segunda-feira, 4 de novembro de 2019

Fantástico revela que a PF e o MPF investigam esquema de desvio de dinheiro da educação em prefeituras no Maranhão





Um povoado com mais estudantes que moradores. Uma professora matriculada para aprender a ler. Aluna ´´fantasma`` com mais de 105 anos de idade.

O programa Fantástico, da Rede Globo, em matéria exibida neste domingo (3), revelou que a Polícia Federal e o Ministério Público Federal investigam esquema de desvio de recursos do  Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) em 135 prefeituras no Maranhão.

Estudantes ´´fantasmas`` constam no Censo Escolar. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira ( INEP), que é o responsável pelo Fundeb, libera os recursos de acordo com o número de alunos matriculados. Isto é, quanto mais alunos, mais recursos.

Uma equipe de reportagem foi até o município de Monção, que em 2018 recebeu R$ 40 milhões para investir na educação, porém de acordo com a investigação, boa parte desse dinheiro pode ter sido desviada. Os registram apontam alunos matriculados na Educação de Jovens e Adultos ( EJA) em quatro povoados que nunca receberam o programa. Até uma creche, que nunca existiu, aparece com 16 alunos matriculados.

Uma mulher que morreu em 2014, Domingas de Jesus Freire, aparece no  Censo Escolar de 2017/2018. No povoado Onça, onde tem dez casas e poucos moradores, cerca de 30 adultos, aparece com 60 alunos alunos matriculados no EJA.

No município de Miranda do Norte, até uma professora que começou a dar aulas em 2017 é apontada como aluna no Censo Escolar.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Blog do Walney Batista. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, preconceituosos, ou que incitem o ódio e a violência.
Obrigado por nos acompanhar!