terça-feira, 16 de julho de 2019

Programa Nosso Centro e Cheque Minha Casa vão beneficiar 300 famílias da região central






A integração de ações entre os Programas Nosso Centro e o Cheque Minha Casa vai contemplar 300 famílias da região central da cidade. O início do chamamento está previsto para agosto deste ano. A informação é do secretário de estado de Cidades e Desenvolvimento Urbano, Rubens Pereira Junior, apresentada em reunião, realizada semana passada, na sede da secretaria, com as coordenações dos dois programas.

Instituído pelo Governo do Estado e coordenado pela Secretaria das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), o Programa Nosso Centro terá investimentos em torno de R$140 milhões e envolverá cinco polos, entre os quais o habitacional que terá uma atenção especial do poder público.

Rubens Pereira Junior explicou que o Programa Nosso Centro é um conjunto de ações estruturantes que visa, além de mais estímulo à cultura e habitação, garantir maior aproximação entre órgãos para modernizar serviços públicos, gerar economia aos cofres estaduais e potencializar o comércio local.

O gestor disse que a proposta é garantir a permanência das pessoas no local e incentivar que outras venham morar no Centro de São Luis. “Por isso estamos integrando ações, uma delas é a reforma da moradia, por meio do programa Cheque Minha Casa e as outras, consistem em intervenções nos eixos prioritários nas áreas de segurança pública e infraestrutura”.

Programa Cheque Minha Casa

Serão destinados recursos da ordem de R$ 1,5 milhão para reforma de habitações de quem já mora na região. Ao todo serão 300 famílias convocadas, que se inscreveram no Programa Cheque Minha Casa, residentes na área central da cidade.

O recurso será repassado em parcelas, conforme apresentação de documentação e acompanhamento técnico social pelas equipes da Secid. Com prioridades para as famílias com idosos e deficientes físicos.

Revitalização 

Há, também, diretriz no sentido de recuperar, adaptar e destinar imóveis para a habitação de interesse social. Serão revitalizados prédios na Rua da Palma e na Avenida Magalhães de Almeida com essa finalidade.

O investimento estimado nas reformas é de R$ 2,5 milhões. Para isso, o programa incentivará a ocupação de imóveis instalados no Centro de São Luis, para transformar em moradia social e promover a habitabilidade na região e entorno, área que já foi considerada uma das mais populosas da cidade. Para os servidores públicos que apresentarem interesse em ter a casa própria, serão recuperados imóveis nas Ruas do Sol, Rio Branco e Palma.

Nos casarões em que já há moradias, como os das Ruas da Estrela, da Palma, do Giz, João Alberto Goulart e Beco da Pacotilha, haverá obras de revitalização e melhorias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Walney Batista. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, preconceituosos, ou que incitem o ódio e a violência.
Obrigado por nos acompanhar!