quinta-feira, 4 de julho de 2019

Cartões do Cheque Cesta Básica – Gestante chegam para grávidas do Médio Mearim e outras regiões de saúde do Maranhão



Entrega dos cartões do Cheque Cesta Básica – Gestante para Unidades Regionais de Saúde (Foto: Divulgação)


O Governo do Maranhão efetua a segunda etapa de entrega dos cartões do Cheque Cesta Básica – Gestante, até quinta-feira (4), para 15 Unidades Regionais de Saúde (URS) do estado. Nesta fase, as grávidas aptas de 43 municípios serão beneficiadas com o cartão bancário e a parcela referente à primeira consulta do pré-natal. Ao todo, a etapa prevê a entrega de 166 cartões bancários.

Com a segunda etapa de entrega dos cartões, 200 gestantes no Maranhão passam a contar com o programa no estado. Em maio, a primeira entrega foi realizada pelo governador Flávio Dino para 22 grávidas. Ao longo do período, mais 12 gestantes.

Em nossa rede, focamos na reorganização da atenção à saúde materna e infantil. Com o Cheque Cesta Básica – Gestante, queremos que as maranhenses busquem a assistência em saúde. A gestão estadual tem priorizado a saúde materno-infantil, como reiteradamente tenho dito”, destacou o secretário de Estado da Saúde Carlos Lula.

O pacote de ações da gestão estadual para o enfrentamento das mortes materno-infantil inclui a ampliação de leitos de maternidades e de UTI neonatal, assim como estímulo à assistência pré-natal. No caso do Programa “Cheque Cesta Básica – Gestante”, a execução é voltada para incentivar a procura por assistência pré-natal por gestantes de baixa renda, assim como melhorar a segurança alimentar.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Coordenação Estadual das Regionais de Saúde, nesta etapa fará a entrega dos cartões para regionais de Itapecuru-Mirim, Chapadinha, Codó, Timon, Caxias, Pedreiras, Bacabal, Presidente Dutra, São João dos Patos, Balsas, Imperatriz, Santa Inês, Zé Doca, Pinheiro e Viana. Em seguida, os cartões serão repassados para os municípios correspondentes para que suas respectivas secretarias de saúde efetuem a entrega para as grávidas aptas do programa.

Para o coordenador das Regionais de Saúde, Aristeu Marques de Almeida, o programa Cheque Cesta Básica – Gestante, com fofo na redução da mortalidade materna e infantil, é um objetivo prioritário da gestão Flávio Dino. “A iniciativa contempla mulheres de baixa renda, além de ajudar na compra de alimentos, trazendo alívio nos gastos, e servindo também de incentivo para realização das consultas do pré-natal”, pontuou.

A chefe do Departamento de Atenção à Saúde da Mulher da SES, Ananda Marques, destacou o impacto do programa na assistência materna e infantil. “Se a gestante faz o pré-natal, e comparece a todas as consultas, ela pode saber como está o seu bebê e ter ciência, caso seja observada alguma alteração. Tudo isso fortalecerá as ações de redução da mortalidade materna e infantil. É preciso compreender que não se trata apenas de uma questão de saúde, mas também das condições socioeconômicas da mãe”, observou Ananda Marques.

Cheque Gestante 

Com o decreto assinado pelo governador Flávio Dino no ato de posse, o Cheque Cesta Básica – Gestante será pago diretamente à gestante em até nove parcelas de R$ 100 e deverá ser utilizado, exclusivamente, na aquisição de alimentos.  A iniciativa beneficia gestantes de até 12 semanas, inseridas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), do Governo Federal. A estimativa é que até 20 mil grávidas tenham direito a receber o benefício.

O recebimento das parcelas está vinculado ao acompanhamento do pré-natal, puerpério e puericultura, conforme normas do programa: realizar uma consulta de pré-natal, obrigatoriamente, no primeiro trimestre e até a 12ª semana da gestação; cinco consultas de pré-natal, preferencialmente, duas no segundo e três no terceiro trimestre da gestação; duas consultas de puerpério e puericultura, sendo a primeira até sete dias e a segunda de 30 a 42 dias após o nascimento.

3 comentários:

  1. Aqui em davinopolis maranhão só uma pessoa esta recebendo eu fiz o meu com 12 semanas de gestação hoje tou com 33 semanas povo só enrrola vou atrás ninguém sabe informa nada governo flavio dino vamos alerta esse povo daqui que não dão reposta de nada isso e chato

    ResponderExcluir
  2. Por que as gestantes de chapadinha ainda não receberam o cartão ?? Fiz meu cadastro com 8 semanas de gravidez e já estou com 30 semanas e até agora nada.

    ResponderExcluir
  3. Quando irão fazer a entrega dos cartões em chapadinha??

    ResponderExcluir

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Walney Batista. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, preconceituosos, ou que incitem o ódio e a violência.
Obrigado por nos acompanhar!