segunda-feira, 11 de março de 2019

Moradores de Lago do Junco pedem justiça pela morte do jovem Ray





Centenas de pessoas protestaram na manhã deste domingo (10) em repúdio à morte do jovem Ray, de 15 anos, que foi morto no último dia de carnaval, em Lago do Junco, que fica a cerca de 371 quilômetros da Capital.
Vítima Ray

Anônimos, que ficaram chocados com o brutal assassinato, que comoveu a região, se juntaram a familiares, amigos e colegas do jovem.

O adolescente, que morava no povoado Cajazeiras, zona rural de Lago do Junco, brincava o carnaval na cidade quando foi morto à facadas no quintal da casa de um professor. Ele morreu no local.

Adailson Oliveira, que é professor na escola onde Ray estudava, foi preso como o principal suspeito.

Em sua defesa, o professor alegou que ele e Ray foram atacados por um ladrão que estava no quintal da casa. A versão não convenceu o delegado. Os investigadores tentam desvendar o que teria motivado o crime. 


Suspeito

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Walney Batista. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, preconceituosos, ou que incitem o ódio e a violência.
Obrigado por nos acompanhar!