumas diferenças. Dentre elas, o sistema de cobrança que está pautado na alienação fiduciária.

Que torna mais fácil o acionamento extrajudicial do banco ou instituição para obter o imóvel dado como garantia mesmo este não sendo o objetivo das instituições.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Walney Batista. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, preconceituosos, ou que incitem o ódio e a violência.
Obrigado por nos acompanhar!